Partidos encaminham as convenções: minha análise!

Share this

A política catarinense entra numa fase decisiva, com a proximidade das convenções, e que pode mudar o cenário. Boa parte dos partidos define seus rumos já no dia 23 de julho.

Criteriosamente, o MDB, o maior partido, é o que mais tem problemas de decisão, aparentemente. Está dividido. De um lado, não sabe se ouve o posicionamento de prefeitos e alguns deputados que estão favoráveis à aliança com Carlos Moisés, ou se abraça o projeto com o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli.

Pelo lado da aliança da esquerda, o pré-candidato do PT, Décio Lima, está à frente de Dário Berger (PSB). O ex-MDB está cada vez mais isolado.

Em águas calmas, está o União Brasil, com a formação assegurada entre Gean Loureiro e Eron Giordani, e com Raimundo Colombo, ao Senado. Por fim, o PP de Amin e PSDB estão próximos de uma aliança. Saberemos como tudo se concretiza, a partir das convenções.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.