Tag: Parque Conta Dinheiro (Página 1 de 22)

Leilões levantam R$ 3 milhões em faturamento

A segunda etapa da Feira do Terneiro e da Terneira realizada neste último sábado (13), no Parque Conta Dinheiro teve melhor resultado do que a do sábado anterior (6). Leiloeiro Delamar Macedo, da Camargo Agronegócios

O fechamento alcançou R$ 1,4 milhão, com a venda de todos os 1,1 mil animais. Destaque para os machos que tiveram um número superior, 655, e que tiveram também um valor médio do quilo em pé de R$ 6.93. Nas vendas das fêmeas, o preço fechou em R$ 6,15.Somando os resultados das duas etapas, e, incluindo do leilão de cavalos na noite do dia 6, que obteve mais de R$ 300 mil de faturamento, o volume geral de negócios atingiu, em apenas uma semana, quase R$ 3 milhões.“Quem comprou os animais ofertados nestas duas etapas, deve estar certo de que adquiriu o melhor resultado alcançado pelos nossos produtores”, salientou o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona.

Leilão de animais jovens

O número de animais inscritos para a segunda etapa da Feira do Terneiro e da Terneira se manteve na mesma média da primeira etapa, ou seja, em torno de 1,1 mil, entre machos e fêmeas.O evento deste sábado, 13, a partir das 14 horas, fecha o período inicial de comercialização de animais jovens, no Parque Conta Dinheiro, em Lages.

Mais uma vez, há expectativa em torno dos negócios, pois, estão confirmados compradores de todo o Estado.Para este sábado, os compradores poderão novamente contar com linhas de crédito diferenciadas oferecidas por quatro agências bancárias: o Banco do Brasil, Sicoob, Sicredi e Santander. Para a obtenção do crédito, os interessados deverão estar com os cadastros atualizados.

Programa irá impulsionar a bovinocultura de corte

Lages sediou nesta sexta-feira (12), no Parque Conta Dinheiro, o Seminário Estadual de Lançamento do Programa de Desenvolvimento da Bovinocultura de Corte Catarinense, num evento coordenado pela Faesc e Sebrae, e que contou com a presença do governador Raimundo Colombo, do prefeito Antonio Ceron e demais autoridades políticas e ligadas ao setor.Mais de 700 pessoas, a maioria produtores, de todo o Estado, estiveram presentes, para conferir o que o Programa oferece de novo, pois, conforme disse o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona, cada produtor tem a sua propriedade como se fosse uma indústria, que gera empregos e renda.

O programa

O programa ATeG em Pecuária de Corte atende, atualmente, 550 produtores divididos em 22 municípios das regiões de várias regiões de Santa Catarina.Para os produtores, o programa não tem custos. Os pecuaristas atendidos recebem uma visita técnica e gerencial por mês pelo período de dois anos. As visitas técnicas e gerenciais têm foco na transmissão de conhecimentos relacionados à gestão das empresas rurais e técnicas de manejo voltadas às atividades pecuárias.Nas propriedades são levantados os dados, e identificadas as melhorias que podem ser aplicadas. Durante as visitas, os técnicos de campo repassam orientações sobre cálculos de custos de produção e indicadores de melhorias, depois, levam para os produtores informações importantes para aplicar e ampliar, cada vez mais, a produtividade.Todos os dados gerenciais coletados são lançados em um software utilizado nacionalmente e que abriga informações completas de propriedades de todo o País. O evento ocorreu nos dois períodos do dia, com palestrantes gaúchos e catarinenses. O objetivo foi o de esclarecer os princípios do Programa e despertar nos produtores a inovação em suas propriedades.

Fotos: Greik Pacheco/Lizze Borges/James Tavares

Avanço à bovinocultura de corte de SC

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) e o Sebrae/SC promoverão nesta sexta-feira, dia 12, no Parque de Exposições Conta Dinheiro, em Lages, o Seminário Estadual de Lançamento do Programa Desenvolvimento da Bovinocultura de Corte Catarinense.

A programação será coordenada pelo presidente da FAESC José Zeferino Pedrozo, iniciará às 10 horas da manhã e terá a presença do governador João Raimundo Colombo (foto), lideranças do agronegócio e cerca de 700 produtores rurais.

Programa

O ponto alto da programação será o lançamento do avançado programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em pecuária de corte sob os auspícios do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC) e do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa (SEBRAE/SC).

A programação iniciará com manifestações de autoridades. Na sequência, o economista da FARSUL Antônio da Luz explanará sobre “Análise e perspectiva para o mercado da carne bovina”.

O evento continua na parte da tarde, a partir das 13h30, a palestra “Genética x ambiente = produto e produtividade” será ministrada pelo professor da UFRGS José Fernando Piva Lobato.

