Tag: Fernando Coruja (Página 1 de 15)

Coruja ainda não definiu o futuro político

O médico e deputado estadual Fernando Coruja (PMDB), ainda não definiu qual será o caminho que deverá seguir politicamente.

Embora não esteja tão entusiasmado em disputar uma nova eleição para a Assembleia, deixou no ar que poderá enfrentar o pleito de 2018. Caso decida, a preferência é dele, como candidato natural pelo PMDB, na Região.

Descarta qualquer possibilidade de se candidatar a deputado federal, para não concorrer contra Carmen Zanotto (PPS). Segundo ele, a deputada está fazendo um belo trabalho e merece ser reeleita.

O trabalho de parlamentar tem, de certa forma, atrapalhado o exercício da profissão como médico, algo que ele não deixa de lado. Essa é uma das razões que está fazendo com que ele repense a ideia de seguir na vida política.

Por outro lado, questionei sobre o relacionamento com o governador Raimundo Colombo. Segundo ele não há inimizade, mas que optou em exercer a oposição por não concordar com a sistemática do governo. Conforme ele, ambos mantêm diálogo.

Toni irá assumir gabinete de Coruja em Lages

O deputado estadual Fernando Coruja vai nomear Antonio Arcanjo Duarte – Toni Duarte, o chefe do gabinete de Lages.

Toni diz que se sente orgulhoso pelo convite e ao mesmo tempo consciente do desafio de trabalhar com um dos melhores parlamentares deste País.

Para Toni, o fato de estar filiado ao PPS não vai dificultar sua atuação “pois o nosso compromisso vai além da ideologia política e também não influenciará na minha fidelidade e nos propósitos da nossa líder do Partido, deputada Carmen Zanotto”.

Não deixa, obviamente, de ser um aceno para estreitar a aproximação entre os partidos, PPS e PMDB, em Lages.

SC 390 leva o nome do Padre Edilson

Aprovado nesta terça-feira (5), no Plenário da Assembleia, em primeiro turno, o PL/0154.7/2017, de autoria dos deputados Fernando Coruja e Romildo Titon, denominando Padre Edilson José de Souza a rodovia SC – 390, no trecho compreendido entre os municípios de Capão Alto até Campo Belo do Sul.

Padre Edilson, ao lado de Tadeu Martins, hoje prefeito

Edilson José de Souza (E) nasceu no dia 22 de janeiro de 1966 em Lages/SC, filho de Erich Candido de Souza e Irma Schmidt de Souza, deixou sua terra natal em busca de oportunidade em Curitiba.

Em 2008 trocou o altar pela vida pública, sendo candidato a prefeito em Campo Belo do Sul, sendo derrotado por 55 votos.

Voltou em 2010, atendendo e desta vez vencendo a eleição com uma diferença de 605 votos. Foi o primeiro padre a se eleger prefeito na história da Serra Catarinense.

Ainda em 2016, concorreu a reeleição para o governo municipal para o mandato de 2017 a 2020, sendo reeleito. Foi diplomado em 14 de dezembro de 2016 para assumir, mas foi impedido pelo acidente na noite de 24 de dezembro de 2016 onde quando perdeu a vida na BR 116.

Padre Edilson era conhecido pela sua simplicidade, carisma e atuação como padre e como administrador municipal.

(Foto: Paulo Chagas)

Frente Parlamentar da Primeira Infância

Autor como deputado federal do Projeto de Lei que trata do Estatuto do Idoso, o agora deputado estadual Fernando Coruja (PMDB), propõe a constituição da Frente Parlamentar da Primeira Infância.

A ideia é  trabalhar no sentido de impulsionar a atuação do poder público em benefício do período que abrange os primeiros seis anos de vida das crianças, incluindo o período de gestação.

O deputado ressaltou que uma infância bem cuidada vai dar suporte a adultos mais sadios, física e emocionalmente, a profissionais competentes, a pais comprometidos, a cidadãos participativos e a uma sociedade mais justa e digna. Até o final da Sessão, Coruja já havia conquistado 19 assinaturas de apoio à instalação da Frente Parlamentar da Primeira Infância.

(Foto: Ascom Alesc)

Deputado Coruja escolheu homenageado

Por indicação do deputado Fernando Coruja, o médico lageano Celso Anderson de Souza será homenageado na  Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na próxima segunda-feira (20/11), às 19h, durante sessão solene de entrega de Comenda do Legislativo para pessoas e entidades com destacada atuação na comunidade.

O deputado justificando a indicação, ressaltando que  o  médico ginecologista e obstetra, aos 90 anos continua atuante, atendendo  pelo SUS no Posto de Saúde num bairro de Lages, em seu consultório e também repassando conhecimento aos alunos do curso de Medicina, na Universidade do Planalto Catarinense – Uniplac.

Para Coruja, como político, coordenou projetos inovadores e fez história. Como cidadão, é um exemplo de fé, bondade e vitalidade.

(Foto: divulgação)

Costinha é o escolhido por Gabriel Ribeiro

Todos os anos a Comenda do Legislativo é entregue a pessoas ou a entidades indicadas pelos deputados estaduais.

Desta vez, Gabriel Ribeiro escolheu o lageano Paulo César da Costa, o Costinha pela contribuição do empresário à iniciativa privada e ao setor público.

A honraria deste ano de 2017 será entregue em sessão solene na Alesc, nesta segunda-feira, 20.

O deputado Fernando Coruja, também de Lages, ainda não informou a quem deverá entregar a Comenda.

(Foto: arquivo 2016)

Mudança no PSD

Com a desfiliação do PSD de José Nei Ascari, que sai da Assembleia Legislativa para assumir uma vaga no Tribunal de Contas (TCE-SC), vai gerar mudanças não só no Legislativo estadual, mas também na própria organização do partido.

Por outro lado, o deputado Milton Hobus, ex-prefeito de Rio do Sul e liderança do Alto Vale, assume a vaga de secretário-geral do PSD-SC. É conhecido o excelente relacionamento de Hobus com o governador Raimundo Colombo.

E mais:  mudanças estão por vir no PSD catarinense. Afinal, o ex-deputado estadual e agora ex-conselheiro do TCE-SC Julio Garcia volta ao cenário político-eleitoral.

Diante da saída de José Nei Ascari, o deputado estadual de Lages, Fernando Coruja (PMDB), passa de suplente a titular.

Preocupado com a vida de cães e gatos

Projeto de autoria do deputado Fernando Coruja dá novo status legal aos cães e gatos, que passam a ser reconhecidos como seres sencientes, sujeitos de direito, que sentem dor e angústia, o que constitui o reconhecimento da sua especificidade e das suas características face a outros seres vivos.

Para debater o assunto, será realizada Audiência Pública na Assembleia Estadual, no próximo dia 11/10 às 10:00h, no Plenarinho (convite anexo).

Coruja justifica dizendo que cães e gatos são seres sencientes,  porque são dotados de sistema neurossensitivo, que os fazem receptivos aos estímulos externos e ambientais, o que os impinge à condição de vítima em casos de crueldade, sofrimento, agressão, atentado à vida, à saúde ou à integridade física ou mental.

Coruja encerra a justificativa dizendo que “os cientistas já derrubaram a barreira conceitual entre homens e animais. Assim, cabe a nós, legisladores, fazermos o mesmo”.

Informações: Luci Francischini

Página 1 de 15

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén