Associação Lageana de Escritores lança novas obras

Tive o prazer de participar no final da tarde desta sexta-feira (13), do lançamento de livros, e demais peças como e-books e podcasts de integrantes da Associação Lageana de Escritores (ALE), junto ao Espaço Cultural Aristiliano Ramos (Praça João Costa).

Momentos muito agradáveis, com muitas pessoas conhecidas. E, principalmente ver que a entidade está cada vez mais fortalecida e crescendo, com novos associados, e um número significativo de obras lançadas.

Entre as novidades, a formação de uma nova chapa para presidir a Associação, encabeçada pela professora Maria Waltair Carvalho, e de que terão espaço próprio no Recanto do Pinhão, pela primeira vez na história da entidade. A notícia foi repassada pelo superintendente da Fundação Cultural, Gilberto Ronconi.

Muitas das obras foram inspiradas na vivência em meio à pandemia. Em casa, reclusos e tentando se proteger, as inspirações foram surgindo, e com elas as obras.

Ouvi belos relatos, e que vão ser alvo de boas reportagens, e cito como exemplo, a escritora Catharina Coser, de 93 anos. E lá estava ela, firme e forte, integrando a coletividade dos bons escritores de Lages.

Fotos: Paulo Chagas

Lançamento coletivo de obras literárias de lageanos nesta sexta

O amigo Fabrício Furtado compartilha com o Blog a boa informação de que por volta das 17 horas desta sexta-feira,13, tem o lançamento de livros, e-books e podcasts de escritores e escritoras da Associação Lageana de Escritores (ALE).

O evento acontece no Espaço Cultural Aristiliano Ramos (Praça João Costa) – Foto: Bell Ribeiro

Segundo a escritora e presidente da ALE, professora Maria Waltair Carvalho, as obras resultaram da inspiração dos artistas durante a pandemia de Covid-19.

Todos os livros estarão à venda com os autores, no Recanto do Pinhão ou nos eventos da ALE- Associação Lageana de Escritores, diretamente com o autor.

Uma boa pedida, e que visa impulsionar a iniciativa de nossos escritores. Méritos!

Cinco municípios serranos na lista de recursos da FCC

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) divulgou a primeira lista de municípios que serão contemplados com até R$ 300 mil para implementação de Centros de Desenvolvimento Cultural (CDCs).

Os recursos oferecidos deverão ser utilizados na compra de equipamentos de som, luz, mobiliário, gestão e tratamento acústico. Nesta primeira relação, constam 22 municípios. O programa segue em execução e outras cidades devem ser beneficiadas.

Para viabilizar esses centros, foram selecionados municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em diferentes regiões de Santa Catarina. A contrapartida das prefeituras, neste projeto, é a disponibilização dos espaços físicos que receberão os centros culturais.

Os Centros fazem parte do pacote SC Mais Cultura, anunciado pelo Governo do Estado em 2021, e têm o objetivo de descentralizar ações do setor.

Os municípios serranos contemplados são Campo Belo do Sul, Bocaina do Sul, Cerro Negro, Painel e São José do Cerrito.

Invernada do CTG Barbicacho Colorado volta às conquistas

É bom saber da volta das atividades competitivas envolvendo as tradições. Melhor ainda receber a informação de que o Centro de Tradições Gaúchas do Barbicacho Colorado, nessa retomada, no último final de semana, o grupo de danças adulto, ao participar do Rodeio de Turvo, no Sul do Estado, conquistou o primeiro lugar na categoria danças tradicionais.

A conquista da invernada rendeu a consagração de tetracampeã do Rodeio de Turvo.

Por outro lado, em Abril o CTG promoveu o Festival Fandango do Sul, projeto aprovado pela Lei Aldir Blanc de emergência cultural através da Fundação Catarinense de Cultura e Governo Federal. Além disso, a Invernada Veterana do CTG se apresentou na Festa da Madeira em Otacílio Costa.

Muito bom. Sem dúvida, é a arte e a cultura da Serra Catarinense em evidência retomando as atividades depois de um período desafiador.

