PL deu nova declaração sobre relatório das urnas

Segundo o presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, a nova aparição coletiva se deveu a reiterações da mídia dizendo que não há provas no relatório apresentado ontem, 22.

No entanto, Valdemar disse inúmeras vezes que basta haver indícios, previstos em lei, que já justificam o indeferimento liminar, a por isso, a necessidade de verificação extraordinária.

Afirmou que não se discutem as eleições, mas a história do Brasil, e para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) verifique tais indícios, para que não restem dúvidas. O voto tem de ser seguro. 

No tocante ao pedido do ministro Alexandre de Moraes, ou seja, de apresentar em 24 horas as inconsistências também do primeiro turno, o PL protocolou nova sugestão para que se comece a analisar os dados do segundo turno, e, em havendo a comprovação dos indícios, que sejam então estendidas as investigações ao primeiro turno, pois, os dados já constam no relatório.

Resta saber agora qual será o posicionamento do Tribunal. Muito complexo.

Foto: Reprodução de vídeo

Partido Liberal ingressa ação contra resultado de urnas no TSE

A ação foi explanada durante coletiva à imprensa na tarde desta sexta-feira (22). Ainda hoje, o Partido ingressou com pedido de anulação de parte das urnas eletrônicas utilizadas no segundo turno das eleições presidenciais, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A solicitação da legenda é de que quase 280 mil itens de votação de modelos anteriores ao ano de 2020 sejam anuladas. “

Em trecho do documento, os dados apresentam uma apuração realizada apenas com base nos resultados das urnas do modelo UE2020 (40,82% do total das urnas utilizadas no 2º turno) – que, reitere-se, possibilitam, com a certeza necessária, validar e atestar a idoneidade de seus votos –, o resultado que objetivamente se apresenta atesta, neste espectro de certeza eleitoral impositivo ao pleito, 26.189.721 (vinte e seis milhões, cento e oitenta e nove mil, setecentos e vinte e um) votos ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, e 25.111.550 (vinte e cinco milhões, cento e onze mil, quinhentos e cinquenta) votos ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva, resultando em 51,05% dos votos válidos para Bolsonaro, e 48,95% para Lula. (Fonte: Jovem Pan).

Foto: Reprodução vídeo

Expectativa da divulgação do relatório do Ministério da Defesa

A resistência dos movimentos contrários à eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em grande parte é motivada pela espera do resultado do dito relatório de fiscalização do sistema eletrônico de votação elaborado por técnicos das Forças Armadas, e que será divulgado e encaminhado, nesta quarta-feira (9), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os militares fazem parte da comissão de transparência criada pelo próprio TSE para fiscalizar as eleições, que foram encerradas no dia 30 de outubro.

Pesquisas protagonizam o maior fiasco neste primeiro turno

Os institutos de pesquisa que insistentemente apontavam vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em primeiro turno estão completamente desmoralizados. Foi vergonhoso. Às vésperas da eleição de dois de outubro, boa parte da grande mídia reverberava os percentuais, numa afronta à inteligência do eleitor. Uma vergonha a indução feita de forma criminosa. Foram os maiores derrotados.

Os vexatórios apontamentos tinham endereço e interesses diretos. Há deputados que já estão até coletando assinaturas para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os Institutos. Por de trás das pesquisas, a clara evidência de que o objetivo era mesmo induzir para que a eleição a Presidente terminasse mesmo no primeiro turno.

No Tema Livre minha análise sobre o pleito 2022, em SC

Vai ao ar nesta segunda-feira (3), programa inédito do Tema Livre, na NETV, com uma analise dos acontecimentos políticos nestas eleições, de dois de outubro. É o resultado do pleito sobre meu modo de pensar. Confira abaixo os horários.

Horários do programa na NETV

Segundas (00:30h, 08:30h, 17:30h); Terças (04h, 15h, 19:30h); Quartas (10h, 20:30h); Quintas (07:30h,

15h); Sextas (10h, 21:30h); Sábados (02:30h, 14:30h), e nos Domingos (01:30h, 11h).

Na internet acesse: www.novaeratv.net.

Foto: Alair Sell

Raimundo Colombo, candidato ao Senado, votou pela manhã

O ex-governador e candidato ao Senado Raimundo Colombo votou neste domingo pela manhã na Escola Vidal Ramos Júnior, em Lages. Colombo disse acreditar num resultado positivo na eleição.

“Nós trabalhamos, corremos o Estado inteiro. A gente fez um trabalho intenso, com harmonia, alegria e com esperança, levando boas propostas. A aceitação foi boa, bem positiva. Os números mostram isso”, afirmou.

“O que vale é a vontade do povo e ela está sendo expressa agora com o voto de cada um. Sempre dá aquela ansiedade e o friozinho na barriga. Isso faz parte da política que é uma atividade essencialmente humana”.

Colombo lembrou que visitou todas as regiões de Santa Catarina, todos os médios e grandes municípios, com reuniões regionais em todos eles e completando a missão de mobilização intensa.

Foto: Nilton Wolf

A missão do voto e a esperança do rumo certo

Por volta de 8h45 minutos me dirigi ao Colégio Santa Rosa de Lima, em Lages, onde voto há anos. Localizei a Seção, sem filas, e na identificação, um pequeno erro de dedo na biometria, deu-me um susto. Pois, apresentava como eleitor não reconhecido. A verificação não era pelo polegar, e sim, pelo indicador. Tudo certo. Na urna, um processo muito facilitado, e pelo visual, ao votar individualmente nos candidatos, a consumação do dever cumprido.

Seja como for, em razão de termos tido um período conturbado até chegar neste dois de outubro, resta a esperança de que ocorra tudo dentro do correto. Não há como sentir uma sensação de temeridade diante de um sistema eletrônico, tão discutido nos últimos tempos. Há sempre um pingo de desconfiança.

No entanto, além da fé em Deus, é preciso acreditar que o resultado das eleições não esteja subjugado e à mercê apenas do juízo eleitoral. Digo isso, porque foi pelas ações de ministros do Supremo, que a preocupação acabou sendo gerada. Por fim, resta esperar e torcer para que o pleito se encerre dentro da coerência e da responsabilidade que o futuro do país mais precisa.

Entrevista com o candidato a deputado Juarez Mattos

Durante o período eleitoral procurei dar espaço a praticamente todos os candidatos da Serra, em todas as esferas, divulgado as propostas deles, na tentativa de chegar à Alesc, ou à Câmara Federal, e até mesmo ao Senado ou ao Governo.

Por isso, sempre que possível divulgo aqui a história e o desafio do candidato. Juarez Mattos é candidato a deputado estadual pelo MDB da Serra. Tive também com ele uma rápida conversa. Confira abaixo: