Tag: João Alberto Duarte (Página 1 de 23)

Ponte Alta terá área industrial

O Município de Ponte Alta teve convênio assinado nesta última quinta-feira (09)com o Governo do Estado, por meio da ADR Lages, no valor de R$ 153 mil, para aquisição de um terreno, e nele, implantar uma área industrial.

O terreno tem 12,1 mil m², e fica às margens da BR 116, sentido sul. Por outro lado, conforme o prefeito Luis Paulo Farias, Paulinho, o processo de desapropriação já está finalizado.

(Foto: Amarildo Volpato)

Pequenos “enroscos” para iniciar demolição

Depois da decisão judicial pela derrubada do prédio do antigo Colégio Aristiliano Ramos, a Prefeitura de Lages não quer mais perder tempo, para efetivar a ação.

Foto: Pablo Gomes

Para discutir o assunto, na manhã desta terça-feira (10), o prefeito Antonio Ceron se reuniu com o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), para, exatamente avaliar todos os pontos para o próximo passo.

A expectativa é de que o processo de demolição não demore. Porém, antes, alguns trâmites precisam ser obedecidos. Um deles é a possibilidade da doação do imóvel do Estado ao município. Para isso acontecer, precisa passar pelos deputados na Assembleia Legislativa, ainda este ano.

Demolição agora é uma questão de tempo

Nos próximos dias o assunto será pauta de uma reunião com o governador Raimundo Colombo. Enquanto isso, os técnicos da Prefeitura e do Governo estudam as alternativas mais rápidas, baratas e legais para providenciar a demolição o mais rápido possível.

Vale lembrar que as obras de revitalização do Centro podem começar a qualquer momento, pois, não dependem essencialmente do prédio do Aristiliano estar totalmente removido da Praça.

Autorizada a demolição do Aristiliano Ramos

Havia, nos últimos dias, grande expectativa quanto à decisão judicial liberando a demolição do Colégio Aristiliano Ramos, no Centro de Lages. O caso se encerrou oficialmente, com a autorização.

Foi uma novela de muitos capítulos, mas que teve final nesta última quarta-feira (4), com a certidão expedida pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, dando como o trânsito em julgado da questão.

Com a decisão, não cabe mais recurso de nenhuma instância, e a Prefeitura e o Governo do Estado já podem se movimentar para a demolição. Fato que permitirá o amplo aproveitamento do Calçadão, no conjunto da revitalização da área central de Lages, a partir do investimento previsto em R$ 17 milhões, aproximadamente.

Por fim, a partir de agora, o prefeito Antonio Ceron e o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte, iniciarão o processo de doação do imóvel, ainda pertencente ao Estado, para o município.

Local deverá ficar assim, sem o prédio e com a Praça já revitalizada

Consolidada a transferência, a Prefeitura providenciará a retirada de portas, janelas e outros materiais que possam ser reutilizados pela Secretaria de Assistência Social e Habitação. E na sequência, será feita a demolição do edifício.

Financiamento

Como o financiamento para as obras de revitalização será feito pelo Governo do Estado junto ao Banco do Brasil, a ADR fará a licitação para contratar a empresa executora dos serviços, pois cabe ao ente contratante essa responsabilidade.

Por outro lado, o projeto de revitalização está concluído e totalmente pago.

Foto: IDP Divulgação / Marcelo Pakinha

ACIL volta à carga sobre os voos da Azul

Foi na reunião de diretoria no início da semana, quando os empresários receberam o agente  executivo regional João Alberto Duarte.

Na ocasião, relatou sobre as ações do Governo do Estado na Região, assim como, sobre os voos da Azul e a pavimentação da estrada da Coxilha Rica.

No primeiro caso, sobre os voos da Azul, Duarte disse que o Governador solicitou que as Agências de Desenvolvimento Regional contatem as associações empresariais e juntos façam um trabalho de mobilização para que as pessoas utilizem os voos a partir de Lages, entre outras ações com a participação também dos empresários.

