Transmissão por canais virtuais no agronegócio veio para ficar

Assim como vários segmentos passaram a ter preocupações, tão logo a pandemia chegou, o setor do agronegócio precisou se reinventar.

Como em Lages, as transmissões do Lance Rural já não era novidade, pois, nos últimos três anos o sistema operou em paralelo com o presencial, essa era a alternativa para a realização dos leilões em todo o Estado.

Primeiro veio a necessidade de obter autorização das autoridades de saúde, o que se conseguiu. Nada de público presente nos eventos e inúmeros cuidados foram relacionados. Deu certo.

Na Serra Catarinense, já foram quatro remates operacionalizados por transmissão virtual. Começou pela Feira do Terneiro e da Terneira de Campo Belo do Sul, depois um leilão particular, e as duas etapas das feiras dos animais jovens em pista no Parque Conta Dinheiro, promovidas pelo Sindicato Rural.

Um sistema que veio para ficar

O novo modo deu tão certo que não vai mudar mais, mesmo que haja presença de público. Nas duas etapas, um faturamento de R$ 2 milhões e 252 mil. Só na etapa deste último sábado (9), com 623 cabeças entre machos e fêmeas, o leilão resultou em R$ 915 mil 710. Em ambas as feiras, com 100% de comercialização.

Já os preços finais do quilo vivo, desta vez, os machos alcançaram a média de R$ 8,13, e as fêmeas, R$ 7,46.

De qualquer forma, conforme disse o presidente do Sindicato Rural, Márcio Pamplona, as boas vendas foram uma premiação a quem investiu no setor, e que conseguiu dispor lotes de qualidade para a comercialização nos dois leilões, mesmo com reflexos diretos no peso final dos animais em função da estiagem.

Feira de Gado Geral

Nesta segunda-feira (11), a partir das 14 horas, nova oportunidade para seguir fazendo bons negócios nesta temporada de leilões que apenas está começando, com a Feira de Gado Geral.

Com animais em pista, o comércio segue de forma virtual, através do canal do Lance Rural, e a retransmissão da Camargo Agronegócios e da Evoluê AG.

Fotos: Paulo Chagas

Sucesso nos negócios da Feira do Terneiro (a) virtual em Lages

O agronegócio estava sob um grande risco, a exemplo de outros setores da economia. Na Serra Catarinense, o período das grandes feiras, em especial as de animais jovens, de terneiros e de terneiras, se aproximava.

Existia uma alternativa, a da utilização dos canais da internet, há muito utilizados por redes especializadas, em todo o País. Na Serra, a experiência já estava sendo utilizada em paralelo nos eventos presenciais, há pelo menos três anos.

Desafio vencido

A diferença de agora, é de que precisaria ser feita, sem o público. Este era o desafio, que acabou dando certo. A Feira do Terneiro e da Terneira de Lages, assim como a de Campo Belo do Sul, foram um grande sucesso.

Neste sábado, 2, com os animais em pista, no Parque Conta Dinheiro, e uma estrutura montada pela Camargo Agronegócios, o evento do Sindicato Rural de Lages levou praticamente o mesmo tempo levado nos leilões tradicionais, cerca de 5h30.

O resultado

Assim, o desafio de vender em pista, e virtualmente, exatos 793 animais, divididos em 85 lotes, foi vencido. Na última batida do martelo o resultado: R$ 1 milhão 237 mil e 490 de faturamento. Na média/quilo R$ 7,78 para os machos, e R$ 7,66 para as fêmeas.

Ninguém mais além da equipe leiloeira, com todas as normativas de proteção, permaneceu no pavilhão. Mas a opinião que correu entre eles é a de que o novo sistema virtual veio para ficar, mesmo que mais tarde a comercialização tenha também a presença de público.

Segunda etapa

No próximo sábado, 09, na segunda etapa, cerca de outros 800 animais voltam à pista, na segunda etapa da Feira do Terneiro e da Terneira. E na segunda-feira (10), a vez da tradicional Feira do Gado Geral.

Foi um sucesso o leilão virtual em Campo Belo do Sul

A equipe da Camargo Agronegócios e o Sindicato Rural de Campo Belo do Sul viveram uma experiência desafiadora na tarde deste sábado (25), com a realização dos negócios da 22ª Feira do Terneiro e da Terneira, através de um canal virtual. E deu certo.

A transmissão foi de responsabilidade da Imagem TV, de Lages

Com certeza havia expectativa. Afinal, esta era a primeira vez que a Camargo Agronegócios faria um leilão inteiro apenas pelo canal do You Tube, com os compradores e vendedores distantes, assim como o público que não pode ver de perto os lances.

Os negócios foram feitos via transmissão virtual, atendendo às regras estabelecidas pela portaria 242, do Governo do Estado de Santa Catarina, abrangendo todos envolvidos no leilão, ou seja, organizadores, visitantes e participantes.

Leiloeiro Delamar Macedo adaptando-se em tempos de pandemia

O desafio foi vencido em mais de cinco horas e meia, com o desfile de 56 lotes, entre machos e fêmeas. Todos os cerca de 600 animais foram comercializados, com a participação de compradores de vários municípios catarinenses.

