Faturamento de quase seis milhões em duas feiras

Excelente o resultado das duas Feiras do Terneiro e da Terneira, realizadas no Parque Conta Dinheiro, em dois sábados seguidos, ou seja, duas etapas, em razão do grande volume de animais. 

No evento deste sábado (14), foram cerca de 900, e todos foram comercializados, gerando a expressão de “pista limpa. E foi o que ocorreu também na primeira etapa, dia 7.

Ressalte-se o expressivo movimento econômico das duas feiras: quase, R$ 6 milhões. Exatamente R$ 5 mi 918 mil e 700. Somente no leilão deste sábado foram R$ 2 mi e 666 mil e 790.

O evento, que tem contado com a volta do público comprador, também teve a sustentação dos negócios via plataformas virtuais, através do Lance Rural e do Canal do YouTube, da Camargo Agronegócios.

As feiras, promovidas pelo Sindicato Rural de Lages comprovam a supremacia da pecuária serrana, com vendas para todo o Estado.

Ainda fazendo parte do calendário de maio, nesta segunda-feira (16), a partir das 18 horas, acontece a Feira de Gado Geral, com cerca de 900 animais. Destaque para as novilhas. 

Fotos: Paulo Chagas

Leva de mil animais na etapa 2 da Feira do Terneiro (a)

Lages, há muito tempo se tornou referência na comercialização de animais de qualidade, no Sul do Brasil. Isso tem sido dito por pessoas do meio, caso do presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona, por exemplo.

E, é uma grande verdade. Não se vê em outro lugar em Santa Catarina, ou nos estados vizinhos, tamanha quantidade de animais sendo comercializados em apenas duas semanas.

São duas etapas da Feira do Terneiro e da Terneira. A primeira ocorreu sábado passado (7), e a outra, a segunda, neste sábado (14), a partir das 16 horas, no Parque Conta Dinheiro.

Vale lembrar que os compradores que quiserem participar do leilão presencialmente, agora está liberado. No entanto, continuam as vendas pelas plataformas virtuais, através do Lance Rural e do Canal do YouTube da Camargo Agronegócios. 

Na segunda-feira, 16, o terceiro leilão de maio, a Feira de Gado Geral, se inicia às 18h, com mais 500 animais aproximadamente, estarão disponíveis.

Márcio Pamplona fala sobre o evento de sábado. Ouça:

Leilões com a presença do público no Conta Dinheiro

O Sindicato Rural de Lages promove neste mês de maio, três leilões, envolvendo mais de 2 mil e 500 animais. São duas feiras do terneiro e da terneira, com mil animais cada uma, nos dias 7 e 14. E uma de gado geral, no dia 16.

O sistema virtual será mantido, mesmo com a presença do público – Foto: Paulo Chagas

É a maior concentração de animais em negócios, de Santa Catarina. A novidade já para este sábado, é a volta do público. Desde o início da pandemia, os leilões eram feitos somente por plataformas virtuais. Porém, o sistema virtual será mantido em paralelo com o presencial.

O presidente Márcio Pamplona fala mais sobre os eventos. Ouça abaixo:

Em outubro, o retorno da Expolages no Conta Dinheiro!

Depois de dois anos sem a realização do maior evento do agronegócio de Santa Catarina, de forma aberta, em razão da pandemia, a Expolages estará de volta entre os dias 11 e 16 de outubro, no Parque Conta Dinheiro. Em, desta vez, com tudo o que se tem direito.

Está aí um enorme desafio. O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, reconhece as dificuldades, mas, a entidade, junto com a ACIL, nos segmentos da indústria e o comércio, já está tratando da organização, desde já, com antecedência.

Leilões virtuais

A Expolages aconteceu nestes anos, parcialmente. Somente com a comercialização de animais, com negócios virtuais. Foi a grande alternativa para a continuidade do movimento econômico entre produtores e vendedores. Isso, sem deixar de lado o alto padrão genético dos animais.

Porém, segundo Pamplona, a virtualidade resolveu o problema da comercialização favorecendo os pecuaristas, mas parte de seleção de julgamentos, e a parte da morfologia ficaram sem ser realizadas.

Agora, os criadores já estão voltados para a expectativa dos julgamentos e terão tempo para preparar seus animais.

Portanto, há todo um envolvimento antecipado, para fazer do retorno da Expolages 2022, um dos maiores eventos da história de Lages, e claro, com a ampla participação dos visitantes.

