Vai começar o 4º Ficasc

Setembro é o mês do 4º Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra Catarinense (Ficasc). Você poderá acompanhar filmes como “A última floresta” e “Marighella”, e que serão exibidos gratuitamente, já nesta terça-feira, dia 13, quando inicia, e segue até o dia 17 de setembro.

O Ficasc exibe curtas, médias e longas metragens com temas socioambientais, em Lages, Urubici e São Joaquim, cidades da Serra Catarinense. Paralelamente ao festival, acontecem 3 apresentações teatrais, shows musicais e debates, tudo 100% gratuito.

Confira a programação e as sinopses aqui: https://www.ficasc.com.br/filmes

No Youtube

Depois da pandemia em 2020 e 2021, o festival acontece de forma híbrida, online pelo canal youtube.com/c/FestivalFicasc, e em 2022 retorna a forma presencial nas cidades catarinenses de Urubici, São Joaquim e Lages.

Com 32 sessões, serão apresentados 25 filmes, e no canal do youtube, 10 filmes, com temática socioambiental, disponíveis apenas durante o festival.

Inclusivo

O festival também é inclusivo, filmes com áudio-descrição e legenda descritiva, libras (linguagem brasileira de sinais) atendendo aos portadores de deficiência visual e auditiva fazem parte da programação. (Confira aqui a programação -> FILMES | FICASC) www.ficasc.com.br/filmes

Premiado

O Ficasc é um festival totalmente gratuito e recebeu o prêmio Gralha de Ouro na categoria “projeto cultural” pelo Conselho de Turismo da Serra Catarinense em 2022. E é um evento indicado para todas as idades.

Foto: Ilustrativa

Bela a Exposição Itinerante “Fantástica Fábrica de Gaiteiros”

Na noite de ontem, segunda-feira (8), estive no Centro Cultural Vidal Ramos Sesc Lages, e vi de perto a beleza da exposição itinerante “Fantástica Fábrica de Gaiteiros”. Algo que você ainda pode prestigiar, uma vez que ela permanece até sábado, dia 13. A entrada é gratuita.

Trata-se de uma iniciativa do Instituto Renato Borghetti de Cultura e Música, que através do projeto Fábrica de Gaiteiros desenvolve um trabalho social de educação musical e resgate cultural.

Aliás, Borghetti esteve na abertura da mostra na quarta-feira (3). Na ocasião ele se apresentou ao lado dos alunos da Fábrica de Gaiteiros de Lages.

O projeto é voltado à formação de alunos de acordeom diatônico, instrumento conhecido popularmente na região sul do Brasil como gaita de oito baixos.

Gravei para vocês conferirem a apresentação de parte de uma música, pelos jovens gaiteiros. Vale lembrar que em forma de revezamento os alunos permanecem junto à exposição e se apresentam aos visitantes. Confira no vídeo abaixo:

Crédito fotos: José Cardoso e Paulo Chagas

Canto a Daniel Lucena no Marajoara nesta quinta!

Evento de logo mais à noite, nesta quinta-feira (210, a partir das 20 horas, no Teatro Marajoara, em Lages, a família Lucena e convidados cantam Daniel Lucena. O ingresso ao preço único de R$ 35,00. A renda será totalmente revertida para a causa dos animais de rua.

E no sábado, 23, uma homenagem à Daniel reúne músicos na Praça da Catedral, às 11h, para recordar e reverenciar o eterno compositor, com a Cerimônia de Cinzas.

Vem aí nova edição Festival Internacional Música na Serra

Com o objetivo de promover a cultura da Música Clássica na Serra Catarinense, acontece de 27 a 30 de julho, a décima edição do Festival Internacional Música na Serra (FIMS). A realização é do Instituto José Paschoal Baggio.

Mais uma vez Lages será palco de artistas renomados internacionalmente, que se apresentarão gratuitamente em concertos noturnos, no Teatro Marajoara, a partir das 20 horas.

Esta será uma edição comemorativa, não apenas por estar completando 10 anos, mas também pela retomada do seu formato original após a pandemia.

Nessa retomada haverá três concertos noturnos em Lages no Teatro Marajoara dias 27, 28 e 30/07 e um concerto em Rio do Sul no Auditório Dom Bosco dia 29/07.

O diretor Artístico Jean Reis, ressalta que a exemplo das outras edições, o FESTIVAL receberá artistas consagrados em palcos internacionais, além do retorno do Canto Coral e do Ballet, que se apresentarão junto da Orquestra do FIMS.

Abertura

A abertura do festival vai cotar com dois solistas internacionais de acordeon, Alejandro Brittes e Chango Spasiuk, ambos músicos argentinos, compositores e pesquisadores do Chamamé, estilo musical tradicional da Argentina, mas também muito difundido no Uruguai, Paraguai e Sul do Brasil.

Já no dia 28/07, o concerto com professores do festival e o retorno das apresentações de Ballet com direção de Mayra Ceron e a Orquestra Versatilis.

Dia 29/07 o espetáculo “Cantabile” com o barítono Francis Padilha, a soprano Cíntia de Los Santos e o pianista Rodolfo Wulfhorst. No sábado, 30/07, grande encerramento com a Orquestra Sinfônica Música na Serra, acompanhada do Coro do Festival, formado com pessoas da comunidade e que ensaiam durante o festival para essa apresentação.

