Pesquisa do Ipec em SC aponta Jorginho Mello na liderança

Pesquisa Ipec (ex-Ibope) encomendada pela NSC Comunicação e divulgada nesta sexta-feira (30), mostra a corrida eleitoral para o cargo de governador de Santa Catarina em votos validos. É a última pesquisa de intenção de voto do instituto antes das eleições de domingo (2).

Nos votos válidos, Jorginho Mello (PL) lidera a disputa no primeiro turno com 29% das intenções de voto, seguido pelo candidato à reeleição Moisés (Republicanos), com 23%.

Os dois estão tecnicamente empatados no limite da margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Na sequência, outros três candidatos aparecem empatados também dentro da margem de erro: Gean Loureiro (União Brasil) com 16%, Décio Lima (PT) com 15% e Esperidião Amin (Progressistas) com 14%. Veja o resultado com todos os candidatos abaixo.

Para o Senado

Para o Senado em Santa Catarina, o levantamento revela que Raimundo Colombo (PSD), foto ao lado, lidera com 31% dos votos válidos, seguido por Jorge Seif (PL) com 19%, Dario (PSB) com 16%, Kennedy Nunes (PTB): 11%, e Celso Maldaner (MDB): 10%. Estes os mais bem colocados.

A pesquisa

A pesquisa ouviu 1008 pessoas entre os dias 28 e 30 de setembro em 40 cidades catarinenses. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Santa Catarina (TRE-SC) com o número SC-07610/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-02209/2022.

Num eventual segundo turno, entre Jorginho e Moisés, a pesquisa aponta:

Moisés (Republicanos): 36%

Jorginho Mello (PL): 42%

Brancos e nulos: 14%

Não sabe: 8%

Fonte: G1/SC (Veja pesquisa completa)

Acompanhado de Hang, Seif é recebido pela diretoria da ACIL

Na manhã desta quinta-feira (29), dirigentes da Associação Empresarial de Lages receberam o candidato ao Senado, Jorge Seif (PL) e o empresário Luciano Hang, dono das Lojas Havan. Ambos percorrem o Estado visitando entidades e empresários empenhados na causa conservadora, e pela reeleição de Jair Bolsonaro.

Na ACIL, o candidato ouviu os principais pleitos da entidade para o desenvolvimento regional, e que constam no documento “Voz Única”, entregue na ocasião.

Luciano Hang explicou as razões de estar na luta política em prol das famílias brasileiras, apontou os perigos que representa a volta da esquerda, e exemplificou as situações vividas pela Argentina, Cuba, Venezuela ou Chile. “Não queremos isso para o Brasil”, disse.

Também se referiu ao candidato ao Senado, Jorge Seif, muito embora Lages tenha um representante direto, no caso, Raimundo Colombo, dizendo que é preciso pensar bem no voto, pois, o lageano não está alinhado com a proposta bolsonarista.

Seif, também relatou seu histórico político e a representatividade com o setor pesqueiro em Santa Catarina, e a trajetória dele ao lado de Bolsonaro, junto ao Governo Federal.

Fotos: Paulo Chagas

Colombo em grande encontro político em Lages

Na noite desta terça-feira (27), o candidato ao Senado, Raimundo Colombo (PSD), reuniu simpatizantes no Jockey Club. No evento, presentes outros três candidatos: dois a estadual e um a federal, do mesmo partido acompanhados dos seus militantes.

Raimundo pediu a eles integração máxima nesta reta final, como último impulso nos seus próprios domínios, para poder vencer o pleito de domingo (2).

Faço um parêntese aqui, para ressaltar o fato de que o PSD de Lages, cometeu a façanha de aprovar dois candidatos a deputado estadual. Um tirando voto do outro. Uma decisão abissal, e de pouca compreensão.

Polaco divide os votos da Serra, pelo PSD, com o colega vereador Gerson Omar

E, voltando a falar do candidato Colombo. Em nota à imprensa, ele ressaltou a boa vantagem sobre os demais em nova pesquisa, da Adjori/Visão, e que precisa sustentar a condição de líder até o final.

Por isso, no encontro, o pedido do empenho a mais, de parte de seus partidários serranos. Em caso de confirmação da liderança nas pesquisas, o candidato está com a eleição bem encaminhada.

Repercute apoio de vereador do MDB a Colombo e Loureiro

A adesão do vereador Luiz Fernando Almeida, do MDB de Jaraguá do Sul, ao projeto de eleição de Raimundo Colombo (PSD) ao Senado e de Gean Loureiro (UB), ao Governo, é mais uma demonstração da dissidência de lideranças que estão descontentes com o encaminhamento dado pela Executiva do partido, na aliança com Carlos Moisés.

O vereador reuniu mais de 400 pessoas num encontro realizado no domingo, 25, no Clube Beira Rio. No encontro teve ainda a participação do deputado federal emedebista Carlos Chiodini, candidato à reeleição, e de Ivandro de Souza, candidato a suplente de Colombo. O fato ganhou enorme repercussão nos bastidores do partido e no meio político neste começo de semana.

Por outro lado

Em uma pesquisa divulgada ontem, segunda-feira (26) destaca a liderança na corrida ao Senado na cidade de Criciúma, com 27,8% dos votos. 

Na segunda colocação aparece o candidato Dário Berger, com 19,2%. Na sequência mais próxima Jorge Seif (17,8%), Kennedy Nunes (13,2%) e Celso Maldaner (5,7%).

