Política no campo das hipóteses

Conversas nos corredores da política identificam em SC um MDB se contorcendo diante de possibilidades que não se identificam com a imagem do maior partido de Santa Catarina.

Primeiro pela razão de não seguir a ideia da escolha do seu representante ao governo em 2022, a partir da tríplice nominação, a do deputado federal Celso Maldaner, do senador Dário Berger, e a do empresário Antídio Lunelli.

Senador Dário Berger negocia transferência ao PSB

Fatores dividem o partido, tais como, apoio de fortes correntes internas ao atual governo, a possibilidade de Maldaner hipotecar apoio à candidatura a governador ao empresário Lunelli, e principalmente a hipótese de Berger deixar a sigla rumando para o PSB.

Como se vê, todos os partidos têm seus apuros internos. Porém, mesmo sendo o maior, desde a partida de Luiz Henrique da Silveira, o MDB nunca mais acertou o passo, e hoje, tenta se remendar sob a tutela de dois ou três, mas sem sintonia.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

BR-282 terá terceiras faixas nos pontos mais críticos

Muito distante de uma duplicação e uma das rodovias federais mais importantes de Santa Catarina, a BR-282 deve ganhar terceiras faixas nos pontos considerados mais críticos e onde há um registro de maior fluxo de veículos e acidentes, especialmente, entre o Litoral e a Serra Catarinense.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (16) pelo presidente da Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado Federal, senador Dário Berger (MDB).

O parlamentar tratou sobre o assunto com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Santo Filho. A expectativa é de que as obras iniciem já no primeiro semestre de 2022.

Junto com a Infraestrutura

Reunião entre o Dnit e a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade será articulada pelo senador Dário Berger nos próximos dias, já que o governo estadual manifestou interesse em alocar recursos para agilizar a obra. O objetivo é acelerar os trâmites necessários para que os serviços iniciem o quanto antes.

Audiência Pública

A proposta também debatida em audiência pública no dia 14 de junho, em Lages, promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Empresarial de Lages (ACIL) e Ministério Público Federal (MPF).

No encontro, prestigiado pelo procurador da República, Nazareno Wolf, e pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, Berger se comprometeu em levar a pauta para Brasília e dar os encaminhamentos.

Foto: Divulgação / Fonte: DI Regional

Senador Dário Berger é contra o PLP 149/2019

Ele salienta que o PLP 149/2019 – conhecido como o Plano Mansueto – foi aprovado pela Câmara dos Deputados, e não tem como concordar com o texto. Ele foi DESFIGURADO do seu principal objetivo, que é o auxílio financeiro de forma responsável aos estados e municípios, excluindo os pré-requisitos e critérios necessários contidos na proposta original.

Segundo ele, essa também é a posição defendida por diversos especialistas da área econômica.

O Senador ressalta que entende que a situação enfrentada no país e no mundo exige um plano de socorro fiscal aos entes federados, especialmente porque nosso sistema é centralizador de recursos. Mas não podemos abrir mão de que esse socorro seja balizado nos princípios de RESPONSABILIDADE FISCAL.

Por isso, é necessário adequar o texto que veio da Câmara para que tenhamos critérios, parâmetros mais definidos e números mais exatos em relação ao tamanho da ajuda que será oferecida pela União, para não criarmos uma grande dívida de um dinheiro que na prática, não existe.

Reitero que é preciso bom senso, responsabilidade e que possamos buscar outras formas de economizar para ajudar estados e municípios.

Qualquer novo impacto fiscal deve ser debatido com muito cuidado, sob pena de ao invés de corrigirmos o problema, agravarmos ainda mais a situação do país com o aumento excessivo do déficit primário e endividamento público.

No final, quem pagará a conta será toda a sociedade brasileira!

(Fonte: Facebook do Senador)

Limite para alertas de cobrança de telefonias

Os consumidores que porventura atrasam suas contas de telefonia terão um alívio nas notificações de cobrança. Tem sido recorrente as empresas efetuarem ligações ou emissão de mensagens várias vezes ao dia.

Agora, a Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado, aprovou nesta quarta-feira (11) o relatório do senador Dário Berger, favorável ao projeto que proíbe operadoras de telefonia de enviar mais de uma mensagem de texto ou de voz por dia para lembrar ao cliente que uma conta ainda não foi paga. Conforme a proposta, um novo aviso de cobrança só poderá ocorrer após 72 horas da primeira notificação.

Caso a empresa descumpra o prazo, terá de pagar multa de até 100% do valor do débito não pago para cada mensagem enviada em descumprimento ao limite.

As normas da Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel) não proíbem de forma expressa essa prática abusiva por parte das telefônicas. Méritos!

Foto: ilustrativa

Solicitação do vereador Thiago é atendida por Senador

Por solicitação do Vereador Thiago Oliveira (foto), o Senador Dário Berger indicou nas suas Emendas ao relator alguns recursos para Lages e liberou, através do Ministério da Saúde. o pagamento para algumas propostas cadastradas, conforme descrito abaixo:

R$ 600 mil para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres;

R$ 500 mil para o Hospital Infantil Seara do Bem;

R$100 mil para investimentos do MAC (Média e alta complexidade.).

Conforme o vereador, estes recursos não atendem somente Lages, mas toda a Região da AMURES.

A informação foi dada pelo próprio Senador, nesta última quarta-feira (26), ao vereador, reforçando o compromisso e fortalecendo a importância de representatividade. Méritos!

Segue a luta pelo Curso de Medicina no Unifacvest

A Unifacvest segue trabalhando para implantar um curso de Medicina no campus universitário.

Nesta terça-feira (13), o reitor da instituição, professor Giovani Broering, encaminhou o assunto no Ministério da Educação (MEC), em Brasília. Ele apresentou o projeto ao Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Maurício Costa.

A expectativa é que o Governo Federal autorize a implantação do curso em 2017. Há muito otimismo em relação aos novos encaminhamentos.

medicina-em-brasilia

O prefeito de Lages, Toni Duarte, o ex-prefeito Elizeu Mattos, o senador Dário Berger e o deputado federal Mauro Mariani também participaram da reunião, e se comprometeram a intervir junto aos órgãos e autoridades competentes para dar celeridade ao processo.

Rede de Ensino Univest – Assessoria de Comunicação