SC começar a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra Covid-19

O Governo do Estado de Santa Catarina recebeu nesta sexta, 14, a primeira remessa de doses pediátricas da Pfizer para dar início à vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19.

O avião com as 39.800 doses infantis pousou no aeroporto de Florianópolis às 11h50. De lá, as doses seguiram para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, para organização da logística de distribuição para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina. A distribuição será neste sábado, 15, a partir das 7h.

Segundo o Secretário André Motta, a vacinação das crianças de 5 a 11 anos é um direito de cada família e um passo importante no combate ao coronavírus.

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos ocorrerá simultaneamente em dois grupos. O primeiro será formado por aquelas com deficiência permanente (física, mental, intelectual ou sensorial); portadoras de comorbidades; indígenas; quilombolas; e que vivem em abrigos e em lares com pessoas com alto risco para evolução grave de COVID-19.

O segundo será das demais crianças e deve ocorrer por faixa etária, da maior para a menor idade. Sendo assim, crianças com 11 anos serão as primeiras vacinadas.

Foto: SES/SC

SC: flexibilização do uso de máscaras está em estudo

A situação pode mudar diante da melhora nos índices da pandemia em Santa Catarina. Assim, o Governo do Estado estuda a publicação de decreto que flexibiliza a utilização de máscaras de proteção individual.

As regras estão sendo elaboradas e deverão ser levados em conta, principalmente, os índices de vacinação.

Decreto

O decreto somente será editado a partir da revogação da Lei Federal nº 14.019/2020, que obriga o uso do equipamento de proteção em todo o território nacional, tanto em ambientes fechados quanto abertos.

Por outro lado

A Secretaria de Estado da Saúde está desenvolvendo os regramentos de acordo com as indicações epidemiológicas.

O uso de máscaras mostrou sua eficácia. Com a o avanço da vacinação e com a população cada vez mais protegida a flexibilização deverá ser possível. É o que afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Segundo Estado

Santa Catarina é o segundo estado no ranking de vacinação do país: 76,51% de sua população receberam pelo menos uma dose da vacina e 57,72% têm o esquema vacinal completo. O estado se aproxima da marca de 10 milhões de vacinas aplicadas, sendo que, dessas, 239.762 são doses de reforço.

Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

SC recebe mais 47,5 mil doses da vacina contra a Covid–19

Santa Catarina receberá mais 47,5 mil doses da vacina contra a Covid-19 na manhã deste domingo, 24. A chegada está prevista para 9h10min, em voo que pousará em Florianópolis vindo de São Paulo. O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, concederá coletiva de imprensa na base aérea da capital.

Após a chegada, as doses serão transportadas para o almoxarifado da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), em São José. A distribuição para os municípios deve ocorrer na segunda-feira, 25.

As 47,5 mil doses que chegarão neste domingo são da parceria Oxford/AstraZeneca e foram produzidas na Índia. Trata-se do segundo lote a chegar ao Estado. Na última segunda-feira, 18, Santa Catarina recebeu 144 mil doses da Coronavac, produzida em parceria com o Butantan.

Assessoria de Comunicação –  Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Vacinas: SC acompanha de perto

Mesmo que seja um ato considerado simbólico, o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, está em São Paulo acompanhando de perto o ato de distribuição das vacinas.

Vacinas estão armazenadas em Centro de Distribuição Logístico do Ministério da Saúde

A cerimônia, realizada pelo Ministério da Saúde, terá participação de outros estados e aconteceu exatamente às 7h em Guarulhos.

Logística

Há garantida da Saúde do Estado de que a rede em Santa Catarina tem toda a logística e de que está mobilizada para dar início à imunização em Santa Catarina.

Assim que elas cheguem ao Estado imediatamente serão enviadas aos municípios catarinenses em até 24 horas. Carlos Moisés lembrou ainda que Santa Catarina já lançou o Plano Estadual de Vacinação, alinhado ao Governo Federal.

Insumos

Em relação aos insumos, mais de 5,3 milhões de unidades, entre seringas e agulhas, já foram encaminhadas aos municípios. Além disso, no estoque geral da Secretaria de Estado da Saúde, há mais de 7 milhões de itens.

Por fim

Não se sabe ainda a quantidade de doses que o Estado irá receber, e muito menos os municípios. A Expectativa é de que, pelo menos, sejam suficientes para suprir a primeira etapa.

