Lei regulamenta o queijo colonial e artesanal de SC

Já está valendo a lei que dispõe sobre os requisitos exigidos para elaboração do regulamento técnico de identidade e qualidade do queijo colonial artesanal de leite cru em Santa Catarina.

A iniciativa aprovada na Assembleia Legislativa deve facilitar a atividade de produção e comercialização pelos pequenos produtores do estado. Conheça a lei aqui.

Foto: divulgação

Nova discussão sobre Queijo Artesanal Serrano

Desta vez, a preocupação da Epagri, é a de promover a qualificação da cadeia produtiva do Queijo Artesanal Serrano (QAS). O evento acontece no próximo dia 10, numa terça-feira, entre 9h e 17h, no campus de Lages da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nos escritórios municipais da Epagri ou contatando grl@epagri.sc.gov.br / (49) 3289-6400.

O evento marca o início das capacitações de técnicos e produtores em Boas Práticas Agropecuárias e Boas Práticas de Fabricação, que ocorrerão durante esse ano na Serra Catarinense.

A região geográfica delimitada como produtora do QAS, denominada Campos de Cima da Serra, compreende 18 municípios da Serra Catarinense e 16 da região nordeste de altitude do Rio Grande do Sul, totalizando 34 mil km2. São aproximadamente 3,5 mil pecuaristas familiares que produzem o queijo, utilizando somente leite da propriedade.

Lançamento

Outro destaque da programação será o lançamento do livro “Caracterização ambiental e delimitação geográfica dos Campos de Cima da Serra”, marcado para às 11h15min.

A obra, editada pela Epagri, traz um levantamento das características ambientais da região, um dos documentos exigidos no processo que solicita Indicação Geográfica (IG) para o Queijo Artesanal Serrano.

Explanação sobre o queijo artesanal serrano

Nesta quinta-feira (18), às 19 horas, o plenário da Câmara de Vereadores de Lages se abre para a apresentação da Lei nº 17.001 de 01/09/2016 que trata da produção e comercialização do Queijo Artesanal Serrano.

Uma grande oportunidade para que tudo se esclareça em definitivo, e mais produtores possam se integrar ao que a Lei prevê.

A explanação será feita pelo deputado estadual Gabriel Ribeiro (PSD)  e por técnicos.

(Foto: Divulgação)