Ponte das Goiabeiras: sofrimento, espera e esperança…

As comunidades de São Joaquim (SC) e Bom Jesus (RS) vivem um misto de sofrimento, esperança e espera. Nem precisa explicar muito, a partir das imagens que você pode ver abaixo, produzidas por Éder Cruz Souza,

Portanto, este é o estado da Ponte das Goiabeiras, sobre o Rio Pelotas, após as fortes chuvas em São Joaquim. Neste momento o caminho entre São Joaquim (SC) e Bom Jesus (RS), via São Francisco Xavier permanece interditado devido à queda da estrutura da Ponte.

A prefeitura de São Joaquim deverá deslocar as máquinas para auxiliar no trabalho de remontagem da ponte de modo paliativo.

A licitação para a nova ponte já foi publicada e está prevista para acontecer já no final do mês de maio de acordo com os trâmites legais. É aqui que entra a minha referência da esperança e a espera.

Assim será a nova Ponte das Goiabeiras, divisa entre SC e RS, vista através de animação apresentando o projeto.

A obra terá valor global de R$12.005.939,82 oriundos do Governo do Estado de SC e com a fiscalização e projeto ambiental custeado pelo município de São Joaquim.  A nova ponte terá uma altura de 5.90m acima do nível da atual.

Projeto de redução do ICMS é votado e aprovado na Alesc

O Projeto de Lei (PL) 78/2022 foi a plenário nesta terça-feira (3), e foi aprovado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

De autoria do Governo do Estado, a proposta trata da redução de ICMS para o leite longa vida para 7% e dos alimentos servidos em bares e restaurantes para 3,2%, além de prorrogar a alíquota de 7% da cesta básica catarinense e a concessão de crédito presumido para a farinha com mistura para pães.

O benefício fiscal para a cesta básica terminaria no dia 30 de junho e, agora, foi ampliado até 31 de dezembro de 2023. São produtos considerados de consumo popular, que contam com alíquota reduzida de 7%. A redução do imposto para as bebidas quentes, foi negado.

Após a aprovação, o projeto segue para sanção do governador Carlos Moisés, que deverá ser nos próximos dias.

Abrasel se manifesta e fala em vitória da redução do ICMS

A votação ocorrida no plenário da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (03) a respeito da redução do ICMS – de 7% para 3,2% – dos alimentos é considerada uma vitória pela Abrasel.

Segundo a entidade ela lutou por dois anos através de campanhas de outdoor nas ruas, banners em restaurantes e bares, carreata, dezenas de ofícios e reuniões com o Executivo e com o Legislativo catarinenses.

A entidade agradeceu aos deputados Bruno Souza (NOVO) e João Amin (PP), que elaboraram uma emenda para que ocorresse também a equiparação dos atuais 25% de ICMS pagos em SC aos 3,2% pagos no Paraná nos vinhos, espumantes e bebidas destiladas.

Porém, lamentou que a maioria dos deputados estaduais não foram sensíveis à dificuldade dos segmentos de bares e casas de shows e eventos, os mais impactados pela pandemia, e não aprovaram a emenda, que atenderia plenamente às necessidades destes segmentos.

Por fim, a Abrasel manifesta que continuará trabalhando com a mesma determinação para a conquista da equiparação dos vinhos, espumantes e destilados ao imposto cobrado pelo estado vizinho, junto aos deputados, executivo e pré-candidatos a governador.

Fotos Bruno Collaço/Agência AL

Imagem que deve desaparer nos próximos meses

A foto abaixo, do Rui, é o espectro atualmente da Ponte das Goiabeiras, na divisa de SC e RS, entre São Joaquim e Bom Jesus, na conhecida Rota Caminhos da Neve. Felizmente, essa imagem, dentro de mais alguns meses deverá mudar. O Governdo de Santa Catarina liberou R$12 milhões para a construção da nova ponte. A licitação já está em aberto.

Vale lembrar que a luta para as melhorias da Rota, continua. Faltam cerca de 11 km de pavimentação do lado catarinense, até à margem do Rio Pelotas. Do outro lado, noo Rio Grande do Sul, não nenhum metro depavimentação, da ponte até Bom Jesus, em cerca de 25km. O Governo gaúcho tem ignorado os pleitos do povo desta região do Estado. 

SC Mais Moradia encaminha os primeiros recursos a municípios

Já está no Diário Oficial a lista dos 41 municípios que estão autorizados a receberem as transferências especiais do SC Mais Moradia. Serão R$43 milhões para iniciar as obras de 615 unidades habitacionais.

O programa do Governo do Estado prevê a construção de casas para pessoas que vivem em situação de pobreza e pobreza extrema para, com isso, impulsionar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de cidades com os menores indicadores em Santa Catarina.

