Lages: formada 1ª turma do Curso Técnico em Agronegócio

A primeira turma do Curso Técnico em Agronegócio, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), no polo de Lages, colou grau no último fim de semana.

Em parceria com o Sindicato Rural do município, o ato na sede da Associação Empresarial (ACIL) reuniu familiares e autoridades para formar a turma com 26 novos profissionais. 

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC José Zeferino Pedrozo conduziu a solenidade e salientou a satisfação em formar mais uma turma de um curso que se destaca no Estado e em todo o País.  

O presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Cicero Neves Pamplona, enalteceu a importância da formação para a carreira profissional dos novos técnicos e para fortalecer o setor.

(Informações e fotos – MB Comunicação)

Estudante da Uniplac na Alemanha

O acadêmico do curso de Engenharia Mecânica, Higor Souza Muniz, de 20 anos, está a caminho da Universidade de Stralsund, na Alemanha, onde vai participar de um curso de primavera sobre “Energias Renováveis”.

O jovem se diz bastante empolgado e feliz com essa oportunidade me proporcionada pela Uniplac. Higor, que ficará em solo alemão até o dia 6 de maio como todos os gastos custeados através de um bolsa de estudos de intercâmbio. “

Segundo ele, a importância da realização desse curso é enorme, pois uma experiência acadêmica no exterior pesa muito no currículo, ajuda a aprimorar outro idioma e a possibilidade de networking com pessoas de todo o mundo. “Sou muito grato à Uniplac e ao privilégio de ter conseguido essa bolsa. Vou aproveitar ao máximo”, conclui.

(Informações e foto: Débora Bombílio)

Acadêmicos escolhem a Garota e Garoto dos JUNIPLAC

Um motivo especial fez-me visitar a Uniplac, na noite desta sexta-feira (25). Ocasião festiva, num momento de pura descontração, para a escolha da Garota e do Garoto dos Jogos Universitários – Juniplac. O evento ocorreu no Centro de Convivência, onde os cursos com seus respectivos representantes deram um show na torcida.

Enfim, acompanho as atividades da Uniplac e não é de hoje. Nela tenho toda a minha formação. Letras, Pós e Jornalismo. Portanto, toda essa interatividade não é apenas de passagem.

Mas, voltemos ao assunto Garoto e Garota Juniplac. Entre as concorrentes, representando o Curso de Direito, desta vez, lá estava a minha filha Beatriz. E, toda a torcida do pai, da mãe e da maninha valeu, ao lado dos demais colegas.

Beatriz teve o melhor desempenho e foi eleita pelo seleto grupo de jurados, como Garota Juniplac 2022. Um miniconcurso, que dentro da esfera da Universidade tem lá seus objetivos, e, claro, relevância no meio acadêmico.

Para e minha pequena menina, com seus 21 anos, uma conquista representativa. Afinal, para quem hoje galga uma carreira de sucesso no Direito, está andando dentro da cartilha. Dedicada, e, como estagiária, atua na área. Esta pequena vitória, irá ajudar ainda mais na sua autoestima. Afinal, hoje, dentro da Uniplac, ela é a Garota!

Perdoem não falar muito do Garoto, o Acácio Mariano, do Curso de Medicina, mas acabei tendo minha atenção dirigida à pequena Bia. Natural né. Mas, ele está, ao lado dela na foto.

E digo, mais. São ocasiões como estas que fazem da Uniplac o diferencial no ensino superior da Região.

Uniplac: Curso de Administração põe aprendizado em prática

Os alunos do 8º Semestre do Curso de Administração da Uniplac iniciaram as atividades da 18ª edição das Práticas Empresariais: Desenvolvimento de Negócios e Jogos Empresariais.

O lançamento aconteceu nesta terça-feira, no auditório CCJ, quando as esquipes após a geração de ideias fizeram as apresentações em busca da conquista da ‘empresa âncora’ que é o negócio destaque.

A explanação de cada equipe ocorreu no formato de “pitch”, com 15 minutos para apresentar à banca avaliadora a proposta de uma empresa, com viabilidade financeira do negócio e protótipo do produto. 

É a oportunidade para os alunos colocarem em prática todos os conhecimentos que tiveram ao longo do curso.

Durante o semestre os acadêmicos seguirão com a formalização simulada e implementação das empresas na Incubadora MIDILages, sob a orientação dos professores Munir Saleh e Petterson Arruda. “

Através dos jogos eles criam a cultura do empreendedorismo, do trabalho em equipe, da preparação para o trabalho sobre pressão, além de despertar a visão de como se comportar lá na frente para enfrentar essas disputas.

Novidade

A grande novidade deste ano é de que os alunos desde a primeira fase já são desafiados a pensar uma ideia de negócios e apresentar um Pitch que será validado por uma banca de professores. Essa ideia vai virar um plano de negócio e no final do curso uma empresa onde aliando teoria e prática, os estudantes testam suas habilidades gerenciais e de negócios.

Os jogos ocorrerão durante 8 semanas, onde os estudantes viverão na prática o dia de um empresário, desde o planejamento, a abertura do empreendimento, vendas, marketing e todos os problemas enfrentados no dia a dia diante de um negócio próprio.

(Fotos: Jari Carneiro Junior)

Maple Bear, maior escola bilíngue do mundo, em Lages?

Eis uma informação que deve mexer ainda mais com a economia de Lages, e também no segmento da educação, a partir de novos investimentos e empregos.