Fotos: Expolages/Divulgação

Leilão histórico de gado, no Parque Conta Dinheiro

Pela primeira vez na história um leilão teve características históricas, realizado pelo Sindicato Rural de Lages, na noite desta segunda-feira (21), no Parque Conta Dinheiro.

A Feira de Gado Geral reuniu pouco mais de 600 animais, distribuídos em 82 lotes. Os negócios de forma virtual, tiveram uma duração de 7h40min. O leilão terminou por volta da 1h30 da madrugada, e com a venda total dos animais.

O principal item histórico foi o faturamento: R$ 3.465,630. Nunca um evento desse nível chegou a tão alto valor nas vendas. Destaque amplo para a qualidade dos animais e para o fechamento no preço médio por quilo, das novilhas, R$ 16,57.

O leilão

Este foi o primeiro leilão promovido pelo Sindicato Rural, nesta temporada. A transmissão totalmente virtual via Lance Rural e pelo canal do you tube da Camargo Agronegócios, manteve o público assistindo e comprando até o final, mesmo com o adiantado da hora.

“Isso é o prenúncio de que a temporada de leilões, as feiras de terneiros serão um sucesso na nossa região”, ressaltou o presidente do Sindicato Márcio Pamplona.

Média geral das vendas:

Vaca c/cria: R$ 10,86

Vaca Servida: R$ 8,58

Vaca Prenha: R$ 9,03

Novilhas: R$ 16,57

Bois: R$ 12,57

Por começar os bons negócios de animais no Conta Dinheiro

Neste sábado, 05, a partir das 17 horas, na primeira batida do martelo do leiloeiro Delamar Macedo, estará consolidada a abertura da temporada de leilões da alçada do Sindicato Rural de Lages.

O evento que reúne em torno de 400 animais de várias categorias é promovido pela Prefeitura de Painel.

 E, a exemplo dos dois últimos anos, em razão da pandemia, a Feira, sem a presença do público, acontece no Parque Conta Dinheiro utilizando a estrutura montada para a transmissão virtual, que novamente será feita através do Lance Rural e do Canal do You Tube, da Camargo Agronegócios

Já no dia 21 de março, numa segunda-feira, a partir das 17 horas, o Pavilhão José Arruda Ramos recebe a Feira de Gado Geral, organizada pelo Sindicato, também no Parque Conta Dinheiro.

Fotos: Paulo Chagas

Ação do Sindicato Rural devolve dinheiro a associados

A diretoria do Sindicato Rural de Lages entendeu que uma taxa extra, referente à salário educação, inclusa na guia de recolhimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do empregado, e paga pelo produtor rural, era ilegal. Em 2014, acionou o jurídico da entidade e decidiu mover uma ação para cessar a cobrança. Após transitado e julgado, o êxito do processo propiciou a devolução dos valores de forma retroativa. Na manhã desta segunda-feira (7), os primeiros 26 associados da entidade receberam as Requisições de Pequenos Valores (RPV), em torno de R$ 200 mil, e que poderão ser sacados nas agências da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, desde que vinculadas a eles.

Confira abaixo uma entrevista dada ao Blog pelo presidente da entidade, Márcio Pamplona:

 

Serra como centro do agronegócio de Santa Catarina

O setor do agronegócio está bastante agitado neste terça-feira (23), com a notícia de que o gigante asiático, a China, vai voltar a importar carne bovina do Brasil. No entanto, puxo o assunto, valorizando a força do agronegócio na Serra Catarinense.

Na noite desta segunda-feira (22), por ocasião do último leilão do ano do Sindicato Rural de Lages, no Parque Conta Dinheiro, o presidente da entidade Márcio Pamplona lançou importantes números.

Em 2021, na comparação com 2020, a comercialização de animais teve um incremento de apenas 8,5%. No entanto, o faturamento ficou acima dos 75%. No ano passado o volume financeiro alcançou R$ 16 milhões 639 mil.

Neste ano, já computado o resultado da Feira de Gado Geral desta segunda-feira totalizou R$ 29 milhões 368 mil. Somente neste leilão o faturamento chegou perto de R$ 1,5 milhão. E por fim, disse que a expectativa, em 2022, é esperada a volta do público nos leilões.

Assim, a partir destes dados, Lages consolida-se como a maior praça leiloeira de Santa Catarina, e a Serra como o maior centro da pecuária no Estado.

Sem dúvida, a representatividade dos negócios no município e na região resulta numa das maiores movimentações econômicas da Região, e com excelente retorno a quem produz.

Fotos: Paulo Chagas