Vereador Gerson sugere a criação do Programa “60 Mais”

O vereador demonstra a preocupação do envelhecimento da população, e salienta a necessidade de mais qualidade de vida na terceira idade.

Pensando nisso e na situação pandêmica atual, o vereador Gerson Omar dos Santos, sugeriu a criação do programa “60 MAIS”.

A ideia do vereador  é a de que profissionais do município atendam idosos de forma online, com intuito de acolher pessoas que têm sofrido com o isolamento social neste período de pandemia causada pela Covid-19.

Nesse caso, os profissionais irão conversar sobre qualidade de vida e darão dicas de saúde e de atividades que podem ser feitas em casa para que a falta do convívio com a família e amigos seja amenizada.

Boa. Interessante que o projeto engloba dicas e sugestões online sobre assuntos que costumam despertar o interesse da terceira idade, como alimentação saudável, jardinagem, atividades físicas, artes, moda, redes sociais e recursos tecnológicos, de um jeito mais fácil e lúdico.

Na minha opinião, basta que a ideia avance. Não vejo quem possa ser contra. Méritos!

(Informações e foto: Débora Bombílio)

Câmara de Vereadores decide doar R$ 280 mil ao Seara do Bem

Ao fazer a prestação de contas, o presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Gerson Omar dos Santos, nesta última quinta-feira (15), apresentou que a Casa teve uma boa economia em apenas três meses da nova Legislatura, exatos R$ 379.561,71.

O valor economizado seria devolvido ao Poder Executivo Municipal, mas a Câmara, através da Mesa Diretora, e, em comum acordo entre todos os vereadores, o Presidente sugeriu que R$ 280 mil sejam destinados ao Hospital Seara do Bem.

Segundo Gerson isso se justifica pelo fato de que um novo centro de triagem da Covid-19 será instalado junto à UPA e, com isso, as crianças voltaram a serem atendidas no HISB. Com esses valores serão pagos profissionais médicos, enfermeiros, radiologistas.

Constitucionalmente o Poder Legislativo de Lages tem direito a receber o repasse no valor de até 6% da arrecadação do município, aproximadamente R$ 17 milhões no ano. Segundo o diretor-geral Robert Santana, “houve uma redução na previsão orçamentária para 4,5%, foi recebido 3,4% e a meta dos gastos é chegar a 3%, cerca de R$ 750 mil mensais.

Fotos: Débora Bombílio

 

Vereadores querem ouvir a secretária Carmen Zanotto

Requerimento do vereador Gerson do Omar do Santos, da Câmara de Lages, convida a Secretária Estadual da Saúde Carmen Zanotto, para que ela informe a situação da saúde na Serra Catarinense. Falta apenas combinar a data e a hora.

Conforme Gerson, há urgência em saber qual o planejamento, incluindo a abertura da nova ala do Hospital Tereza Ramos, e demais informações sobre os profissionais a serem contratados para o pleno funcionamento.

Outros assuntos sobre o quantitativo de vacinas e sobre a escassez de medicação também entram na pauta.

O requerimento apresentado na Câmara foi aprovado por unanimidade e agora os vereadores ficam no aguardo da secretária Carmen disponibilizar o agendamento.

Foto: Débora Bombílio

Drone ajuda Polícia Rodoviária Estadual na fiscalização

Os motoristas que não andarem de acordo com o que dispõe o Código Nacional de Trânsito poderão ser surpreendidos com a tecnologia que vem sendo cada vez mais utilizada nas operações de fiscalização nas estradas.

Nesta semana, em visita ao presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Gerson Omar dos Santos, o Major Álvaro Josué Moraes Paes, Comandante da Polícia Militar Rodoviária no Planalto Serrano e o Subtenente Túlio César Schlischting da Silva falaram a respeito dos novos recursos, entre eles, um drone.

Numa dessas operações de fiscalização, nesta semana, já foi possível pôr em prática o instrumento na rodovia SC 114, no município de Painel. O objetivo da fiscalização, além das condutas irregulares, as ultrapassagens forçadas em lugares não permitidos, tiveram maior atenção.

Foto: Débora Bombílio

Sessão na Câmara de Lages só com vereadores e servidores

Essa foi a decisão tomada pelo presidente da Casa, Gerson Omar dos Santos, diante do perigoso cenário pandêmico vivido no município.

Portanto, segundo ele, por hora, somente podem participar das sessões os vereadores e os funcionários, uma vez que já houve registro de quatro casos de covid-19 entre os colaboradores, sem contar em familiares.

Gerson entende que toma a decisão em nome da responsabilidade para com a saúde de todos e também com o objetivo de contribuir com a recomendação de não aglomeração emanada pelas autoridades de saúde.