No que tange à pavimentaçãoda estrada da Coxilha Rica ele disse que já foi licitada e tem a verba disponível, que só pode ser utilizada para isso, mas para iniciar as obras, o projeto segue emperrado no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Na quarta-feira, 30, o governador Raimundo Colombo irá novamente à Brasília e deverá se inteirar da questão.

(Foto: Sheila Rosa)

Fora da liderança do PSD

O vereador Jair Junior sem a identificação com o partido que o elegeu, acabou perdendo o posto de líder da bancada do PSD, na Câmara de Vereadores de Lages.

O presidente da Executiva local convidou para a função o vereador Jean Pierre (foto).

Produtores buscam informações sobre asfalto

Comitiva liderada pelo presidente da Associação Rural de Lages se reuniu com os secretários da ADR, João Alberto Duarte e com o municipal, da Agricultura e Pesca, para buscar informações sobre em que pé está o projeto de asfaltamento da BR 390, na Coxilha Rica, e ao mesmo tempo saber como anda o trabalho de recuperação das estradas.

Dentre as informações repassadas, a de uma pendência do laudo histórico do trecho, mas que já foi trabalhado por um geólogo contratado pela empresa que irá construir o asfalto.

No montante, sobre as obras de asfaltamento, a resposta é de que ainda estão aguardando a liberação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Conforme explicou João Alberto, novos documentos foram pedidos.

Ainda esta semana

Há possibilidade de até quinta-feira (20) se ter novidades concretas a respeito do processo, pois, o secretário municipal de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, de Lages, encontra-se em Florianópolis tratando do assunto.

Além disso, nesta terça-feira (18), o governador Raimundo Colombo tem agenda com o presidente do Iphan, em Brasília. Enfim, algo novo deve ser revelado.

Produtores

A comitiva representou todos os produtores da Coxilha Rica, e que não são poucos. O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, disse que a reunião desta tarde não deixa de ser uma forma de pressão.

Pois, lembrou que todos dependem da receita das suas propriedades. A preocupação se estende também aos empregados que sofrem com os deslocamentos para as escolas e para a cidade.

Fotos: Carlos Alberto Becker

Política no campo das hipóteses

Sigo analisando a condição política de partidos e nomes, não só de Lages. Digo isso, porque o PSD pode até indicar um nome de fora, caso de Luiz Carlos Xavier, o Tio Ligas, prefeito de Otacílio Costa.

Prefeito de Otacílio Costa e o presidente da Fiesc Glauco José Corte

Conversei com ele nesta sexta-feira (7). O prefeito considera sim, a possibilidade, desde que não seja um projeto só dele, e sim regional. A ventilação do nome dele decorre da possibilidade de o deputado estadual Gabriel Ribeiro confirmar  a candidatura a federal, em 2018.

Tio Ligas entra na disputa nesse caso. Porém, sabe que precisa ainda respeitar outras lideranças do PSD de Lages, caso do secretário regional João Alberto Duarte, e até mesmo do vereador Samuel Ramos, hoje secretário Municipal de Assistência Social e Habitação.

Por outro lado, no PMDB, o nome do ex-prefeito Elizeu Mattos (foto) é consenso entre os pelegos. O Partido ainda tem outras opções, tais como Juarez Mattos e Mushue Hampel. Considere-se também o fato de o deputado Fernando Coruja decidir ou não ficar fora do pleito.

Sobre o Tereza Ramos

Sobre a questão envolvendo o não pagamento de convênio com o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), de Lages, João Alberto Duarte, disse que ainda esta semana tudo será esclarecido.

Segundo ele, uma reunião prevista para quinta-feira (6), com todas as partes interessadas, em Florianópolis, deverá esclarecer todos os pontos, e ver com que está a razão.

Disse ainda que o Estado não tem compromisso de repassar recursos ao Hospital, e que, se o convênio já encerrou, menos ainda.

De qualquer forma prometeu uma resposta à sociedade serrana sobre como isso tudo deverá ficar.

Página 1 de 23