Chuvas: monitoramento em Lages e estragos em Chapecó

A Defesa Civil de Lages está em alerta devido as constantes chuvas. A equipe monitora o nível de água dos rios, riachos e córregos nos bairros de município.

O nível do rio Carahá, na estação hidrológica, marca 2.37 metros acima do normal.

De acordo com o monitoramento realizado pela Defesa Civil, por meio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), nas últimas 24 horas o acumulado de chuva é de 49,6mm.

Distrito de Marechal Bormann, em Chapecó, foi duramente atingido

Ainda sobre as chuvas, no Estado, Chapecó e região foram duramente atingidas.

O distrito de Marechal Bormann, em Chapecó teve pelo menos 350 famílias prejudicadas pela chuva de pedra na noite de ontem. Lonas foram distribuídas e as aulas foram suspensas.

O prefeito João Rodrigues decretou situação de emergência. O Posto de Saúde foi pouco danificado e segue atendendo.

Fotos de Chapecó: Leandro Schmidt/PMC

Chuvas em Lages: lentamente o nível do rio Carahá está baixando

Conforme informações da Defesa Civil Municipal de Lages, através de relatório, às 18h27, dessa quinta-feira (5 de maio) com dados técnicos, o nível do rio Carahá que está baixando, mas, de forma lenta.

Após uma estabilidade de 5,77 metros acima do nível considerado normal, agora as medições oficiais mostram 5,64 metros (às 19h06).

Por outro lado, em parceria com as lideranças comunitárias e religiosas foi aberto mais um abrigo para as pessoas atingidas pelas chuvas em Lages, no bairro Ferrovia. Agora são quatro abrigos públicos.

No total, 93 pessoas estão desabrigadas (abrigo bairro Habitação 27 pessoas; abrigo bairro Caça e Tiro 17 pessoas; abrigo Centro Dia do Idoso bairro Centenário 37 pessoas e abrigo bairro Ferrovia 12 pessoas).

Foto: Divulgação Defesa Civil 

Trecho da Belizário Ramos, no bairro Habitação é interditado

Devido à inundação do rio Carahá, neste determinado trecho, a Diretoria de Trânsito, da Prefeitura de Lages, interditou, na manhã dessa quarta-feira (4 de maio) trecho da avenida Belizário Ramos), no ponto entre a rua Álvaro Neri dos Santos até a Cirilo Vieira Ramos, entre os bairros Habitação e Bom Jesus. Agentes da Diretran sinalizaram a via e estão no local para monitorar o trânsito.

Acidente e morte no Rio Carahá!

Quem acompanha o meu Blog, percebe que raramente posto algo relacionado a acidentes ou tragédias. No entanto, não tem como se manter distante do que vem ocorrendo ao longo das margens do rio Carahá, entre outros diversos acidentes na cidade de Lages, especialmente, nos finais de semana.

É de se imaginar que a imprudência, regada à desatenção, além de outros adendos contribuem para a causa desses acidentes.

Neste sábado, já quase no amanhecer, um veículo caiu no rio, e infelizmente, resultou na morte de uma pessoa. Segundo o Boletim de Ocorrência, um homem de 42 anos, ocupante de um Peugeot 307, placas de Erechim (RS). Diante da situação da capotagem, não teve como sair e acabou se afogando. Um outro ocupante, 38 anos, saiu ileso.

O acidente aconteceu próximo à sinaleira do antigo moinho Letti. Ele seguia sentido à Duque de Caxias.

Enfim. Costumo transitar pela Belizário Ramos, sempre próximo ao rio. Não há vez que a gente deixe de pensar, que poderia ser, quem sabe eu a sair da pista, por alguma razão, e cair. Portanto, tenho seguido na via com cuidado e concentrado em todo o trecho.

Dentro da proposta do Governo Municipal, está a revitalização de todo o trajeto da Belizário Ramos. Creio, que dentro do projeto, estão inclusos itens para proporcionar mais segurança aos motoristas. A via é extremamente perigosa, e ponto final. Assim, deve ser considerada!

Foto: Daniel Silveira

O que Lages poderá fazer com mais de R$ 150 milhões?

Um aporte desse tamanho será mais do que bem-vindo. Com certeza, o Planejamento de Lages já está trabalhando em torno de projetos que possam favorecer o município nas áreas estruturantes, conforme adiantou o governador Carlos Moisés, na vinda à Lages, no dia 4/12, na inauguração do Mercado Público.

