Reunião debate sobre a superlotação da UPA 24hs

Share this

Na tarde desta quarta-feira (22), ocorreu uma reunião emergencial da Rede de Urgência e Emergência da Serra Catarinense, no auditório da Secretaria de Saúde de Lages.

O tema foi o entendimento e esclarecimento sobre a situação de alta demanda de internamentos da UPA 24h de Lages, emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres e a lotação dos leitos do município.

Leitos disponíveis em outros hospitais

Uma das constatações é de que hospitais de outros municípios da Amures, como é o caso do Hospital Santa Clara de Otacílio Costa e o Hospital de Caridade Coração de Jesus, de São Joaquim, possuem leitos disponíveis para auxiliar no atendimento a UPA de Lages. A questão é de que esses leitos que estão sendo ofertados precisam ser utilizados.

E, como isso não vem acontecendo, a UPA está lotada e não há leitos disponíveis no município de Lages. Por isso, a necessidade de ocupação de leitos nos hospitais da região.

“Precisamos utilizar esses leitos, pois o SUS é um sistema em rede. Não é justo terem pessoas aguardando na UPA de Lages e ter esses quase 200 leitos vazios para atender a população”, disse, o secretário Claiton Camargo.

Disponibilidade de leitos na região:

Hospital Nossa Senhora dos Prazeres: nenhum leito;

Hospital Tereza Ramos: 5 leitos para influenza e 5 leitos Covid;

Hospital Seara do Bem: 4 leitos;

Hospital Santa Clara, de Otacílio Costa: 21 leitos;

Hospital de Caridade Coração de Jesus, de São Joaquim: 55 leitos;

Hospital Faustino Riscarolli, de Correia Pinto: 4 leitos;

Hospital Nossa Senhora das Graças, de Bom Retiro: 27 leitos;

Hospital São José, de Urubici: 29 leitos;

Hospital Frei Rogério, de Anita Garibaldi: 27 leitos;

Hospital Nossa Senhora do Patrocínio, de Campo Belo: 19 leitos.

Foto: Natasha Monteiro

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.