Todas as apresentações são gratuitas e iniciam sempre às 20 h.

Mais informações: www.musicanaserra.com.br

Fotos Guilherme Antunes/Memorizze

Noite de relançamento da obra “O Continente das Lagens”

Antes de falar do lançamento da belíssima obra, O Continente das Lagens, de Licurgo Costa, na noite desta terça-feira, 12, lembro que lá se vão 20 anos do falecimento do ilustre lageano.

Aqui mesmo neste espaço, clamei para que o nome dele fosse lembrado de alguma forma, a fim de valoriza-lo, como um dos mais ilustres personagens de Lages, em vários segmentos. Sequer deram um nome de Rua. Imagino, que até uma estátua mereceria.

Porém, algo se tentou, por iniciativa do então vereador Jacinto Bet, com a criação da Medalha Embaixador Licurgo Costa, a ser entregue a personalidades do município. O evento ocorreu uma única vez, e foi esquecido.

Sobre o livro

Seja como for dou ampla valorização, e cumprimento pela iniciativa, o trabalho das professoras e pesquisadoras Sara Nunes e a Doutora Elisiana Trilha Castro, num processo de reedição da obra iniciado em 2015. Um trabalho, ressalto, respaldado pelo município, através da Fundação Cultural.

Relançamento

Por fim, gostaria muito de ainda ver uma homenagem ainda mais ampla ao ilustre Licurgo Costa. Méritos ao relançamento da obra, que de qualquer forma mexe e valoriza parte do trabalho que deixou.

O relançamento da obra de Licurgo Costa, voltado à imprensa, autoridades e convidados, será realizado nesta terça-feira, dia 12, às 19h30, no Espaço Cultural Aristiliano Ramos, na Praça João Costa. E, diga-se de passagem, esta reedição ficou magnífica.

A obra

Todo o conjunto da obra é uma importante fonte de pesquisa, de referência sobre a história de Lages. Licurgo Costa conta toda a história dos 256 anos do município, desde os povos originários, os índios, a chegada dos campeiros, além de trazer um apanhado de toda a riqueza cultural, histórica, turística, política e econômica de Lages.

Imagem: Reprodução

Quarta-feira de Festa do Pinhão com lotação máxima

O público começou a chegar cedo no Parque Conta Dinheiro. Assim que portões foram abertos, às 19 horas, rapidamente os espaços eram sendo tomados. Do lado de fora, filas de carros se formavam, assim como das pessoas nos principais acessos. A previsão era mesmo de um grande público.

No primeiro show da noite, as pistas estava todas praticamente tomadas. No entanto, havia muita gente do lado de fora. Por volta das 22 horas, o acúmulo de gente em filas de entrada chegava a quase 200 metros. No auge da Festa, por volta das 23 horas, a locomoção dentro do parque era algo difícil de executar.

O público na noite em que subiram ao palco Zé Felipe, Maira & Maraisa, Luiza Sonza e Alok, por certo foi um dos maiores registrados na história da Festa do Pinhão. Havia visitantes de muitos lugares, tanto de dentro como de fora de Santa Catarina.

Nesta quinta-feira (16), a entrada no Parque é franca. Os portões abrem às 15 horas, e no palco inúmeras atrações locais. Na noite de sexta-feira (17), a noite, a vez de Alexandre Pires, Skank, com o show de despedida da banda e ainda Dilsinho. A Festa termina domingo, dia 19, com Zé Neto & Cristiano.

Vem aí o 5º Serra Catarina Festival de Inverno 2022

A Serra Catarinense começa a viver o clima do 5º Serra Catarina Festival de Inverno 2022. O evento foi lançado oficialmente na noite desta terça-feira (14), no backstage do palco nacional da 32ª Festa do Pinhão, em Lages e reuniu autoridades, imprensa e convidados especiais.

O Festival que neste ano ocorre de 01 de julho a 31 de agosto, totalizando 62 dias de duração, integra 18 cidades da Serra Catarinense, e em breve divulgará uma extensa programação.

Uma das novidades anunciadas em 2022 é que diferente dos outros anos, o Serra Catarina não terá mais uma abertura centralizada, mas terá etapas nas cidades da Serra, desta forma oportunizando mais experiencias culturais, esportivas, exposições, gastronomia e promoções especiais no comércio da região.

O Festival

O Festival de Inverno foi criado em 2016, pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lages, com o objetivo de convidar os turistas para conhecerem a região após a Festa Nacional do Pinhão, potencializando assim os segmentos de turismo, comércio e serviços por meio da promoção dos eventos que movimentam as cidades nos meses de julho e agosto.

Programação

Com o slogan “Viva o Melhor da Serra Catarinense”, o Serra Catarina prepara uma programação que irá oferecer atrações e eventos nas seguintes cidades: Anita Garibaldi, Bocaina do Sul, Bom Jardim da Serra, Bom Retiro, Campo Belo do Sul, Capão Alto, Cerro Negro, Correia Pinto, Lages, Otacílio Costa, Painel, Palmeira, Ponte Alta, Rio Rufino, São Joaquim, São José do Cerrito, Urubici e Urupema.

Fotos: Catarinas