PL deu nova declaração sobre relatório das urnas

Segundo o presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, a nova aparição coletiva se deveu a reiterações da mídia dizendo que não há provas no relatório apresentado ontem, 22.

No entanto, Valdemar disse inúmeras vezes que basta haver indícios, previstos em lei, que já justificam o indeferimento liminar, a por isso, a necessidade de verificação extraordinária.

Afirmou que não se discutem as eleições, mas a história do Brasil, e para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) verifique tais indícios, para que não restem dúvidas. O voto tem de ser seguro. 

No tocante ao pedido do ministro Alexandre de Moraes, ou seja, de apresentar em 24 horas as inconsistências também do primeiro turno, o PL protocolou nova sugestão para que se comece a analisar os dados do segundo turno, e, em havendo a comprovação dos indícios, que sejam então estendidas as investigações ao primeiro turno, pois, os dados já constam no relatório.

Resta saber agora qual será o posicionamento do Tribunal. Muito complexo.

Foto: Reprodução de vídeo

Partido Liberal ingressa ação contra resultado de urnas no TSE

A ação foi explanada durante coletiva à imprensa na tarde desta sexta-feira (22). Ainda hoje, o Partido ingressou com pedido de anulação de parte das urnas eletrônicas utilizadas no segundo turno das eleições presidenciais, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A solicitação da legenda é de que quase 280 mil itens de votação de modelos anteriores ao ano de 2020 sejam anuladas. “

Em trecho do documento, os dados apresentam uma apuração realizada apenas com base nos resultados das urnas do modelo UE2020 (40,82% do total das urnas utilizadas no 2º turno) – que, reitere-se, possibilitam, com a certeza necessária, validar e atestar a idoneidade de seus votos –, o resultado que objetivamente se apresenta atesta, neste espectro de certeza eleitoral impositivo ao pleito, 26.189.721 (vinte e seis milhões, cento e oitenta e nove mil, setecentos e vinte e um) votos ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, e 25.111.550 (vinte e cinco milhões, cento e onze mil, quinhentos e cinquenta) votos ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva, resultando em 51,05% dos votos válidos para Bolsonaro, e 48,95% para Lula. (Fonte: Jovem Pan).

Foto: Reprodução vídeo

Agora é oficial: Presidente Jair Bolsonaro assina ficha ao PL

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), se filiou nesta terça-feira (30) ao Partido Liberal (PL), em evento realizado em Brasília (DF).

Bolsonaro estava sem partido há cerca de dois anos, desde que deixou o PSL, legenda pela qual se elegeu em 2018, e o evento contou também com a presença do presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, e dos integrantes do governo federal.

Bolsonaro foi eleito presidente pelo PSL e deixou o partido em 2019, após divergências com a cúpula da legenda. Na ocasião, chegou a articular a criação de um novo partido, a Aliança Pelo Brasil, que não passou da fase de coleta de assinatura.

O PL é agora o nono partido da carreira política de Bolsonaro. Em três décadas, ele passou pelo PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP, PSC e PSL.

Bolsonaro comentou que não foi fácil optar pelo PL, tendo em vista propostas para entrar em outros partidos com o quais também sente afinidade.

Oficialmente, a pré-candidatura de Jair Bolsonaro também não foi lançada. Ele fez questão de ressaltar que o evento desta terça era exclusivamente um ato de filiação.

Crédito fotos: Assessoria do Partido Liberal

Perto de duas mil pessoas no encontro estadual do PL

Com a participação de aproximadamente duas mil pessoas em Lages, no Centro Serra, o Partido Liberal apresentou o que tem de melhor para o enfrentamento das urnas no Estado, em 2022.

Assim, o encontro do PL, neste sábado, 20, mostrou força, com a reunião de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados, filiados e apoiadores.

Alinhados

A ocasião deixou claro também o alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro. O PL aguarda a filiação dele nos próximos dias. Tanto que, o ex-senador Magno Malta (PL-ES) que esteve presente, saiu em defesa do governo Bolsonaro e da pré-candidatura do senador e presidente do PL-SC, e também de Jorginho Mello ao governo do estado.

Já o senador Jorginho Mello, ao discursar afirmou que pretende trabalhar para que o projeto de governo se consolide cada dia mais, mesmo com sacrifícios.

Vice-governadora

Por fim, o evento que além de oficializar a filiação da vice-governadora do Estado, Daniela Reineher, que deverá buscar uma vaga na Câmara Federal, deu carta branca para Jorginho Mello buscar a eleição ao Governo do Estado.

Emocionada ela ressaltou que foi recebida com respeito e dignidade, e que no PL vai seguir defendendo as pautas alinhadas com o presidente Bolsonaro.

Fotos: Assessoria de Imprensa PL

Marcius e Jorginho Mello garimpam filiações

O deputado estadual Marcius Machado (PL) está cumprindo com o que manda a cartilha política, visitando municípios por todas as regiões.

Neste final de semana, ao lado do senador Jorginho Mello, esteve no Extremo Oeste, em municípios como Dionísio Cerqueira e Xanxerê. Segundo conta foram feitas mais de 200 filiações entre os encontros com as lideranças locais.

O Partido Liberal, de Marcius obviamente está de olho no pleito de municipal de 2020. Hoje, o Partido conta com 200 vereadores, e planeja eleger cerca de 600, desta vez. Tem ainda 16 prefeitos, e acha que pode alcançar pelo menos 50. Quanto aos vices, o PL tem 16, mas quer passar dos 80. São as metas.

Na esfera federal, atualmente o PL conta com dois senadores, 40 deputados federais, três por Santa Catarina, 295 prefeitos, sendo três mulheres no Estado, nos municípios de Vargem, Palmeira e Salete e 3.606 vereadores.

O fato de aumentar as participações no pleito, já tem pensamento voltado para as eleições de 2022, pois, elas acabam sim tendo reflexo à frente.

Fotos: Luca Gebara

Partido Liberal focado nas eleições 2020

O Partido Liberal (PL) alinhou estratégias e definiu metas para as eleições de 2020. Os integrantes estiveram reunidos na quinta-feira (12), na sede do Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Lages (Sintrol), o encontro foi conduzido pelo presidente do partido em Lages, Jean Corbellini.

Durante a reunião, foi apresentada a presidente do PL Mulher em Lages, Vanderleia Grahl (Professora Teka) que destacou a importância da mulher na política. Além disso, foi também trabalhado a harmonização e filiação de novos membros.

O PR está imbuído em lançar candidaturas e eleger vereadores e prefeitos em toda a Região Serrana.

Atualmente o PL conta com dois senadores, 33 deputados federais, três por Santa Catarina, 295 prefeitos, sendo duas mulheres no Estado, nos municípios de Vargem e Palmeira e 3.606 vereadores.

Foto: Mirella Guedes

PL se reúne em Lages

O Partido Liberal, que antes de chamava Partido da República (PR), do agora deputado estadual Marcius Machado e do senador Jorginho Mello, fará neste sábado, 15, um Congresso Estadual, em Lages, para tratar dos primeiros encaminhamentos das eleições municipais de 2020, entre outros assuntos.

A Serra Catarinense que será anfitriã do evento que acontece no Clube Caça e Tiro, também se abre para a 31ª Festa Nacional do Pinhão. Os partidários vêm à Região para as duas coisas, unindo o útil ao agradável.