Matriz de Risco: Serra e outras nove regiões no nível moderado

Pela sexta semana consecutiva, nenhuma região do estado foi classificada nos níveis de risco grave (laranja) ou gravíssimo (vermelho).

A Matriz de Risco Potencial Regionalizado divulgada neste sábado, 13, aponta 10 regiões como risco potencial moderado (cor azul) e sete regiões alto (cor amarela).

Melhora

Houve melhora nos indicadores das regiões Extremo Oeste, Foz do Rio Itajaí e Serra, observados a partir da redução na taxa de detecção de casos novos, hospitalizações e óbitos, aliada ao aumento na cobertura vacinal.

Com isso, estas regiões, que na semana anterior estavam classificadas como nível alto (amarelo), passaram a ser classificadas como nível moderado (azul), se juntando as regiões do Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Laguna, Meio-Oeste e Planalto Norte, que mantiveram a classificação em moderado.

Piora

Por outro lado, houve uma piora nos indicadores das regiões Extremo Sul, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Oeste e Vale do Itapocu, observados a partir do aumento na taxa de detecção de casos novos e hospitalizações.

Com isso, estas regiões que na semana anterior estavam classificadas em nível moderado (azul), passaram a ser classificadas como nível alto (amarelo), juntamente com as regiões Nordeste e Xanxerê, que permaneceram em alto.

:: Clique aqui para fazer o download da matriz

Estou gostando da iniciativa de alguns prefeitos da Serra

Prefeitos de municípios da Serra não estão se fazendo de rogados, e com ajuda de deputados da bancada catarinense têm se achegado pelos lados do Planalto, recebidos pelo próprio presidente Jair Bolsonaro.

Esta semana estiveram por lá os prefeitos de Bom Jardim da Serra, e mais recentemente, de Urupema.

E é isso que tem de fazer. Cumprindo agenda em Brasília em busca de recursos, o prefeito de Urupema Evandro Frigo Pereira e a vice, Cristiane Muniz Pagani Almeida aportaram no Palácio do Alvorada.

Ao Presidente e à bancada parlamentar governista também pediram para que agilizem a sanção do projeto de Lei que reconhece Urupema como “Capital Nacional do Frio”, já aprovado no Senado.

E bem assim que as coisas acontecem, indo em busca dos objetivos. E Brasília, nem é tão longe assim. Fico feliz em ver que os prefeitos da Serra estão bem mais ativos diante de seus objetivos. Nem todos, infelizmente.

Foto: Ascom Presidência da República

Conhecida a primeira cerveja 100% catarinense

A primeira cerveja produzida com ingredientes 100% catarinenses já está no mercado. O governador Carlos Moisés conheceu na terça-feira, 18, a Toda Nossa, desenvolvida por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Agricultura, da Epagri, da Udesc, das cervejarias Ambev e Lohn Bier e a Prefeitura de Lages.

O líquido contém lúpulo, malte de cevada e leveduras produzidas em Santa Catarina. O principal desafio é o desenvolvimento da produção de lúpulo, que ainda se encontra em estágio embrionário no Brasil.

O prefeito Antonio Ceron, de Lages, esteve entre os convidados para o lançamento da cerveja

Uma Fazenda Modelo foi instalada em Lages, na Serra Catarinense, para estimular o plantio. O governador Carlos Moisés enalteceu o projeto. Segundo ele, Santa Catarina já possui uma cultura enraizada de produção cervejeira, e a primeira cerveja 100% catarinense ajudará a alavancar toda uma cadeia econômica.

Fotos: Peterson Paul/Secom

Instituída a Rota Turística Vinhos de Altitude de Santa Catarina

O governador Carlos Moisés sancionou a lei nº 18.180/2021 que institui a Rota Turística Vinhos de Altitude de Santa Catarina. O ato foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na noite desta quinta-feira, 12.

Boa a iniciativa. Com bem salientou o governador, irá valorizar ainda mais a Serra e o Meio-Oeste do Estado, e trará também o desenvolvimento do enoturismo, independentemente da época do ano.

Além disso, a lei propõe a criação de um passaporte para promoção e divulgação das informações turísticas da rota, incluindo vinícolas da região e os principais vinhos de altitude produzidos.

Municípios abrangidos

A rota abrange os municípios de Água Doce, Anitápolis, Arroio Trinta, Bom Jardim da Serra, Bom Retiro, Brunópolis, Caçador, Campo Belo do Sul, Campos Novos, Capão Alto, Cerro Negro, Curitibanos, Fraiburgo, Frei Rogério, Ibiam, Iomerê, Lages, Macieira, Painel, Pinheiro Preto, Rancho Queimado, Rio das Antas, Salto Veloso, São Joaquim, São José do Cerrito, Tangará, Treze Tílias, Urubici, Urupema, Vargem Bonita e Videira. O projeto de lei é de autoria do deputado Volnei Weber.

Foto: Makito / Arquivo / Santur

Gol também pode operar no Aeroporto em Correia Pinto

O secretário adjunto da Casa Civil, Juliano Chiodelli repassa a informação de que a Gol Linhas Aéreas manifestou interesse em operar voos no Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto.