Foto: Arquivo Pessoal do CTG

Em Lages Banda da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada

Uma bela atração nesta quinta-feira, dia 28 de abril, em Lages, como parte das comemorações do aniversário de 167 anos do 1º Batalhão Ferroviário (1º B Fv), a banda de música da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada de Florianópolis-SC (14ª Bda Inf Mtz) – “Brigada Silva Paes”.

Portanto, a comunidade pode conferir na Praça João Costa, que será palco para os músicos, no período da tarde, às 15h00, com a finalidade de levar canções em ritmos diversificados à população que transita pelo Centro do município.

A Banda

A banda da 14º Brigada de Infantaria Motorizada conta com 32 integrantes músicos e um repertório que inclui sucessos nacionais e internacionais. O trabalho objetiva fazer da música um bem comum, como parte das atividades culturais do Exército Brasileiro, estabelecendo um elo artístico-cultural com a sociedade brasileira.

Foto: divulgação

Festa Nacional do Pinhão: Alok também confirmado!

Alok é a quarta atração nacional confirmada na 32ª Festa Nacional do Pinhão, que acontece, em Lages, no Parque Conta Dinheiro, de 10 a 19 de junho. Jorge e Mateus, Cabaré e Raça Negra foram as primeiras três atrações anunciadas. 

No dia 3 de maio, no Mercado Público, será apresentada a programação completa. Porém, há expectativa de outras serem anunciadas via redes sociais, até lá.

Definidas as composições das duas Sapecadas

Terminou neste domingo (24) o trabalho de seleção das composições que serão defendidas no palco da 28ª Sapecada da Canção Nativa e 20ª Sapecada da Serra Catarinense. Os jurados trabalharam no Mercado Público desde sexta-feira (22).

Enfim, depois de dois anos sem a realização de um dos maiores festivais de música nativista da América Latina, os jurados tiveram trabalho para selecionar as 32 composições, com certeza. Afinal esta edição contou com número surpreendente de inscrições, com mais de 700 composições cadastradas.

As Sapecadas promovidas pela Prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural de Lages (FCL), contam com o patrocínio da Uniplac. O evento será realizado durante a 32ª Festa Nacional do Pinhão, nos dias 12, 13 e 14 de junho.

Premiação

Já falando da premiação, vale dizer que garante R$ 12 mil para o primeiro colocado, R$ 5 mil para o segundo e R$3 mil para o terceiro. Haverá ainda premiações em dinheiro para a música mais popular, melhor intérprete, melhor instrumentista, melhor letra, melhor arranjo, melhor melodia, melhor conjunto, melhor tema campeiro e melhor tema sobre a região.

Os trabalhos dos jurados encerrou neste domingo, 24, junto ao Mercado Público

E mais

Cada composição classificada na pré-seleção receberá R$ 5 mil, contemplando o direito de arena, passagem de som e custeio de despesas de hospedagem, estúdio, transporte e outras despesas.

As canções premiadas na 20ª Sapecada da Serra Catarinense receberão R$ 500,00 por sua apresentação. Durante a apresentação, serão julgados a letra, melodia, arranjos e apresentação no palco.

CD

Ao final, serão comercializados o CD ou álbum digital do Festival, que será duplo e contará com as 16 composições da Sapecada da Canção Nativa e as 16 da Sapecada da Serra Catarinense.

Veja a informação completa aqui, com todas as canções selecionadas.

Fotos: Toninho Vieira

Começa nesta sexta o trabalho da seletiva das Sapecadas

Outro importante passo para a realização da Festa do Pinhão 2022, inicia a seletiva das Sapecadas da Canção, nessa sexta-feira (22), no Mercado Público de Lages.

Ao todo foram 706 composições com inscrições formalizadas, 178 para a Sapecada da Serra Catarinense e 528 para a Sapecada da Canção Nativa

Sendo assim, a partir das 18 horas, até o domingo (24) a etapa de seletiva da 20ª Sapecada da Serra Catarinense e 28ª Sapecada da Canção Nativa.

Os jurados destes festivais estarão reunidos no Mercado Público Municipal e terão a missão de selecionar 32 composições (16 para a Sapecada da Serra e 16 para a Sapecada da Canção).

Foto: Toninho Vieira (arquivo)