Novo protocolo do projeto que proíbe corrida de cães em SC

Share this

O deputado Marcius Machado (PL) não desiste, e colheu assinatura da maioria dos deputados, fazendo com que volte o projeto para apreciação ainda em 2021. O texto já foi protocolado na Diretoria Administrativa.

O Projeto de Lei foi rejeitado pela maioria dos deputados no último mês, causando revolta nos protetores de animais catarinenses e em Marcius, que é representante da causa na Alesc. Na época, o deputado garantiu que não desistiria do tema.

De acordo com o regimento interno da Alesc, o Projeto rejeitado poderá ser objeto de apreciação na mesma Legislatura se tiver a assinatura da maioria absoluta dos membros, ou seja, 21 assinaturas.

Na última terça-feira (14), o deputado Marcius Machado conseguiu 27 assinaturas. O Projeto foi protocolado no plenário da Alesc no mesmo dia.

O teor do projeto

A proposta de Lei pretende proibir a realização de competições de corrida de quaisquer raças de cães, no Estado de Santa Catarina, principalmente dos cães galgos que costumam ser treinados para tais competições, com o uso de anabolizantes e são vítimas de maus tratos para melhorar seu desempenho.

 Recentemente, a Polícia Militar flagrou uma ocorrência no sul do Estado, os animais foram levados para cuidados da veterinária Kátia Chubaci.

Foto: Camila Paes

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.