Empresas aderem ao Selo Serra Catarinense Sustentável

Nesta última quarta-feira (28), na CDL, a imprensa ficou sabendo de como está o avanço do Selo Serra Catarinense Sustentável. A meta é de certificar na região cerca de 140 empresas de turismo. Atualmente, já foram visitadas pelos consultores do Sebrae 125 empresas.

Até dezembro, a expectativa é de formalizar a entrega do Selo a pelo menos 70 delas, desde que tenham cumprido pelo menos um item ligado ao plano de sustentabilidade. O turismo da Serra só tem a ganhar.

O bacana de todo este trabalho é de que as empresas de turismo poderão contribuir em muito para a preservação do meio ambiente, a partir dos focos voltados para a economia, ambiental, sociocultural e político institucional. Além do meio ambiente, preserva também a paisagem e a cultura do povo serrano.

Segundo Seminário

O contato com a imprensa apresentou apenas uma amostra do que deverá ser discutido no 2º Seminário Selo Serra Sustentável, agendado para a próxima terça-feira, 4, a partir das 14 horas, no Mercado Público.

Na ocasião, os participantes presenciais e de forma híbrida, irão vivenciar o detalhamento dos desafios da sustentabilidade no mercado turístico, com palestras, debates e apresentação de cases de empresários da Serra.

Fotos: Paulo Chagas

Lançamento do 2° Seminário Serra Sustentável

No próximo dia 4 de outubro, numa terça-feira, no Mercado Público Municipal acontece o 2º Seminário Serra Sustentável. E, nesta quarta-feira (28), especialmente para a imprensa, ocorre o lançamento da programação desta segunda edição do evento, durante um café da manhã, na CDL.

Em agosto passado, o 1° Seminário teve como objetivo identificar e estimular empreendedores da região a aderir ao programa de sustentabilidade sob a coordenação das consultoras do Sebrae, Tânia Brizolla e Márcia Godinho, diretoras da Prisma Consultoria em Comunicação Marketing e Turismo.

Na apresentação à imprensa nesta quarta-feira, a assessora de turismo da Amures Ana Vieira falará à imprensa sobre o andamento do trabalho de consultoria com as empresas de turismo que aderiram ao programa de sustentabilidade. Esta ação é uma parceria da Amures, Cisama e Sebrae com apoio da CDL.

 

Prefeito da Serra garante apoio a Moisés

Em recente reunião na Associação Empresarial de Lages (ACIL), entre o prefeito de Otacílio Costa Fabiano Baldessar de Souza e mais algumas lideranças, o registro de um movimento suprapartidário em favor da candidatura do governador Moisés.

Fabiano assumiu como coordenador de campanha da coligação majoritária na região da AMURES. Na ocasião estiveram presentes prefeitos, vereadores e presidentes de vários partidos, e que manifestaram apoio ao Governador Moisés.

Reuniões a exemplo dessa, estão acontecendo simultaneamente na região. A intenção é dar movimento para ampliar os apoios na reta final da campanha, para o primeiro turno.

Executivo da Amures é o entrevistado do Tema Livre

Nesta sexta-feira (26), no Tema Livre inédito, trago a participação do executivo da Amures, Walter Manfroi. Assuntos pertinentes relacionados aos municípios que fazem parte da entidade.

Além disso, a conversa também aborda a questão envolvendo o mirante da Serra do Rio do Rastro, como turismo contemplativo, e quais as tratativas já feitas com o Governo do Estado, entre outros conteúdos.

Confira, a partir das 21h30, na NETV, e também aqui em meu Blog, no Portal Lages Hoje e na minha página do Facebook.

Horários do programa na NETV

Segundas (00:30h, 08:30h, 17:30h); Terças (04h, 15h, 19:30h); Quartas (10h, 20:30h); Quintas (07:30h,

15h); Sextas (10h, 21:30h); Sábados (02:30h, 14:30h), e nos Domingos (01:30h, 11h).

Na internet acesse: www.novaeratv.net.

Foto: Alair Sell

Amures: painéis de turismo no Congresso de Municípios

Boas Práticas de Turismo. Foi um dos painéis que a presidente da Amures prefeita de Palmeira, Fernanda Córdova, participou na tarde desta quarta-feira, no Congresso de Associações e Consórcios de Santa Catarina (COMAC-SC), em São José.

Acompanhada da assessora de turismo da Amures, Ana Vieira, secretário executivo Walter Manfroi e de alguns gestores de turismo, como Jeferson Nunes, de Bom Retiro e Diego Machado, que representou Capão Alto, o grupo conheceu experiências turísticas exitosas do Alto Vale do Itajaí e do Oeste do Estado.

Missão técnica

Presidente da Amures, Fernanda Córdova

Na terça-feira da próxima semana, os gestores de turismo dos municípios participam de uma missão técnica para conhecer o Circuito Turístico do Vale Europeu.

A presidente da Amures, vai liderar a missão em busca de informações que contribuam para a formação de uma rota turística integrando municípios da Serra Catarinense.

Durante o Congresso da Fecam, estão sendo feitos contatos e trocas de informações, com vistas a fomentar o turismo da Serra Catarinense.

Informações e fotos: Oneres Lopes

Seminário do Selo Serra Sustentável alcança o objetivo

Nesta terça-feira (2), ao participar do Seminário, e perceber que mais de 70 pessoas entre presenças físicas e virtuais de todos os municípios da Serra Catarinense estavam conectadas com o propósito de elevar o turismo serrano.

O Seminário Selo Serra Catarinense Sustentável. Organizado pela Amures, Cisama e Sebrae, o evento no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), ficou marcado pela exposição de experiências de empreendimentos considerados modelo de sustentabilidade.

Na ocasião, dois casos de empreendedores mostraram a força da ideia sustentável, e do que é possível fazer também na Região da Serra Catarinense.

