Tag: manifesto (Página 1 de 3)

Manifesto e roubo do sino

No sábado (13) a Associação de Moradores do bairro Guarujá, em Lages, organizou um protesto contra a onda de crimes na comunidade, ou seja, para clamar por mais segurança e pedir o retorno da base da Polícia Comunitária. Pouca gente participou, pelo que se sabe.

Pois, como um deboche ao protesto, a ousadia dos ladrões deixou muita gente estarrecida, ao constatar, no outro dia, domingo (14), que o sino da Igreja havia desaparecido. Roubado.

O sino, fabricado em bronze e cobre, foi retirado, sem que ninguém percebesse, durante a madrugada de sábado para domingo. Restou apenas o registro da ocorrência.

(Foto: Blog Milton Barão)

Guarujá clama por segurança

Cansada e com medo do avanço da criminalidade no bairro, a comunidade do Guarujá, em Lages, está organizando um manifesto neste sábado à tarde (13).  Fará uma passeata pelas principais ruas clamando por mais segurança.

O ato se justifica, segundo a Associação de Moradores, pelo crescente número de ocorrências e a sensação de insegurança.

O presidente da Associação, Luis Borges relata que não suportam mais as ocorrências como furtos, arrombamentos e até mesmo assaltos à mão armada. Conforme diz, problemas que têm se tornado corriqueiros.

A comunidade quer de volta a Base fixa da Polícia Militar no Guarujá, desativada há três anos. Desde que fechou, as ocorrências têm sido cada vez mais frequentes e os moradores e comerciantes se sentem acuados, de mãos atadas.

Conforme ainda Borges, as pessoas estão com medo de andar pela rua à noite. Os comerciantes estão fechando suas lojas mais cedo e a sensação de insegurança aumenta a cada dia. O que se quer é dar um basta. E a passeata é justamente para reivindicar mais segurança.

A Polícia Militar e a Prefeitura, através da Diretran vão acompanhar a movimentação do ato pacífico.

Alguns números da criminalidade no bairro, dos últimos dias:

Arrombamentos furto realizado: 104

Assaltos: 11

Tentativas de assalto: 12

Tentativas de sequestro: 6

(Foto da PM de Lages: Catarinas)

Por mais segurança

Esta semana moradores do bairro Popular, de Lages, se reuniram no ginásio Jones Minosso, não para praticar esportes, mas para se manifestar. Os altos índices de assaltos à mão armada preocupam.

Por isso, eles decidiram pedir mais atenção das autoridades diante de um clima de insegurança que paira na cidade, especialmente, após a morte do padeiro José da Padaria, o Tio Concia. Ele foi vítima de latrocínio, há pouco mais de duas semanas.

A preocupação e geral, pois comerciantes e moradores tiveram suas casas visitadas por ladrões. O manifesto reuniu cerca de 70 pessoas, todas revoltadas com as ocorrências.

Os populares pedem a implantação de Sistema de Câmeras – de videomonitoramento; reforço do policiamento ostensivo dinâmico (motos e viaturas), e ainda incremento da Rede de Vizinhos (Que substitui tecnologicamente a Polícia Comunitária).

Informações e fotos: Marciano Correia

É o que queremos?

O que se viu, especialmente em Brasília nesta última quarta-feira, 24, foi realmente inadmissível. Um protesto nas proporções que chegaram não há significado democrático. O vandalismo prevaleceu ao ponto de o Governo pedir ajuda das Forças Armadas.

Em que pese a situação do presidente Michel Temer, a ordem, de alguma forma, precisava ser mantida, sob a alegação de que a Força Nacional era insuficiente para controlar a ações dos manifestantes, que se transformaram em puro terrorismo.

O manifesto não teve controle e descambou para a desordem. Prédios incendiados, depredações diversas, pondo em risco vidas de muita gente. Então, como aceitar?

Brasília – Vandalismo na Esplanada dos Ministérios durante protestos (Wilson Dias/Agência Brasil)

O que o Brasil está vivendo em tempos de hoje, tem reflexos em todos os estados e municípios. Pois, a esfera federal não trabalha dentro da normalidade, e não se sabe até quando isso tudo irá continuar. Um caos. E pode piorar ainda mais.

Acadêmicos farão manifestação contra o governo

Na noite dessa quinta-feira (17) as ruas estarão cobertas por um manto negro. Os acadêmicos do Centro Universitário Facvest-UniFacvest em protesto a corrupção que assola o país e mais recentemente a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a casa civil farão uma manifestação pacífica.

O encontro acontecerá a partir das 20h30min em frente à Instituição. Além das roupas de cor preta os alunos estarão equipados com bandeiras e buzinas.

A divulgação está sendo realizadas nas redes sociais como facebook e whatsapp. Os acadêmicos ressaltam que a faculdade não tem envolvimento com a movimentação.

PM esclarece números do manifesto em Lages

Embora não ache relevante seguir a discussão sobre o número de manifestantes em Lages no último domingo (13), destaco a preocupação do esclarecimento, de parte do 6º Batalhão de Polícia Militar, pois, inicialmente disse que não iria divulgar informações sobre o público no movimento.