A notícia dá conta de que a Maple Bear, maior escola bilíngue do mundo deve se instalar no município, com a proposta de criar na cidade um modelo de ensino que desenvolve desde cedo a segunda língua e habilidades fundamentais para um mundo cada vez mais digital e globalizado.

Assim, a Maple Bear visa ingressar no mercado de Lages em 2022. Esse movimento irá gerar um investimento de R$ 2 milhões e cerca de 20 empregos diretos no local.

Decisão e a identificação

Após estudos, foi identificado pela marca canadense a predominância de escolas tradicionais, não havendo instituições bilíngues por imersão na região. Nas próximas semanas, representantes da marca irão se reunir com investidores locais interessados em fazer parte da rede.

A Maple Bear

Com origem em North Vancouver, British Columbia, Canadá, e com 568 escolas em 31 países, a Maple Bear atende a 44 mil alunos. Presente em todos os estados brasileiros e com 159 escolas, a Maple Bear é também parte do Grupo SEB – um dos maiores grupos educacionais do Brasil e do mundo.

Informações e foto: Caroline Souza / Assessora de Comunicação

Colégio Bom Jesus é referência no Google for Education

O Colégio Bom Jesus Diocesano, em Lages (SC), agora é reconhecido como uma Escola de Referência Google for Education.

Com essa conquista, a unidade passa a fazer parte do grupo global de instituições de ensino que utilizam metodologias ativas e modernas, com tecnologias educacionais como o Google Workspace for Education e Chromebooks, para proporcionar um ensino de excelência, mais interativo e colaborativo.

Ferramentas

Compartilhamento de arquivos, organização de ideias, estruturação de conteúdo, criação de uma teia de apoio pedagógico que se facilita desde as rotinas administrativas até o processo de avaliações e verificação do ensino-aprendizagem são algumas das ferramentas beneficiadas com o reconhecimento como Escola de Referência Google for Education.

Segundo o gestor do Colégio Bom Jesus Diocesano, Marcio Souza, essas ferramentas colaborativas assumem outros conceitos com o uso do Google na didática dos professores. Além disso, os benefícios do reconhecimento geram uma cadeia de ganhos que vão da esfera operacional até os aspectos cognitivos mais complexos.

Além do que, com as ferramentas e o conhecimento tecnológico em mãos, o papel dos alunos e dos professores é ressignificado: os estudantes são os protagonistas dessa troca de conhecimento e os docentes passam a ser guias provocadores, processo que o Google reconhece como “estudo intuitivo”.

Foto: divulgação

Formação em Jornalismo: desafio aceito, desafio vencido!

Não poderia deixar de compartilhar com vocês uma importante realização pessoal. Na noite desta quarta-feira (23), obtive a colação de grau no Curso de Jornalismo da Uniplac, ao lado de outros colegas. Uma solenidade bonita.

Tenho uma longa vivência na comunicação, mas foi nos anos 80 que estive mais à frente com o jornalismo na RBS TV, e mais tarde, em Lages, no SBT/SCC e Rede TV, com o acúmulo de cargos relevantes como diretor, editor e âncora.

No começo desta história, em Chapecó, sem o Curso de Jornalismo, busquei em Letras a proximidade com o texto, e mais tarde uma pós, no mesmo campo. Uma vez em Lages, a disciplina demorou também a fazer parte da grade das Universidades locais.

Assim, ao longo do tempo acumulei uma larga experiência jornalística na prática, não só em televisão, mas também no rádio e em jornais e revistas. Incluindo aí projetos próprios.

Faltava no meu currículo a teoria, a formação propriamente dita. E como se sabe, para adquirir conhecimento não há limite de idade, fui à luta. Com o desafio vencido, agora estou diplomado e me considero jornalista de fato e de direito.

Cláudio, Gabriela e eu recebemos a colação de grau em Jornalismo nesta quarta (23)

Porém, a lista de metodologias novas me impulsiona a novos desafios e na busca de aprendizado. Por aí. Vida que segue. Orgulho em mais esta conquista na minha carreira.

Escola Municipal de Lages a caminho do ensino cívico-militar

A comunidade escolar da unidade de ensino se reuniu na noite dessa quinta-feira (10), para deliberar sobre a adesão ao programa que é uma iniciativa do Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Defesa.

Trata-se da EMEB Professor Antonio Joaquim Henriques, localizada no bairro Centenário, que atende cerca de 440 estudantes. A proposição é a de implantar nela o Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares – PECIM.

A reunião na noite desta quinta, na verdade, foi uma consulta pública contou com a presença do vice-prefeito, Juliano Polese, da secretária municipal de educação, professora Ivana Michaltchuk, e representantes da Polícia Militar de Santa Catarina e do Exército do Brasileiro.

O PECIM conta com a colaboração de militares do exército enquanto apoiadores das ações desenvolvidas pela unidade de ensino com atuação nas atividades extraclasses e sempre com o apoio da equipe pedagógica e diretiva

A questão teve parecer favorável à implementação da proposta, e com isso, será dada a continuidade às próximas etapas do PECIM. Além da EMEB Professor Antonio Joaquim Henriques, fará parte do programa na cidade de Lages, a escola da rede estadual de ensino, EEB Cora Batalha da Silveira, no bairro Caravágio.

Fotos: Gustavo Cezar Waltrick