O empresário José Fernandes, diretor geral da rede que compreende Hotéis Fazendas Campo dos Sonhos, Parque dos Sonhos, Terra dos Sonhos e Colina dos Sonhos contou a história de investimentos e desafios que levaram a rede a se tornar referência nacional em sustentabilidade e acessibilidade.

E o empresário Rafael Sittoni Goelzer, também apresentou a Quinta da Estância e a Estância das Oliveiras, em Viamão (RS), empreendimentos concebidos dentro das normas da sustentabilidade. Outro convidado, o especialista Luiz Antônio dos Santos de Freitas, abordou sobre procedimentos e normas de sustentabilidade voltadas ao turismo.

No tocante ao Selo Serra

A consultora do Sebrae, Tânia Brizolla, diretora da Prisma Consultoria em Comunicação Marketing e Turismo, discorreu sobre o a metodologia do trabalho que estão realizando para identificar e qualificar 70 empreendimentos na Serra Catarinense, dentro da concepção da sustentabilidade.

O diretor executivo do Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense (CISAMA), Selênio Sartori e o diretor regional do Sebrae, Altenir Agostini, também prestigiaram o evento.

O programa que levará ao Selo Serra Catarina Sustentável já tem mais quase 100 empreendimentos turísticos inscritos e quase 70 que receberam as consultoras do Sebrae. Cada empreendimento tem de se enquadrar nos critérios de práticas de responsabilidade ambiental, sociocultural, econômica e de política institucional.

(Informações e fotos: Oneres Lopes)

Selo Serra Sustentável é apresentado à imprensa

Durante um café da manhã no Mercado Público, nesta segunda-feira (25), organizado pela Amures, a imprensa pode saber mais sobre o projeto do Selo Serra Sustentável, que já está em execução. Pelo menos 70 empresas do turismo envolvendo todos os 18 municípios da Amures já estão cadastradas.

Estes são os grandes responsáveis pelo impulsionamento do Selo Serra Sustentável. Altenir Agostini (Sebrae), Ana Vieira (Amures), Carmen Zanotto (Dep. federal), Fernanda Córdova (Pres. Amures) e Walter Manfroi (Diretor da Amures)

Cinco consultores do Sebrae estão atuando no diagnóstico e orientando a participação dessas empresas no turismo regional. A proposta leva em conta quatro importantes pilares: econômico, ambiental, sócio cultural e Político institucional.

Entrevista com a turismóloga Ana Vieira, da Amures

No próximo dia 2 de agosto, na CDL, em Lages, acontece um Seminário a respeito do assunto, e contará com a participação de todos os interessados e envolvidos.

O gerente regional do Sebrae, avalia a importância do Selo Serra Sustentável para o turismo da Região.

Carlos Moisés anuncia altos recursos a municípios serranos

Ontem, sexta-feira (17), à tardinha, na ACIL, as cidades da Região Serrana tiveram a confirmação de investimentos durante uma solenidade do Governo do Estado.

O governador Carlos Moisés garantiu o aporte de R$ 203 milhões para ações em 17 municípios.

Desse total, R$ 170 milhões são para repasses diretos às prefeituras. Mais cedo, o chefe do Executivo estadual já havia garantido mais de R$ 100 milhões para São Joaquim, segunda maior cidade da Serra.

Para Lages

Uma das obras anunciadas nesta sexta-feira é a revitalização completa do segundo trecho da Avenida Belisário Ramos, popularmente conhecido como Avenida Carahá, em Lages.

Por meio de um convênio, serão repassados R$ 26,7 milhões para a prefeitura realizar a intervenção. A obra faz parte do Plano 1000, pelo qual Lages terá um total de R$ 157 milhões para investimentos nos próximos cinco anos. Nesta segunda-feira, foi dada a ordem de serviço do primeiro trecho.

Demais municípios

Além de São Joaquim, que foi contemplada mais cedo nesta sexta-feira, todos as demais 17 cidades da Associação de Municípios da Região Serrana (Amures) também receberam repasses por meio de transferências especiais.

O total repassado foi de R$ 170 milhões, entre obras de infraestrutura, saúde, educação, entre outras ações. Apenas para habitação, serão R$ 6,3 milhões para 90 novas casas em seis cidades diferentes (15 em cada), pelo SC Mais Moradia, que faz parte do programa Gente Catarina.

Repasses para a saúde

Ainda em Lages, houve o repasse de R$ 4 milhões para o sistema de saúde da região. Desse total, R$ 2,1 milhões foram para a manutenção e custeio de leitos pediátricos no Hospital Infantil Seara do Bem, R$ 163 mil para a aquisição de equipamentos para a abertura de mais cinco leitos de UTI pediátricos na mesma unidade, R$ 296 mil para custeios de serviços gerais de saúde e R$ 1,5 milhão para custeio e manutenção de leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres.

Veja abaixo quanto recebeu cada cidade:

Anita Garibaldi – R$ 10,2 milhões

Campo Belo do Sul – R$ 6 milhões

Lages – R$ 46 milhões

Ponte Alta – R$ 4,6 milhões

Urubici – R$ 6 milhões

Bocaina do Sul – R$ 8,6 milhões

Capão Alto – R$ 5,3 milhões

Otacílio Costa – R$ 8,5 milhões

Rio Rufino – R$ 6,2 milhões

Urupema – R$ 7,6 milhões

Bom Jardim da Serra – R$ 10,9 milhões

Cerro Negro – R$ 6,7 milhões

Bom Retiro – R$ 6,2 milhões

Correia Pinto – R$ 10,1 milhões

Palmeira – R$ 2,2 milhões

Painel – R$ 5,1 milhões

São José do Cerrito – R$ 19,6 milhões

Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/Secom