Tag: São Joaquim (Página 1 de 46)

Governador cumpre agenda nos arredores de Lages

Governador Raimundo Colombo é o centro das atenções

A agenda do governador Raimundo Colombo na Região dos Campos das Lagens começa já nesta quinta-feira (16), à tarde,  na Praça do Trabalhador na Penitenciária da Região de Curitibanos, em São Cristóvão do Sul, no Planalto Catarinense, onde inauguram a unidade administrada pelo Estado, e que atingiu o percentual de 100% dos apenados trabalhando.

Também será lançada a Operação Presença 2017/2018 para reforço da segurança em presídios catarinenses. Após o ato em São Cristóvão, o governador segue para São Joaquim, onde participa da solenidade de inauguração da Unidade do Sesc, prevista para as 19h30.

Já para a sexta-feira (17), o governador inaugura um ginásio em Anita Garibaldi, e a SC 390, em ato marcado para às 11 horas, na Prefeitura de Campo Belo do Sul.

Novo registro de geada

Parece que o frio de formar geada não quer deixar a Serra Catarinense. Nesta terça-feira (14), voltou a registrar geada no amanhecer, em São Joaquim.

O belo espetáculo paisagístico com uma ligeira camada de gelo cobrindo a relva dos campos no Vale do Caminhos da Neve, a cerca de 3km do centro da cidade, não está agradando os produtores de frutas.

A mínima registrada na estação do Caminhos da Neve, onde se formou a geada, a mínima foi 2.4ºC.

E o detalhe que mais chama a atenção é o nuance entre o branco da geada com o amarelo das flores de Maria Mole que surgem na Serra Catarinense já no final da primavera. Ver este contraste é tipicamente incomum para esta época do ano.

Esta foi a 5ª geada do mês de novembro em São Joaquim, repetindo o feito dos anos de 1999 e 2006.

Os registros de geada em São Joaquim, feitos pelo profissional Mycchel Hudson Legnagi, do São Joaquim Online, tem evidenciado nacionalmente o município. No entanto, poucos valorizam, nem mesmo a Administração Municipal.

(Foto: Mycchel Hudson)

São Joaquim registra a 4ª geada do mês de novembro

O Mycchel Hudson, da Agência de Notícias São Joaquim Online tem emplacado nacionalmente com seus registros de geada em São Joaquim.

A cidade, no alto da Serra Catarinense, registrou na manhã desta última segunda-feira (13), a 4ª geada do mês de novembro, algo realmente atípico para esta época do ano.

Como resultado os campos de baixadas voltaram a ficar cobertos por uma fina camada de gelo que se tornou mais espessa no Vale do Pericó onde a termômetro registrou 1ºC e também no Vale do Caminhos da Neve com a temperatura mínima de 1.4ºC.

De acordo com o Climaterra este está sendo um novembro bem “louco”, frio e calor, com registro de 04 geadas em novembro e 107 em 2017 no campos de cima da serra.

Geada em pleno novembro

Sempre atento aos acontecimentos na Serra, o amigo Mycchel Legnagi da Agência de Notícias São Joaquim Oline, envia o registro de nova geada no amanhecer deste sábado, 11 de novembro.

Segundo informa, a temperatura na estação automática do Caminhos da Neve (Santo Antão), a 1.221m de altitude, assinalou a mínima de 1.1ºC deixando os campos esbranquiçados.

A umidade também ajudou para que a camada de gelo fosse bem significativa  proporcionado um belo espetáculo semelhante as manhãs de inverno do típico inverno de São Joaquim, mas tudo isso foi praticamente quase no final da primavera.

Esta foi a geada de número 106 somente no ano de 2017 nos Campos de Cima da Serra.

(Fotos: Mycchel Hudson Legnagi)

Vejo vantagem no projeto de experiência turística

Agora sim começo a visualizar ações concretas para estimular o turismo. Graças à iniciativa do Sebrae, através do projeto Turismo de Experiência.

O convite envolve passeios e opções de gastronomia em pontos cruciais da Serra Catarinense, incluindo o desfrute da natureza. A proposta é simples, mas pode ser sim uma ótima experiência.

Entre esses pontos, estão a boa comida e a aventura no Snow Valley Experience Park, em São Joaquim. Além da tirolesa, o pendulo e o arvorismo, no local os visitantes poderão desfrutar da Trilha Sensorial Autoguiada das Cascatas, uma oportunidade para interagir com a paisagem e explorar os cinco sentidos junto à natureza.