Segundo ele, o objetivo seria oferecer voos três vezes por semana até Guarulhos – viagens que alimentariam, inclusive, outros trajetos nacionais e internacionais.

A empresa, que já opera linhas em Florianópolis, Navegantes, Joinville e Chapecó, tem intenção de implementar também voos partindo do Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, em Jaguaruna.

Com isso, a estrutura passaria a oferecer trechos até Guarulhos, sendo que já conta com viagens para Congonhas (Latam) e Viracopos (Azul).

Juliano conclui afirmando de que os avanços do serviços aéreos na Serra são reflexo da política de incentivo à aviação regional em Santa Catarina.

Foto ilustrativa

A neve segue sendo assunto na Serra Catarinense

Turistas de praticamente todas as regiões do Brasil estão invadindo a Serra Catarinense, desde a tarde de quarta-feira (28), quando os noticiários dos telejornais de rede nacional e redes sociais anunciaram a chegada de uma onda de frio de forte intensidade.

O registro da neve, como era esperado, mais uma vez levou os visitantes ao delírio, tamanha a felicidade ao assistir os flocos de neve que se acumularam em todos os municípios.

Somente na praça João Ribeiro em frente à igreja Matriz em São Joaquim, começou a ser ocupada pelos turistas no final da tarde.

Só por volta das 21h20min caíram os primeiros flocos de neve, acompanhado de fortes rajadas de vento. O termômetro eletrônico da praça marcava 2 graus negativos e as pessoas não arredaram o pé, à espera do fenômeno da neve.

Aos gritos e assobios, os turistas comemoraram a precipitação de neve que se acumulou e em alguns pontos, chegou a formar uma camada espessa de 15 centímetros. Com tanta neve, não demorou para crianças e adultos construírem bonecos de neve para registrar o momento histórico em frente à igreja matriz de São Joaquim.

Hospedagem

Segundo a secretária de turismo de São Joaquim, Adriana Schlichting de Martin, toda rede de hospedagem do município composta por 840 leitos de hotelaria e outros 900 leitos de pousadas alternativas está ocupada.

Acúmulo de neve

Na manhã desta quinta-feira (29), a neve permanecia acumulada em todos os municípios da Serra Catarinense. A formação de espessa camada de gelo em rodovias como SC-390, em Bom Jardim da Serra, SC-114 em São Joaquim, SC-110 em Urubici, SC-112 em Urupema e especialmente na Serra do Rio do Rastro e Serra do Corvo Branco, obrigou a Polícia Militar Rodoviária a bloquear o tráfego até perto do meio dia.

Informações e fotos: Oneres Lopes

Serra Mais Segura: operação do CBMSC reforça a segurança

Para que moradores e turistas tenham mais segurança neste período mais rigoroso do inverno, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) lança a operação Serra Mais Segura, com reforço nas equipes de plantão de pontos estratégicos aos finais de semana.

Até o dia 15 de agosto serão deslocados cerca de 50 bombeiros militares para a região, em regime de revezamento, sempre aos finais de semana, como reforço operacional ao efetivo local.

Objetivo

“A operação Serra Mais Segura do CBMSC tem o objetivo de reforçar a proteção de turistas e moradores da região nestes dias de frio intenso. Nesta época em que muitas pessoas visitam a Serra Catarinense é necessária uma atenção ainda maior nos pontos turísticos e nas estradas que trazem o turista para a Região.

Reforço

As cidades que terão reforço nas equipes de plantão são Bom Jardim da Serra e Urubici, além de um incremento na BR 282, entre os municípios de Santo Amaro da Imperatriz e Bom Retiro. O CBMSC reforça que as pessoas devem ter cuidado ao dirigir em regiões de frio intenso, reduzindo a velocidade e aumentando o distanciamento para evitar acidentes, além de visitar os pontos turísticos que sejam seguros.

Foto: Divulgação / CBMSC

6º BPM realiza Operação Escola Segura na Serra

Excelente iniciativa a do 6º Batalhão de Polícia Militar de Lages ao implementar nas escolas dos 21 municípios da Serra Catarinense a “Operação Escola Segura”.

A Operação leva em conta o fato de que a Escola tem o papel de transmitir conteúdo, e também proporcionar um ambiente que estimule o desenvolvimento social das crianças e adolescentes. Além disso, de construir vínculos de afetividade e identidade.

O objetivo

Intensificar as vistorias preventivas escolares em todos os estabelecimentos de ensino, sejam eles públicos ou privados; promover maior visibilidade às atividades típicas de Polícia Militar; reduzir os indicadores de violência e criminalidade no entorno destes ambientes educacionais; prestar pronta-resposta qualificada a incidentes de quebra de ordem pública e aumentar a sensação de segurança nestes estabelecimentos.

Na Região

Na cidade de Lages, Otacílio Costa e São Joaquim as Redes de Segurança Escolar desempenharão as atividades relativas à operação, nos demais municípios do 6º BPM as guarnições de Radiopatrulha e comandantes de grupamento serão os executores. A operação será realizada até o final do ano letivo de 2021.

Informações e foto: Regiane Rodrigues