Dentre os 41 contemplados, da Região Serrana estão Anita Garibaldi, Bocaina do Sul, Bom Jardim da Serra, Campo Belo do Sul, Capão Alto, Cerro Negro, Painel, Rio Rufino, São Joaquim, São José do Cerrito, Urubici, Urupema e Vargem.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

Prefeito de Chapecó JR declina da candidatura ao Governo

O prefeito de Chapecó João Rodrigues (PSD) ao não conseguir montar o projeto que até então propunha para a candidatura ao Governo de Santa Catarina, decidiu declinar da ideia. Veja no vídeo abaixo tudo o que ele ponderou a respeito da nova decisão:

Prefeito de Chapecó, João Rodrigues

Muda tudo

Obviamente a negativa de formação da chapa, com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), e também a não confirmação do empresário Luciano Hang, da Havan, para o Senado, via PP, no mesmo contexto do projeto ao governo, foi determinante para a que João Rodrigues voltasse atrás, na intenção de renunciar a Prefeitura. Essa sua proposição valeria somente até este dia 30, nesta quarta, portanto, quando deveria ou não bater o martelo. Está fora do jogo, pelo menos, neste pleito.

A vez de Raimundo

O ex-governador, o lageano Raimundo Colombo, também do PSD, foi conivente com a candidatura de João Rodrigues. Porém, dentro do limitado tempo, até no máximo dia 2 de abril, deveria, João Rodrigues, ter uma estrutura sólida, e capaz de fazer frente às eleições, com chances de vencer. Caso contrário, sairia do jogo.

E foi o que aconteceu. Diante da nova situação, Raimundo volta inteiro, mais fortalecido ainda, para agora, com tempo, ele e o PSD, construírem uma nova narrativa para convencer o eleitorado, e formar igualmente uma composição forte para o enfrentamento eleitoral.

Não se pode esquecer também, do jovem ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, que também está no páreo, como pré-candidato pelo PSD.

Foto: Paulo Chagas

Salvaro diz não à composição com João Rodrigues ao Governo

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB) havia ficado de dar uma resposta até o meio-dia desta segunda-feira (28), se iria ou não aceitar o convite do prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), para ser o seu vice na disputa pelo Governo do Estado.

Salvaro assim o fez. Durante almoço com as demais lideranças do partido, em Florianópolis, disse não ao projeto, alegando não estar preparado. Ou seja. Permanece à frente da Prefeitura de Criciúma. João Rodrigues já está ciente da decisão.

Assim, o PSDB, não vai figurar na majoritária. No entanto, poderá ainda fazer parte da junção partidária visando o pleito de 2022. Porém, vale lembrar que os tucanos têm ainda o nome de do ex-secretário de Turismo de SC, Vinícius Lumertz, que já se colocou como pré-candidato ao Governo do Estado.

Informações foto: Site SC em Pauta

Pequenos municípios da Serra aderem ao Plano 1000

Nesta última quarta-feira (16), o Governo do Estado firmou compromisso de liberar R$ 94.834.774,31 para 33 projetos que integram o Plano 1000. As ações incluem obras de drenagem, pavimentação, implantação de sistema binário, construções de Centros de Referência de Assistência Social (CRASs), revitalizações, entre outros.

Nesta nova leva mais 13 municípios tiveram seus projetos contemplados com os recursos a fundo perdido do Plano 1000.

Da Serra Catarinense foram conveniados Painel, Capão Alto e Cerro Negro. Todos os três vão receber R$ 750 mil cada. Esses municípios receberão os recursos em até quatro parcelas. Os valores serão liberados na apresentação do resultado da licitação.

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

MDB tem em Antídio Lunelli a pré-candidatura ao Governo

O MDB surpreende. Na verdade, deixa a impressão que está buscando se encontrar. Penso que, desde que o líder Luiz Henrique da Silveira faleceu, o partido ficou sem leme, e, até hoje, não consegue o balanço ideal para navegar em águas calmas.

Até dias atrás, alguns nomes como o do deputado federal Celso Maldaner, ou do senador Dário Berger, do prefeito de Guarujá do Sul, Antídio Lunelli, e mais recente, do deputado estadual Valdir Cobalchini estavam “pareados” para participar das prévias, e apontar um na corrida pelo Governo do Estado.

Mas, nesta última quarta-feira (16), uma reviravolta, a partir da desistência dos demais, sobrou então somente o nome do prefeito de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli, (foto) que acabou sendo confirmado, pela Comissão Eleitoral das prévias do MDB, como pré-candidato emedebista para disputar as eleições de 2022 ao governo de Santa Catarina.

Tudo segue o que prevê a Resolução 001/2022, no artigo 5, parágrafo 7, de que, em não havendo mais nomes à candidatura, e sim, apenas um candidato inscrito não haverá eleição prévia. Portanto, automaticamente fica proclamado como sendo o pré-candidato.

Por outro lado, os desdobramentos disso tudo, rendem outras avaliações. Pois, o MDB também tem figuras dentro do atual governo. E, imagino, algo mais específico envolvendo o partido, nestas eleições com a participação direta do governador Carlos Moisés.

Foto: Portal SC em Pauta