Há também o Empório Quatro Estações e a Árvore dos Desejos, uma releitura da tradição japonesa da contemplação das cerejeiras e do Tanabatá, só que neste caso, usando uma macieira. Os visitantes vão à loja fazem seus pedidos, penduram na macieira e é só esperar que o sonho se realize. Isso em São Joaquim.

Na região de Urubici, o Café e Cabanas Lenha no Fogo, disponibiliza para os visitantes um delicioso café colonial até o fim da primavera.

Portanto, começo a acreditar que as coisas comecem a mudar em se tratando de melhor aproveitamento das estruturas já existentes para o turismo serrano.

(Fotos: divulgação)

Está sancionado o Projeto da Rota Caminhos da Neve

O governador Raimundo Colombo sancionou na manhã desta sexta-feira (27) em São Joaquim, o Projeto de Lei 0097.4/2017 que institui a Rota Turística Caminhos da Neve.

Agora o foco será a regulamentação envolvendo o governo do Estado e os municípios beneficiados pela Lei.

A Rota Turística Caminhos da Neve abrange os municípios de Bom Retiro, Urubici, Bom Jardim da Serra, São Joaquim, Rio Rufino, Urupema, Bocaina do Sul, Painel e Lages.

O objetivo é fomentar o turismo na Serra Catarinense e promover a integração das atividades afins. O governador Raimundo Colombo disse esta Lei vai promover a Serra Catarinense.

Por outro lado, Colombo se comprometeu em liberar os recursos para execução da ponte sobre o rio Goiabeira, que foi reivindicado pelo prefeito de São Joaquim, Giovane Nunes.

A pedido do governador, a equipe de engenharia da Amures vai elaborar o projeto da ponte e o Exército a execução, como forma de otimizar recursos.

Informações e fotos: Oneris Lopes

Rota Turística Caminhos da Neve

Nesta sexta-feira (27), o governador Raimundo Colombo sanciona a lei que institui a Rota Turística Caminhos da Neve. O ato será realizado a partir das 10h, na sede da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim.

A lei, de autoria do deputado estadual Milton Hobus, prevê que a rota turística contemple os municípios de Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaina do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici e Bom Jardim da Serra.

Além de fomentar o turismo catarinense, ela também prevê o fortalecimento dos eventos turísticos constantes nos calendários oficiais dos municípios abrangidos; e articular ações conjuntas do poder público com o trade turístico regional e operadores estaduais, visando à qualificação das atividades turísticas típicas da região.

A obra Caminhos da Neve

Para promover o turismo da região, o Governo do Estado também trabalha na obra de pavimentação da Rodovia Caminhos da Neve (SC-114), que liga as Serras de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Foto de arquivo: James Tavares / Secom

Do lado catarinense, equipes do 1º Batalhão Ferroviário trabalham em um trecho de cinco quilômetros, resultado de um convênio iniciado em maio deste ano e que vai garantir R$ 9 milhões em investimento. A obra está em fase de terraplenagem.

O projeto completo prevê pavimentação de 29,4 quilômetros do lado catarinense. Destes, 14 já estão concluídos, resultado de um investimento de R$ 15,2 milhões.

A geada foi danosa aos pomares serranos

A geada obviamente tem uma beleza singular, mas na época certa. Estive em São Joaquim nesta segunda-feira (23), e acompanhei algumas declarações de produtores e de especialistas sobre o fenômeno danoso fora de seu tempo.

Há mais de 20 anos não era registrada uma geada tão forte neste período, e em plena Primavera.

Os fruticultores são os mais preocupados. Não podiam, claro, prever uma mudança brusca da temperatura, desse jeito. Aliás, dizem que não tiveram nenhum alerta da Defesa Civil. O meteorologista Ronaldo Coutinho, da Climaterra, alertou, mas teve quem não acreditou.

Pelas informações, a geada foi danosa para a cultura da maçã que poderá ter, agora, um prejuízo significativo. Entre os principais efeitos da geada na cultura da maçã estão a queda do fruto, podendo também ocasionar o anelamento no fruto e russeting (dano fisiológico também ocasionado por frio excessivo).

Nos próximos dias, os produtores deverão avaliar o impacto da geada na produção sobre a qualidade e quantidade frutos. Inclusive, na uva.

Para esta terça (24), o fenômeno pode se repetir em menor intensidade e pontual. Não se descarta frio e geada, em novembro, inclusive.

(Informações e foto: Agência de Notícias São Joaquim Online)

Página 1 de 46