Tag: presidente da Alesc

Presidente da Alesc estará na região

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Silvio Dreveck (PP), realiza roteiro pela região serrana a partir desta quarta-feira (15).

O objetivo é continuar seu trabalho de aproximar as atividades do Legislativo estadual do interior catarinense, promovendo encontros com prefeitos, vereadores, lideranças e imprensa local.

Dreveck fará um balanço das ações desenvolvidas na Assembleia Legislativa neste ano, além de comentar os projetos que ainda devem ser deliberados até dezembro.

As reuniões serão realizadas em Bom Retiro, Urupema, Ponte Alta, Palmeira, Urubici, Campo Belo do Sul e Lages e devem contar com a participação de lideranças de cerca de vinte municípios da região.

Na quinta-feira, 16, o deputado participa da audiência pública que irá debater a pavimentação do trecho da SC-370 que liga Urubici a Rio Rufino.

O roteiro se encerra em Lages, na sexta-feira, 17, de manhã. Na oportunidade deverá conceder uma entrevista coletiva à imprensa, às 9 horas, na Prefeitura.

(Foto: Agência Alesc)

Dreveck do PP na Presidência da ALESC

Com os votos dos 38 deputados estaduais presentes, o deputado Sílvio Dreveck (PP) foi eleito na tarde de quarta-feira (01) presidente da Assembleia Legislativa de SC, na sucessão de Gelson Merisio (PSD).

silvio dreveck

Conforme expos, o parlamentar vai exercer o cargo este ano e renunciar em 2018 para ceder metade do mandato ao 1º vice-presidente Aldo Schneider (PMDB).

Após a sessão de votação, que abriu o ano no Legislativo estadual, ambos prometeram uma gestão compartilhada do parlamento. (Fonte: ClicRBS/SC)

Aplicação das sobras do duodécimo à saúde

O presidente da Assembleia de Santa Catarina tem se destacado pelo modo da condução da Casa, agindo com austeridade.

fundo

Criação do fundo foi anunciada em entrevista coletiva pelo presidente da Alesc, deputado Gelson Merisio
FOTO: Fábio Queiroz/Agência AL

Recentemente, anunciou uma economia referente ao ano de 2015, em torno de R$ 100 milhões de reais, e manteve os recursos a aplicados, à espera da utilização da melhor forma possível, ao invés de simplesmente devolver aos cofres do Governo.

Em princípio até poderia parecer uma afronta, pois, divide a mesma sigla do governante Raimundo Colombo. Obviamente, não passou ileso, pois, teve pressão de todos os lados, especialmente para que se investisse em pontos estratégicos, como na saúde.

Sabe-se que Santa Catarina está também passando por diversos problemas no setor.

Diante de fadada necessidade ele encontrou uma alternativa política engenhosa, inteligente, ao propor a criação de um fundo voluntário e destinar inicialmente cerca de R$ 50 milhões aos hospitais filantrópicos, Hemosc e Cepom, aliviando a difícil situação das instituições, incluindo a realização das cirurgias eletivas, que estavam sendo suspensas.

Caso o projeto seja aprovado, os contribuintes poderão fazer doações em troca de abatimento no imposto de renda, mas a principal fonte de recursos, em caso de sobras, seriam as devoluções financeiras feitas pela Assembleia, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Ministério Público de Santa Catarina, que recebem do Executivo o duodécimo.

Uma estratégia que renova o conceito da política, auxiliando um segmento que vinha sendo penalizado pela crise, e que também coloca o deputado e presidente da Alesc, numa condição de salvador das entidades filantrópicas que estão à deriva devido à catastrófica gestão do Governo Federal.

Contenção de gastos: Merisio foi corajoso

Ao apresentar à imprensa nesta última quinta-feira (29), o balanço de enxugamento da máquina pública dentro da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), o presidente da Casa, Gelson Merisio (PSD) fez o que se esperava.

presidente

Independente de ranços dos descontentes dá uma resposta para o que a sociedade espera de nossos líderes políticos. E o mais importante, foi um processo construído com a participação de todos os partidos.

A racionalidade dos quadros e a otimização dos serviços, além da contenção de gastos, não comprometem em nada os trabalhos. A medida com certeza terá a sanção do Governador. O que não se pode negar é que o deputado Merisio foi corajoso.

presidente1Por outro lado, Merisio a partir dos seus próprios esforços deverá devolver em 2015 em torno de R$ 100 milhões, fruto de economia exatamente devido às ações de contenção de gastos.

Por dois anos seguidos 2011 e 2012, devolveu no total R$ 80 milhões.

(Fotos: Miriam Zomer/Agência AL)