Dada a polêmica levantada a partir da informação ser publicada no DC e dita no Jornal do Almoço, da RBS, de apenas 2 mil manifestantes, a questão ganhou corpo.

imagens vídeo mo

A explicação é de que a partir da contabilização logo no início do movimento, feita pelo pessoal do Helicóptero da PM e das câmeras de videomonitoramento, os dados foram enviados ao comando em Florianópolis. Sem a atualização, os números chegaram à imprensa errados.

De qualquer forma, com os números atualizados, a PM calculou que havia cerca de 10 mil pessoas.

Portanto, dados atualizados, assunto encerrado.

Informações MAYCOM Luidi Hemkemaier
2º Tenente – Chefe da Comunicação Social do 6 BPM

O povo atendeu ao chamado e foi às ruas

A população brasileira foi para a rua protestar contra a corrupção, o PT, ao pedido de impeachment, e principalmente de apoio ao juiz Sérgio Moro, à Polícia Federal, ao Ministério Público, e todos os que não aceitam mais a roubalheira escrachada no País.

manifesto1

Evento foi tranquilo, no clima de paz e amor pelo País

Em Lages, o apelo também foi correspondido e muitas pessoas de todas as faixas de idade aderiram a protesto.

manifesto4

Faixas e cartazes e a camiseta amaram demonstra o civismo da gente de Lages

Bem no início, marcantes o minuto de silêncio, a oração do Pai Nosso, e o Hino Nacional Brasileiro. Um momento que nos faz lembrar que somos brasileiros, e a emoção toma conta. Só queremos um País melhor e o fim dos maus políticos e com eles, a corrupção.

manifesto7

O presidente da Associação Rural Márcio Pamplona, a esposa e a filha mostraram que estão junto pelo bem do Brasil

manifesto2

Walter Manfroi e Beto Amaral firmes na concentração do movimento

Por outro lado, observando o comportamento de cada pessoa, não há como não respeitar o que pensam e o que querem. Não é possível que toda essa gente esteja errada, e com eles, o juiz Sérgio Moro, Polícia Federal e as diversas correntes do Judiciário, também não estejam certos na condução das investigações e as prisões.

manifesto6

Caminhada pacífica cruzou a Rua Correia Pinto até à Catedral

manifesto8

Família presente no movimento

Nosso Brasil poderia ser a maior das nações do Planeta, não fosse tão sangrado pela corrupção, envolvendo maus políticos e empresários.

manifesto9

A bandeira foi o símbolo maior do manifesto

manifesto10

Concentração final na Praça da Catedral

É preciso que tudo isso tenha um fim. O Governo Federal, ou seja, Dilma Rousseff e companhia, não representam mais os líderes que queremos.

manifesto12

Eu, o Paulo Marques e o Milton Barão não nos furtamos e marcamos presença

Em todo o País, as manifestações foram gigantes, e demonstram claramente o que o povo realmente quer.

manifesto11

Povo toma conta da Rua Correia Pinto. Estimativa de 12 a 14 mil pessoas.

Por fim, torcer para que a Justiça não volte atrás e não enfraqueça. É a nossa maior esperança para o fim de toda essa vergonha nacional. E que os manifestos atinjam o objetivo. Eu acredito!

Manifesto em Chapecó reúne 15 mil

Os chapecoenses, no Oeste do Estado optaram em realizar o manifesto contra a corrupção e os pedidos de punição aos envolvidos, na manhã deste sábado (12).

manifesto chapecó2

Segundo fontes mais de 15 mil pessoas foram para a rua empunhando bandeiras, cartazes de protesto e vestidos de verde e amarelo.

Todas as classes participaram do manifesto: agricultores, empresários, donas de casa, crianças, idosos e até mesmo autoridades políticas e civis pediram pelo fim da corrupção, impeachment de Dilma e manifestaram apoio as operações que estão sendo realizadas pela Polícia Federal.

manifesto chapecó

O apoio ao juiz Sérgio Moro também esteve nas palavras de ordem, além da retirada do PT, do poder.

A manifestação tomou conta de boa parte da Av. Getúlio Vargas e a Praça Coronel Bertaso.

manifesto chapecó1

A manifestação saiu da Praça Coronel Bertaso e percorreu toda a Avenida até  a Rua Quintino Bocaiuva onde fizeram o retorno e voltaram para a Praça. De acordo com a Polícia Militar, todo o protesto ocorreu de forma pacífica. (Fonte: Tudo Sobre Chapecó – Fotos: Sandra Ambrosio/TSC)

.

Em Lages

O movimento Vem Pra Rua em Lages está marcado para este domingo (13). A concentração está prevista para as 10 horas, próxima à estátua de Correia Pinto, no Centro da cidade.

carreata

Porém, neste sábado à tarde uma grande carreata já deu parte do recado contra a corrupção e apoio às ações da Polícia Federal, pelas ruas da cidade.

Página 1 de 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén