Serra Catarinense aumenta a representatividade política

Share this

O grande número de candidatos a deputado estadual pela Serra trouxe apreensão, diante da possibilidade de que nenhum conseguisse ser eleito, deixando a região órfã de representantes.  Até mesmo na esfera federal havia temeridade.

Deputado reeleito, Marcius Machado (PL), comemorando na praça João Costa.

Para a Assembleia Legislativa, a aposta estava justamente nos dois nomes de maior envergadura, e que detinham mais estrutura: o atual deputado Marcius Machado (PL), e o assessor especial do governo de Carlos Moisés, Lucas Neves (Podemos). E ambos conseguiram. Assim, a Região Serrana passa a contar com dois deputados a partir de 2023.

Lucas Neves obteve sucesso na segunda disputa a deputado na curta carreira política

Leve-se em conta também, a eleição do apresentador Mário Motta (PSD), praticamente considerado um lageano. Já disso que terá um gabinete em Lages, e que irá também agregar na representatividade serrana.

Já para o Congresso, Carmen Zanotto (Cidadania) foi muito bem votada, e segue na luta como a principal representante em Brasília. 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.