HTR

Na Sessão desta segunda, 22, Gerson ocupou a tribuna para fazer o alerta de que todos continuem fazendo sua parte e sigam cuidando-se. Além disso, frisou sobre a importante união de todos os vereadores em prol da urgente e necessária abertura em pleno funcionamento de 100% do Hospital Geral Tereza Ramos.

Conforme salientou, apesar de várias reuniões e infelizmente não se conseguiu arrancar do Governo do Estado uma data certa desta abertura.

Pela revisão do Plano Municipal de Desenvolvimento Rural

São por estas coisas que estou gostando de ver no comportamento do vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Gerson Omar dos Santos.

É dele uma Moção Legislativa que sugere a revisão e elaboração de um novo Plano Municipal de Desenvolvimento Rural.

O argumento procede. Segundo Gerson, Lages é o maior município do Estado de Santa Catarina em extensão territorial, com uma vocação natural para o desenvolvimento do agronegócio e da agricultura familiar.

No entanto percebe-se que as ações neste contexto não estavam no campo da prática. Na Moção ele pede a formulação das políticas públicas, para que Lages possa, definitivamente, enfrentar os desafios do Desenvolvimento Rural Sustentável.

Seja como for ele solicita ao Executivo e ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR),  que seja revisado o Plano Municipal de Desenvolvimento Rural, conforme prevê o anexo da lei 4.159 de 31 de maio de 2016, no item 8 “Gestão e Acompanhamento do Plano”, que sugere que a cada gestão, o PMDR seja revisado e atualizado, gerando assim um novo Plano.

E mais, que esteja alinhado com a realidade do setor do agronegócio do município, traçando assim, novas ações, metas e projetos para a gestão 2021-2024. Portanto…nada mais precisa esperar.

Presidente da Câmara de Lages apresenta plano de gestão

A planificação apresentada à imprensa pelo presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Gerson Omar dos Santos, na tarde desta quarta-feira (10), para gerir os trabalhos no decorrer deste ano segue a premissa da transparência, e a eficiência dos gastos internos.

Os números, se apresentam como sendo viáveis dentro a planilha de custos. Gerson prevê uma meta de receita no ano em torno de R$ 10,2 milhões, e gastar cerca de R$ 9 milhões, o que daria uma média de R$ 750 mil mensais. E ainda no final do ano devolver cerca de R$ 1,2 milhão.

De resto, diante da necessidade de melhor acessibilidade, além da melhoria da comunicação, já está efetivando o funcionamento de um novo Portal, além da revisão de todos os contratos, melhor controle de gastos, e a otimização dos recursos disponíveis. Prevê ainda estudos para a captação de energia e de água.

Demandas

O presidente da Casa tem sobre sua mesa uma série de demandas. Tanto que já tem trocado conversas com inúmeras lideranças para por em funcionamento o Aeroporto Regional, em Correia Pinto; a reativação de toda a nova ala do Hospital Tereza Ramos; esforço para ter as terceiras pistas na BR 282, atuar no fortalecimento dos setores primário e secundário, além de pensar de trabalhar projetos de energia através de PCHs.

Portanto, a partir desse planejamento que incluem os cuidados com os gastos dos gabinetes e maior controle das diárias, ainda valorizar os artistas locais com exposições de obras de arte no hall de entrada.

Sucintamente, um plano que pode ser cumprido, desde que também haja a colaboração de todos os vereadores e servidores.

Fotos: Paulo Chagas

Gerson Omar pede passagem como líder efetivo no PSD

Avalio com certeza plena, o quanto os opositores foram errados ao impedirem, nas gestões passadas, a participação de Gerson Omar dos Santos (PSD), na Presidência da Câmara de Vereadores de Lages.

Basta observar o que ele já fez, participou, criou ou efetivou em tratativas nos mais diversos temas de impulsionamento em setores chaves, não somente de Lages, mas de toda a Serra Catarinense, isso, neste pouco mais de um mês na cadeira de Presidente da Casa.

Vejo também, com clareza, que o PSD local também tenha desperdiçado o talento do político, que teve, nas efetivas participações na liderança do Governo, expressiva competência. O reconhecimento deveria ser sido maior.

Gerson, grande parte pela sua própria abnegação, se saiu vitorioso em novo episódio das urnas, no recente pleito das eleições municipais. E olha que, por pouco não foi alijado, de novo, da oportunidade de se tornar o presidente, devido às depravações oportunistas do meio político.

Está na figura do nobre vereador o sucessor de Ceron na Prefeitura de Lages, e quem sabe, a chance de alçar voos ainda maiores no campo político, já em 2022. Gerson Omar, é hoje, sem dúvida, a principal figura no futuro do PSD local, que diga-se de passagem, tem olhado muito pouco à representatividade das novas lideranças.

Foto: Nilton Wolff