Esse valor aproximado é o que Lages poderá receber, contando R$ Hum mil por habitante, e que se encaixa no Plano 1000, que vai contemplar municípios acima de 50 mil habitantes.

E que projetos Lages têm ou teria?

Sinceramente não sei. Imagino que boa parte dos recursos sejam aplicados em pavimentações. Há muitas ruas centrais que precisam de asfalto, caso da Benjamin Constant e a Sete de Setembro, em direção ao bairro Copacabana, por exemplo. Entre tantas outras, claro.

Isso sem contar investimentos em saneamento básico, o que poderia melhorar e muito as condições do Rio Carahá (foto). Sem falar dos sérios problemas dos bairros nesse quesito, e na contenção de cheias.

E um elevado?

Mas, pensando grande, não seria nada mal se surgisse um projeto para a construção de um elevado entre a Duque de Caxias e a Belizário Ramos. Seria a obra mais marcante do governo Ceron.

Logicamente, na mesma ideia de melhorar a mobilidade urbana, a de mexer nas rotatórias do Santa Catarina, e a da frente do Cemitério Cruz das Almas. São obras pequenas, mas têm projetos. E, só não foram executados ainda, pela alegação da falta de recursos.

E o Centro Administrativo?

Mesmo assim, ainda sobra dinheiro. Não sei o projeto da construção do Centro Administrativo se encaixa na aplicação. Se sim. É hora de tirar o projeto da gaveta.

É bastante dinheiro. Tomara que seja aproveitado até o último níquel oferecido pelo Governo, e que Lages tenha projetos na gaveta o suficiente para aproveitar. Isso vale para todos os demais municípios que serão contemplados.

Nem vou falar, neste momento, sobre o impacto político que deve resultar. Apenas digo que do jeito que tá, ninguém segura o bombeiro na reeleição.

Carro cai no Rio Carahá e jovem perde a vida

Uma ocorrência triste na tarde desta quinta-feira (28), em Lages. Um veículo ocupado por uma jovem mulher, de apenas 20 anos, aquaplanou na Belizário Ramos, em Lages, nas proximidades do Fórum, e sem controle mergulhou nas águas do rio, bastante cheio devido às chuvas, além da forte correnteza.

Os Bombeiros foram chamados rapidamente e quando chegaram próximo ao local conseguiram recolher a feminina que vinha lutando para sobreviver em meio à força da água.

Conseguiram tirá-la numa ação ousada. Os socorristas ainda tentaram reanima-la, mas infelizmente não resistiu.

Havia informações de tinha uma segunda vítima e que estaria desaparecida. Porém, os bombeiros retiraram o carro da água, mas não havia ninguém dentro, segundo relatos vindos do local do acidente. Mais informações conforme o desenrolar da ocorrência.

Fotos: WhatsApp

Capivaras no Rio Carahá

Confesso que nunca havia visto capivaras no Rio Carahá, em Lages, principalmente pelo alto grau de poluição, e por se tratar de um rio urbano com grande movimentação de pessoas e veículos. Mas, parece que nada disso influenciou e uma família inteira dos bichinhos andou e nadou pelo rio, nesta terça-feira (3). 

Veja no vídeo abaixo:

Por outro lado, há quem diga que elas habitam o rio nos arredores da Cepar, e que têm sido vistas com frequência.

Chuva provoca alagamentos

No final da tarde deste domingo, 10, o temporal que assustou a população de Lages provocou estragos e transtornos em várias partes da cidade. Até as 23h, cerca de 100 atendimentos já haviam sido realizados pela Defesa Civil e demais equipes da Prefeitura.

As principais ocorrências foram relacionadas a alagamentos de ruas, destelhamentos de casas, quedas de muros e árvores, movimentação de massa, erosão em via, enxurrada e inundação. Só os resgates aquáticos foram mais de 30.

Dados oficiais da Defesa Civil apontam que a velocidade do vento chegou a 68 km/h. Em apenas duas horas, a chuva acumulou 50 milímetros, metade da média de um mês inteiro. O nível do Rio Carahá, que transbordou em alguns pontos, chegou a 3,14 metros.

Fotos: Greik Pacheco