O resultado

Foi muito bom, levando em consideração o desafio a ser enfrentado, com o uso da tecnologia, pela primeira vez, pela empresa leiloeira. O faturamento fechou em R$ 672 mil 430, com boas médias. Os machos alcançaram R$ 7,63, e as fêmeas R$ 7,50.

A Luíza, da Camargo Agronegócios enfrentou o desafio de pela primeira vez realizar um leilão virtual

Próximos leilões

Novo leilão de terneiros e terneiras ocorre já no meio da semana, quarta-feira (29), à noite, no pavilhão José Arruda Ramos, no Parque Conta Dinheiro, em Lages. São animais das raças herford e braford, da Fazenda Mãe Rainha.

Já no sábado (2/5), a partir das 14 horas, ocorre a primeira etapa da Feira do Terneiro e da Terneira, no mesmo local, promovido pelo Sindicato Rural de Lages. Ambos os leilões devem seguir as regras para evitar aglomerações e serão transmitidos por canais exclusivos pela internet.

Fotos captadas da transmissão em You Tube

Fiesc considera positivo o resultado do leilão da BR-101 Sul

Com deságio de 62% e valor de R$ 1,97 por praça de pedágio, Grupo CCR foi o vencedor do certame realizado nesta sexta-feira (21). Para Federação, SC terá rodovia mais segura e melhoria na mobilidade. Leilão foi realizado na Bolsa de Valores de SP (B3), em São Paulo

Segundo a Fiesc, a concessão do trecho Sul da BR-101 vai assegurar investimentos expressivos na infraestrutura de Santa Catarina, e ocorreu como se previa, ou seja, com um deságio, que, inclusive, está em linha com o praticado no trecho norte.

No total, foram concedidos 220 km entre os municípios de Paulo Lopes/SC e a divisa com o estado do Rio Grande do Sul. O vencedor do leilão tem o direito de administrar a rodovia por 30 anos.

(foto: Alberto Ruy/MInfra)

Último leilão de gado do ano

A Associação Rural de Lages tem programada para este sábado, 24, a partir das 14 horas, a realização da Feira de Gado Geral, fechando o cronograma de leilões deste ano, no Parque Conta Dinheiro.

Cerca de 600 animais (bois, novilhas, vacas prenhas, vacas com cria, e vacas flahadas) deverão estar na pista de arremates José Arruda Ramos.

A qualidade dos bovinos segue sendo o principal item da comercialização, conforme ressalta o presidente da entidade rural, Márcio Pamplona.

Leilões da Expolages serão transmitidos pela Internet

Todos os leilões que vão acontecer na Expolages 2018, terão transmissão ao vivo, pelo Lance Rural, permitindo online a facilidade de negócios tanto para quem compra, quanto para quem quer vender seus animais.

O sistema conta com a experiência oriunda do Canal Rural, e utiliza uma plataforma multimídia de comunicação especializada em agronegócio no Brasil. A transmissão será feita sem limitação de espaço físico ou de tempo, como é no modelo de televisão.

A empresa já esteve em Lages, quando foi responsável pelas transmissões dos eventos de maio, no Parque Conta Dinheiro.

O primeiro leilão a ser transmitido é o da novilha e do gado geral, previsto para a sexta-feira (12). O Lance Rural tem transmitido todos os principais leilões realizados no Brasil, via internet.

A Expolages 2018 acontece de 9 a 14 de outubro.

Fotos ilustrativas: Paulo Chagas

Leilão de animais jovens no Parque Conta Dinheiro

O Parque Conta Dinheiro recebe neste sábado (12), perto de 900 animais entre terneiros e terneiras. A expectativa é de que o leilão repita o resultado da primeira etapa realizada no sábado passado, dia 5.

As batidas do martelo do leilão,sob a responsabilidade do leiloeiro Delamar Macedo, começam às 14 horas. A expectativa é de que o pavilhão de arremates José Arruda Ramos deva receber completa lotação de visitantes, compradores e vendedores.

No último sábado (5), foi assim, na primeira etapa da Feira do Terneiro e da Terneira, quando todos os 735 animais foram arrematados propiciando uma arrecadação acima de R$ 1 milhão.

Leilão rende mais de R$ 1 milhão

Mais uma vez o preço médio das fêmeas superou a dos machos. Desta vez, na Feira do Terneiro e da Terneira realizada em Lages, no Parque Conta Dinheiro, neste sábado (5).

O pavilhão de arremate esteve novamente lotado, com a presença de compradores de todas as regiões do Estado. Todos os 725 animais foram comercializados, resultando em R$ 1 milhão e 28 reais, em faturamento.

Quanto aos preços médios, em relação às vendas de 2017, os valores subiram. Os machos fecharam em R$ 6,80, ou seja, uma valorização de 7%. A venda das fêmeas surpreendeu, inclusive, superando a dos machos. Atingiu o patamar médio do quilo, em R$ 6,91.

Na comparação com a 1ª etapa do ano passado (R$ 5,90) o crescimento foi de 17% e agregou mais de R$ 1 real no preço médio final.

O resultado final deste leilão motiva ainda mais, para a segunda etapa, na mesma pista, do Conta Dinheiro, no próximo sábado, 12, quando serão ofertados mais de 900 animais entre machos e fêmeas.