Recentes chuvas deixam rastro de destruição em Urubici

Pontes arrastadas, rodovias intransitáveis, lavouras inteiras destruídas e prejuízos de milhões, especialmente aos moradores do Vale do Rio Canoas. Esta é a realidade de Urubici devido ao temporal desta semana. Dois dias após cessadas as chuvas, a situação em muitas comunidades é desoladora.

A prefeita Mariza Costa relatou na manhã desta sexta-feira (06), a situação ao secretário de Estado do Desenvolvimento Social, João Batista Costa e ao diretor estadual de Habitação e Regularização Fundiária, Leonardo Martins Machado. Ela se encontrou com eles para tratar sobre o programa SC Mais Moradia.

As fortes chuvas entre segunda e quarta-feira, fizeram com que os rios de Urubici transbordassem, especialmente o Canoas e o rio Bispo. A correnteza simplesmente destruiu tudo pela frente e teve produtor rural que perdeu animais como gado, búfalo e porcos, arrastados pela correnteza.

Até mesmo a ponte na rodovia SC-370, localidade de Canudos, que leva à Serra do Corvo Branco, teve uma das cabeceiras arrancada pela água. A pista cedeu e uma cratera com ao menos cinco metros de largura por três de profundidade deixou a serra isolada. Uma outra ponte de grande porte, nas margens da mesma rodovia na localidade São José, também teve uma das cabeceiras arrastadas pela correnteza.

(Informações e fotos: Onéres Lopes

Plano 1000: mais municípios serranos contemplados

O Governo do Estado firmou compromisso de liberar mais R$ 117,9 milhões para 72 projetos que integram o Plano 1000, nesta sexta-feira, 25.

As ações incluem obras de pavimentação, revitalizações, drenagens, investimentos em áreas industriais, projetos de iluminação pública e demais ações para benefício dos catarinenses.

Pelo programa, os municípios catarinenses receberão recursos equivalentes a R$ 1 mil por habitante. Para calcular quanto cada cidade tem direito a receber, o Governo do Estado leva em conta as estimativas habitacionais mais recentes, fornecidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

Entre os serranos, estão Bom Retiro. Os recursos serão para pavimentação asfáltica no perímetro urbano – R$ 1.246.608,00, e ainda pavimentação com lajotas em parte da Rua Fermino Martins e na Avenida 24 de Outubro – R$ 500.000,00;

Correia Pinto. Para a cobertura da cancha de laço no Parque de Exposições Lindolfo Burk – R$ 1.800.000,00, e a pavimentação asfáltica no perímetro urbano – R$ 400.000,00;

Frei Rogério. Construção de Centro Cultural dentro do Parque Sino da Paz – R$ 800.000,00;

Lages. Pavimentação da Avenida Antônio Ribeiro dos Santos – R$ 1.300.000,00, e pavimentação Trecho I – Avenida Belizário Ramos – R$ 4.000.000,00

Otacílio Costa.  Aquisição de máquina e equipamentos – R$ 385.000,00, e aquisição de rolo compactador – R$ 500.000,00;

Urubici. Nova estrada da cidade, ligando a SC-110 com a Avenida Antônio Francisco Ghizoni – R$ 3.752.461,19.

Prefeitura Municipal de Urubici moderniza a sua logomarca

A prefeita Marisa Costa e o seu vice, Dilmo Folster estão mostrando trabalho. E vão além, com visão administrativa moderna, a cidade está cada vez mais capacitada para a vivência econômica embasada no turismo. Os gestores, empreendem uma dinâmica, com preocupação voltada para o futuro, e parecem captar o que as pessoas, ao longe ou perto, observam.

Ao criar uma nova identidade visual, ou seja, uma identidade inspirada no brasão da bandeira do município, além de preservar as características do seu símbolo, consegue juntar simplificadamente as manifestações alusivas ao município, tais como a tradição, a natureza local, tais como: Pedra Furada; Araucária, e outras raízes econômicas como a agricultura e pecuária.

Conforme a prefeita, a identidade visual proposta contribui com o novo momento do município, seguindo as tendências minimalistas é possível ter uma identidade de fácil identificação e aplicação.

Tendência ao novo

Reforça ainda que a identidade proposta em questão, mesmo seguindo as tendências do que mais novo, se encontra em Design no Brasil, conversa com a história do município, valorizando a agricultura e pecuária, que antes de qualquer condição fazem Urubici ser o que é.

Boa a iniciativa. Que esta nova marca possa também reforças as belezas naturais identificadas na imagem interligada aos pontos turísticos do município.

As cores, verde e branco, remetem à natureza, esta, que é presente senão na agricultura e pecuária, no turismo rural e de aventura do município.

Por fim, concordo Marisa, que a nova marca realmente traduz o conceito da nova e boa gestão.

Foto: divulgação

Ministra vem a Santa Catarina devido à séria estiagem

A situação é séria. A estiagem causada pelo baixo volume de chuvas nas regiões Extremo Oeste, Oeste, Meio Oeste de Santa Catarina, e também a Serra Catarinense. A média atual de precipitações nesses locais é de, respectivamente, 20, 31 e 46 milímetros. Sendo que o esperado seria uma média em torno de 150 mm.