Pista limpa na primeira etapa da Feira do Terneiro (a)

A venda de todos os animais gerou quase R$ 1,3 milhão em negócios. Este foi o resultado da Feira do Terneiro (a) realizada neste último sábado (6) no Parque Conta Dinheiro, em Lages.O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, lembrou que evento tem se caracterizado nos últimos anos, como sendo a maior de Santa Catarina.E tem razão para isso. São mais de dois mil animais inscritos, sendo necessário realizar o leilão em duas etapas. A segunda ocorre no próximo sábado, dia 13. Nesta primeira etapa a oferta foi de 1,1 mil animais, com 198 lotes.

Mesmo com os preços médios terem sido menores em comparação com a Feira de 2016, o resultado foi considerado bom. Os machos alcançaram R$ 6,38 o quilo vivo, e, as fêmeas, R$ 5,90.O deputado estadual Gabriel Ribeiro acompanhado da diretoria da Associação Rural, conferiu como ficou a cobertura das mangueiras

Vale o registro também, conforme também disse Pamplona, em quase 80 anos de existência, a entidade, pela primeira vez, realizou uma grande feira com as mangueiras totalmente cobertas.Um investimento próprio que deu aos produtores mais visibilidade ao agronegócio e também mais respeito de parte da sociedade.

Equipamento ao Seara do Bem

Com a casa cheia e pouco antes da abertura, a diretoria da Associação fez a doação de um equipamento no valor de R$ 12,5 mil ao Hospital Infantil Seara do Bem, comprado com o pagamento de taxas na hora da inscrição de animais para a venda.

Leilão de animais jovens

O Parque Conta Dinheiro, neste sábado, 6, está tomado de terneiros e terneiras. São 1,2 mil animais jovens à disposição dos compradores.Aqui uma mostra dos animais, em uma feira anterior, e ainda sem a cobertura nas mangueiras

E aqui o registro hoje, com as mangueiras cobertas

O evento abre às 14 horas e promete ter uma grande movimentação. A Feira deste sábado, é a primeira etapa. É que devido ao número de animais, ela precisou ser dividida em duas. A segunda, acontece no próximo sábado, 13, com o mesmo número de animais ofertados.

Feiras do Terneiro (a) movimentam a Serra

Está aberta a temporada das grandes feiras de animais jovens na Serra Catarinense. Somente neste final de semana, em meio ao feriadão de Tiradentes são três eventos: nesta sexta-feira (21), em São Joaquim; no sábado (22), em Campo Belo do Sul, e no domingo (23), em Capão Alto.

Nestes dias, somando os três leilões, estarão disponíveis para a comercialização, mais de 2,3 mil animais.

 Por outro lado, nos dias 6 e 13 de maio, será a vez de Lages. Nos dois finais semana, o Parque Conta Dinheiro deverá receber perto de 2,5 mil terneiros (as). Trata-se de uma das maiores feiras de gado de Santa Catarina.

É a força da pecuária serrana demonstrada pela qualidade dos animais, e pelo trabalho dos produtores.

Feira de Gado Geral: bom começo

A Feira de Gado Geral realizada no último sábado (1), no Parque Conta Dinheiro, em Lages, teve um excelente começo. Todos os 250 animais foram comercializados gerando um volume de negócios de R$ 410 mil.

Como se previa, não seria uma grande feira, mas importante para se obter um parâmetro de como deve se comportar o mercado este ano. A primeira Feira do ano é sempre uma referência.

E foi boa a expectativa. Além da venda de todos os animais, um grande público compareceu no arremate, e dando provas de que o setor está coberto de credibilidade. Além disso, os preços se mantiveram de acordo com o esperado, sem oscilação para baixo em comparação com 2016.

Outro ponto ressaltado foi a demonstração de que não houve nenhum reflexo negativo na Região, diante dos acontecimentos envolvendo a operação “Carne Fraca”, e que balançou o setor do agronegócio nos últimos dias.

O presidente da Associação Rural Márcio Pamplona disse que a absorção de todos os animais no arremate abre uma perspectiva forte de bons negócios futuros, caso da Feira do Terneiro e da Terneira que irá acontecer em duas etapas, uma no dia 6 e outra no dia 13 de maio.

Primeiro leilão de animais no Conta Dinheiro

O Parque Conta Dinheiro, em Lages, abre no próximo sábado, 1/04, o ciclo de negócios na temporada 2017, com  aproximadamente 200 animais.

Embora seja um evento considerado pequeno, ele servirá como balizamento para entender o comportamento do mercado atual.

Além disso, uma excelente oportunidade para bons negócios, especialmente para confinadores que poderão aproveitar a baixa dos preços dos insumos, ainda mais que o mercado bovino da região não foi atingido pela operação “Carne Fraca”.

O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, ao se referir à operação, disse que os efeitos das ações foram maléficos e negativos, especialmente para o setor de exportação, e que prejudicaram diretamente os produtores com a paralisação de abates, e também funcionários que acabaram sendo demitidos. A ação acabou criminalizando todo o setor de carnes.

Mas, na Serra Catarinense, a situação é outra. Para ele, o mercado bovino não foi atingido fortemente, embora tenha levado o consumidor a restringir as carnes embaladas vindas de fora. A compra passou a ser direta no balcão, com a carne cortada na hora, e com a garantia de qualidade e credibilidade.

Página 1 de 22