Foto: Governo do Estado de São Paulo/ Divulgação

SC tem novo Superintendente de Vigilância em Saúde

Trata-se de Eduardo Macário, que já atuou como diretor de Vigilância Epidemiológica no Governo do Estado (DIVE-SC) e estava no Ministério da Saúde nos últimos dois anos, onde atuou como diretor de Análise em Saúde. Ele substitui Raquel Bittencourt, que deixa o cargo no fim do mês.

Ao apresentar Macário para a equipe, na manhã desta sexta-feira (15), o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro destacou a alta qualificação técnica do profissional, que é formado em Farmácia e possui doutorado em Epidemiologia.

Preocupação com o Coronavírus

Por outro lado, Eduardo Macário salienta que, embora haja uma perspectiva real de chegada da vacina nos próximos dias, não pode haver um relaxamento da população. Ele assegura que o Estado está preparado para fazer a logística da distribuição aos municípios.

Foto: Robson Valverde/SES

SC pronto para iniciar vacinação

É o que disse nesta sexta-feira (8), o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. Segundo ele Santa Catarina está pronto para iniciar a vacinação contra a Covid-19 assim que receber as primeiras doses do Ministério da Saúde.

Foto: Foto: Maurício Vieira/ Arquivo / Secom

Disse ainda que parte logística já está preparada para fazer a distribuição aos municípios, que serão os responsáveis pela aplicação das doses na população.

O início da imunização em Santa Catarina deve ocorrer entre o fim de janeiro e o começo de fevereiro.

Acesse aqui o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 na íntegra

Acesse aqui os principais pontos do Plano Estadual

Restante da população

A vacinação do restante da população ocorrerá depois da imunização dos grupos prioritários. Segundo o secretário, é provável que a vacinação ocorra ao longo de todo o ano de 2021. Por conta disso, ele reforçou a necessidade de que as pessoas sigam as regras sanitárias, com o uso de máscaras, o distanciamento social e higienização frequente das mãos.

Governador anuncia R$ 44 mi para reativar leitos de UTI

Carlos Moisés, ao retomar o comando do Governo traçou como prioridade o enfrentamento à Covid-19. Tanto que neste sábado (28), em webconferência com presidentes de associações e diretores de hospitais filantrópicos garantiu o repasse de R$ 44 milhões, até 31 de dezembro deste ano, para a reativação imediata de 205 leitos de UTI para tratamento da doença.

Além disso, anunciou a prorrogação da Política Hospitalar Catarinense (PHC) – em teto máximo – por mais 10 meses. Isso garante o recurso para o pagamento das despesas com a ativação desses leitos de UTI.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, explicou que os leitos haviam sido ativados no início da pandemia e foram desligados, gradativamente, de acordo com a diminuição no número de casos.

Trabalho conjunto

O governador reforçou que as ações de controle social serão definidas em conjunto entre Estado e municípios, com a participação de demais órgãos e poderes. Neste primeiro momento, estão sendo debatidos o reforço na fiscalização e medidas de prevenção no transporte coletivo urbano.

Uma nova reunião ficou marcada para a próxima segunda-feira, dia 30 de novembro, para definição consensual sobre os temas.

Foto: Mauricio Vieira / Secom

Deputada Paulinha abraça a causa da nova ala do HTR

Assim como Carmen Zanotto, a deputada Paulinha também esteve nesta terça, dia 25, em reunião com o secretário de Saúde, André Motta Ribeiro.

A boa notícia é a de que ela também se engajou na luta para a conclusão urgente das obras da nova ala do Hospital Maternidade Tereza Ramos de Lages, na Serra.

Segundo disse, tomou conhecimento de que faltam apenas 3% para essa importante obra ser concluída e entregue pelo Governo ao povo serrano, pois, o Governo investiu nessa obra recursos em torno de R$ 100 milhões.

É mais uma força política do Estado para seguir a pressão ao Governo do Estado para a abertura completa da nova ala do HTR, em Lages.

Leitos de UTI para Covid

Por outro lado, atenta ao avanço da Covid em SC, deputada Paulinha conseguiu convênio para habilitação de mais 54 leitos junto ao governo do Estado.

Deste total, 35 leitos para Covid-19 serão habilitados para atender a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI).  E 19 leitos serão habilitados para o Hospital de Santa Cecília, na Serra. 

Por Valquiria Guimarães / Assessoria de Comunicação / Deputada Paulinha