A estiagem é causada pelo baixo volume de chuvas nas regiões Extremo Oeste, Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina.

Diante do problema, pelo menos três municípios já decretaram Situação de Emergência: Campos Novos, Chapecó e Urubici.

Assim, na próxima semana, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o governador Carlos Moisés estarão em Chapecó para encontro com prefeitos e lideranças do agronegócio catarinense.

A intenção é apresentar medidas de apoio aos produtores rurais atingidos pela estiagem. O evento está agendado para quarta-feira, 12, às 16h, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes.

Festival Internacional Música na Serra em dezembro

Quando dezembro chegar, no período de 1º a 04, a região vai vivenciar a nona edição do Festival de Música de Concerto.

Neste ano, as apresentações, além de Lages, acontecem em Urubici e Rio do Sul. Além disso, nesse ano, o evento terá quatro concertos presenciais, em Lages e outras cidades do estado.

Por outro lado, o público vai também poder acompanhar através da transmissão de concertos pelo canal do YouTube do Festival.

O Festival Música na Serra é uma iniciativa do Instituto José Paschoal Baggio, visando fomentar o turismo e enriquecer a cultura local.

Foto: Gugu Garcia – Revista Visão

5ª Edição da Fenatruta é lançada em Urubici nesta quarta

A 5ª edição da Fenatruta – Festival Nacional da Truta – foi lançada oficialmente em Urubici, na Serra catarinense, nesta quarta-feira (01/09), às 11h, com a participação de autoridades, empresários, chefs de cozinha e jornalistas. Aliás, foram 25 jornalistas especialmente convidados de Florianópolis e da Serra Catarinense.

O Festival que vai movimentar o turismo da Serra em setembro reúne 14 estabelecimentos de gastronomia, pousadas, vinícolas e operadores de turismo de Urubici, Bom Retiro e Bocaina do Sul.

A abertura ocorreu no Café Restaurante – Morro do Campestre, onde estarão os outros restaurantes, bistrôs e bares envolvidos no Festival. Cada um deles irá oferecer pratos, petiscos e iguarias baseados na truta. Depois do lançamento, partir de 3 de setembro, o Festival acontece nos estabelecimentos das três cidades e termina em 3 de outubro. 

Depois de Minas Gerais, Santa Catarina é o Estado que mais produz truta. A produção local cresceu 30% nos últimos sete anos, conforme dados da Associação Catarinense de Truticultores (Acatruta).

A Fenatruta é uma realização da Associação de Pousadas e Hotéis de Urubici e Bom Retiro (Pouserra) e tem o Sebrae/SC como correalizador, que conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Urubici.

Restaurantes e os pratos que cada um elaborou:

Armazém Vale Das Montanhas (Quiche de truta da montanha)

Bodegão Da Serra (Rondelli de coalhada da Serra com truta defumada)

Casa Negra Trutaria (Truta Mediterrâneo)

Casarão Da Serra (Divina Truta)

Château Du Valle (Prato du Vô Carlito)

Eco Hospedagem Yahoo (Truta crocante com gratin de pimentões e cama de polenta)

La Fondue Müller (Truta Müller)

Manali Bistrô (Truta gorgonzola com pinhão)

Montês (Mezzaluna)

Panificadora Vó Maris (Escondidinho de Truta Defumada)

Paradouro Morro do Campestre

Restaurante Véu de Noiva (Trouxinha de Truta)

Semola Culinária Italiana (Truta Campestre)

Thera Wine Bar e Restaurante (Truta and Chips)

Fazenda Morro do Campestre (Truta Campestre)

A Serra Catarinense passa a viver o Festival Nacional da Truta

Está quase tudo pronto. Nesta quarta-feira (01), a 5ª edição da Fenatruta – Festival Nacional da Truta – será lançada oficialmente em Urubici, na Serra catarinense, às 11h, com a participação de autoridades, empresários, chefs de cozinha e jornalistas.

O Festival reúne 14 estabelecimentos de gastronomia, pousadas, vinícolas e operadores de turismo de Urubici, Bom Retiro e Bocaina do Sul.

Local

A abertura ocorre no Café Restaurante – Morro do Campestre, onde estarão os outros restaurantes, bistrôs e bares envolvidos no Festival. Cada um deles irá oferecer pratos, petiscos e iguarias baseados na truta. Depois do lançamento, a partir de 3 de setembro o Festival acontece nos estabelecimentos das três cidades e termina em 3 de outubro.

Outros atrativos

Além do atrativo gastronômico, as condições naturais, geográficas e culturais fazem da Serra um dos principais destinos turísticos do Sul do país. A hospitalidade dos moradores e a qualidade dos vinhos de altitude são atrações da região, além das pousadas, muitas delas nos cânions, próximas das cascatas, com passeios a cavalo e com contato direto com a natureza.

Com o atual cenário da pandemia, o Festival seguirá todos os cuidados e protocolos de saúde para manter a segurança dos participantes.

Fotos: divulgação