A pesquisa do Instituto de Pesquisas Catarinense (IPC) ouviu 600 pessoas entre os dias 22 e 24 de setembro, contratado pela rádio Som Maior e pelo portal 4oito. A pesquisa está registrada no TRE (SC-05437/2022) e no TSE (BR-02524/2022).

Justiça já sabe quem espalhou fake news contra Colombo

Na eleição passada, o ex-governador Raimundo Colombo era também candidato ao Senado. Mas, alguém na campanha espalhou o boato que o asfalto na Coxilha Rica passa em frente às terras dele. Pelo contrário, está muito distante, do outro lado.

Raimundo Colombo – candidato ao Senado pelo PSD / Foto: divulgação

Neste pleito, ele vem sendo novamente atacado com notícias falsas. No entanto, a Justiça Eleitoral identificou as pessoas que distribuíram tais fake news contra o candidato ao Senado.

Pelo que foi apurado, duas pessoas foram identificadas e estão sendo citadas e deverão responder pelos crimes de disseminação de notícias falsas, calúnia e difamação.

O processo pode levar à condenação de até dois anos de prisão, além de multa e indenização por danos morais. Existem outros processos em curso na Justiça Eleitoral, investigando a produção e distribuição de fake news contra o candidato Colombo.

Pesquisa dá novo cenário para o Governo em Santa Catarina

Tenho contestado a formatação de algumas pesquisas ao governo e senado, em Santa Catarina. Algumas delas apresentam candidatos isolados estratosfericamente acima; outras com números bem abaixo. Confundem o eleitor.

Mauricio Vieira/Secom/Waldemir Barreto/Ag. Senado

Dentro de uma visão mais real, o levantamento do Instituto de Pesquisas Cananéia – IpeC (ex-Ibope) divulgado nesta terça-feira, 20, em Santa Catarina, pela NSC mostra Jorginho Mello (PL) e Carlos Moisés (Republicanos) empatados com 20%.

Pouco atrás, e com boas chances de segundo turno, estão Esperidião Amin (Progressistas) com 15% e Gean Loureiro (UB), com 14%. Décio Lima (PT), cresceu um pouco em relação à pesquisa anterior, e soma 10%.

Como se vê, esta talvez, pode estar mais próxima da realidade. Porém, a desfiguração das mais variadas pesquisas, me deixa um tanto descrente. Enfim, o cenário está posto.

A pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 17 e 19 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Santa Catarina sob o número SC‐07903/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR‐07730/2022.

 Colombo segue liderando para o Senado

Seguindo os mesmos condicionantes do registro e margem de erro, apontados acima, os índices ao Senado seguem dando vantagem ao ex-governador Raimundo Colombo (PSD), com 26% das intenções de voto.

Logo abaixo, com 13%, aparece Dário Berger (PSB), e em terceiro, Jorge Seif (PL), com 9%. Este ano, os eleitores do estado elegem apenas um senador.

Pela pesquisa, a visão demonstra que o eleitor está optando mais pela experiência dos candidatos, e pelo histórico na política dentro do Estado. Isto também é fato. E é algo que realmente pode fazer a diferença no parlamento, diante do conturbado cenário político nacional.

Prefeito do PSDB hipoteca apoio a Colombo e Napoleão

O prefeito de Indaial, André Moser (PSDB), anunciou apoio às candidaturas do ex-governador Raimundo Colombo (PSD) para o Senado, do vereador tucano Flávio Augusto Molinari para a Câmara Federal e ao ex-prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes (PSD) para a Assembleia Legislativa.

O anúncio foi durante encontro que reuniu dezenas de pessoas no interior do município, no sábado à tarde.

Segundo o prefeito, os amigos formam um trio para representar Indaial, o Médio Vale do Itajaí e toda Santa Catarina. Colombo agradeceu o gesto do prefeito André Moser.

Foto: Cláudio Thomas

No Calçadão, em Lages, candidatos se apresentaram

Na manhã deste sábado (10), candidatos de vários partidos, e seus colaboradores se postaram em pontos estratégicos no Calçadão da Praça João Costa, com suas bandeirolas.

Porém, chamou atenção, o grupo de apoiadores de um dos candidatos, o Polaco (PSD). Sem bandeiras, mas vestidos com camisetas com os dizeres: “autismo – eu apoio essa causa”.

O interessante foi a participação da filha de Polaco, a Laryssa. Juntos, defendem a causa em todo o Estado.

Polaco vivencia na própria família casos de autismo, de um neto e de um sobrinho. Por esta razão, a filha Laryssa Smith, mãe do Pedrinho, que é autista, abraçou a causa em Santa Catarina.

Ao se pronunciar, traduziu a árdua luta da inclusão, de pessoas praticamente invisíveis aos olhos da sociedade, mas que precisam também da política para poder avançar com o Projeto Pró Autismo no Estado.

Muitos se emocionaram, ao ouvirem o relato e a determinação da jovem, que atua visando dar dignidade e qualidade de vida aos autistas catarinenses e seus familiares.

Segundo Polaco, uma luta que não irá parar mesmo que não alcance o objetivo de chegar à Assembleia Legislativa. Mas, se conseguir, irá fortalecer o Projeto Pró Autismo, com a proposta de expandir para todas as regiões do Estado. Caso contrário, Polaco (PSD) retorna à Câmara de Vereadores de Lages, no dia 3 de outubro. Porém, sem nunca abandonar a causa.

O candidato ao senado pelo PSD, Raimundo Colombo também marcou presença no Calçadão, neste sábado.

Fotos: divulgação