Tag: Belo Peixes (Página 1 de 3)

Mais renda no campo a partir da piscicultura

As atividades no Parque Conta Dinheiro nesta quarta-feira (11) se concentraram nos últimos detalhes de parte dos expositores, que recebem os visitantes nesta quinta-feira (12). Os portões se abrem às 10 horas.

Mas, nem tudo foi apenas trabalho de organização. Paralelamente, ocorreu o III Seminário Regional de Piscicultura organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca.

A proposta do evento foi informar que as propriedades rurais, especialmente as pequenas, sejam estimuladas a produzir peixe, e transformar a atividade num forte potencial de renda.

No entanto, a discussão foi além da simples proposta da criação de peixe nas propriedades. A ideia maior é a de alavancar a produção, transformando-a em oportunidade de negócio, com alta rentabilidade, aproveitando o fato de Lages possuir uma indústria de pescados, e que carece de matéria-prima.

O próprio prefeito Antonio Ceron, que acompanhou parte das explanações,  entende que o campo precisa criar novas alternativas de produção, e a atividade com o peixe pode estar atrelada a outras culturas. Para tanto, o Município será parceiro ao estímulo à criação de peixes e fazer com que as propriedades tenham as adaptações necessárias para a produção.

Indústria pode fechar

Um problema que surgiu lá atrás, com a escolha da área para a instalação de uma empresa, está hoje, cada vez mais complexo.

O local, na área industrial, às margens da BR 116, na saída Sul, de Lages, faltou o entendimento de que nestes espaços não poderiam ceder, via município, áreas a empresas com objetivos antagônicos, no que produzem.

Assim, há incompatibilidade nas empresas que atuam com detritos e liberam odores, com as de produção de alimentos.

O problema é sério. Ambos estão amparados pela lei e pelas licenças ambientais. Porém, um lado terá de abrir mão e mudar de lugar. Isso resolveria tudo.

A questão já parou na Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, no Ministério Público e também da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Ao conversar com o Blog, o secretário Mario Hoeller, confidenciou que casualmente hoje, terça-feira (26), está tratando da questão, e que poderá solucionar definitivamente o impasse que envolvem os interesses das empresas.

Pelo lado da indústria de alimentos, os empresários estão para tomar uma decisão radical: fechar definitivamente o projeto de processamento de peixes. Literalmente, seguindo o ditado, “os incomodados que se retirem”.

Seja como for, está criada uma situação que poderia ser mais bem trabalhada entre todas as partes. O Município, a Fatma, e o Ministério Público precisam ser os protagonistas, incluindo o Fórum de Entidades e a ACIL.

Como nada se resolveu até agora, ou deve demorar muito para que tudo se acerte, pelo jeito a radicalidade deverá imperar: fechar! Será o fim da Belo Peixes? Complicado! Justamente agora, em que a empresa conseguiu a licença para exportar.

Estive no local nas proximidades nesta manhã. O cheiro ruim é realmente difícil de suportar.

Truta serrana chega à Brasília

A deputada federal Carmen Zanotto, recebeu a missão de levar para Brasília filés de truta que são produzidos aqui na Serra Catarinense.

O pedido foi feito pela senadora Ana Amélia Lemos, do Rio Grande do Sul, e que esteve recentemente em Lages.

Carmen recebeu as trutas do empresário Vilso Isidoro, proprietário do Frigorífico Belo Peixe, de Lages.

A empresa que completou dois anos de atuação está com produção diária e já comercializa a truta no Estado de Santa Catarina, Paraná e também em São Paulo.

Vilso conta que já está testando a truta defumada e em breve irá lançar no mercado. Por outro lado, no papel de deputada, Carmen ajuda a difundir o que é feito pelos serranos. Para ela,  uma forma de fortalecer a economia, além da geração de empregos.

Fotos: Zé Rabelo.

Truta caiu no gosto do consumidor

A procura pelo peixe durante a Semana Santa foi mais uma vez expressiva. A Serra Catarinense tem muitas opções em espécies.

No entanto, a qualidade certificada, a partir do processamento industrial somente pode ser constatada na produção da truta.

A indústria de pescado, a Belo Peixes, localizada em Lages, surgiu com alternativa do escoamento da produção local, para inúmeros produtores.

Por semana, são mais de 5 toneladas industrializadas e colocadas no mercado em forma de filés; de fácil preparo, e muito saboroso depois do peixe pronto, ou seja, tornando-se um grande diferencial ao consumidor.

Além de abastecer o mercado catarinense, a truta está sendo exportada para os estados do Rio Grande do Sul, São Paulo e o Paraná. E, nestes dias considerados santos, o consumo da truta passou a ser uma grande opção.

Em Santa Catarina, tem produtores lucrando. Somente na Serra Catarinense, maior produtora de truta no Estado, alguns criadores estão aumentando o número de tanques, e há também, quem esteja iniciando forte na atividade empresarial sob a orientação técnica da Epagri e do Sebrae.

Por ano, a Região produz cerca de 350 toneladas do peixe. De acordo com o presidente da Associação Catarinense de Produtores de Truta, Vilso Isidoro, é uma aposta que está se tornando bastante lucrativa, e que só tende a aumentar na Região.

Carne da truta torna-se essencial ao consumo

A partir do momento em que a carne da truta passou a ser processada industrialmente, em fábrica instalada em Lages, na Serra Catarinense, em julho de 2015, o comportamento de quem gosta de peixe de água doce começou a mudar.

A observação não ocorre somente na Serra Catarinense, mas nos três estados do Sul, e na capital paulista onde o produto está se disseminando cada vez mais. Há inclusive, a perspectiva da exportação.

belo peixe2

Notoriamente, a qualidade apresentada pela Belo Peixes, é o que tem atraído atenção dos grandes centros comerciais, mas, principalmente, a importante descoberta pelos consumidores que, ao aderirem à carne da truta, não encontraram somente mais um alimento, e sim, grandes benefícios à saúde.

A carne do peixe contém uma verdadeira fonte natural de proteínas, vitaminas, sais minerais e ácidos graxos, entre eles, o ômega-3.

belo peixe3

Por outro lado, há também, a proposta de contar com a adesão de produtores da Agricultura Familiar, a partir de estímulo da Secretaria Municipal da Agricultura e da Pesca, de Lages.

Um esforço que poderá levar à mesa das crianças através da merenda escolar, a polpa industrializada da truta, enriquecendo ainda mais a lista dos alimentos

Aumenta o consumo de carne de truta

O consumidor de carne de peixe está descobrindo o valor nutritivo da truta, e a procura tem aumentado consideravelmente.

A constatação é dos próprios produtores ligados à Associação Catarinense de Truticultores (Acatruta), e também dos processadores do produto, através da fábrica Belo Peixes, em Lages.

A descoberta de um produto saboroso e que faz bem à saúde, têm sido elementos favoráveis para aumento do consumo.

prato

A carne do peixe contém uma verdadeira fonte natural de proteínas, vitaminas, sais minerais e ácidos graxos, entre eles, o ômega-3.

A Belo Peixe conceitua o produto que fabrica a partir da qualidade, ou seja, pela forma em que é colocado no mercado, em filés sem peles e congelados a vácuo.

truta-file

Por estar dentro dos padrões exigidos de certificação, o produto está hoje em todos os supermercados de Lages, e ainda sendo exportado para outras regiões de SC, além dos estados do Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Degustação da truta no Martendal

Dando continuidade à proposta de oportunizar o consumidor a respeito da qualidade, os benefícios e o sabor da carne da truta, uma nova etapa da degustação está sendo propiciada em Lages, pela Belo Peixes, desta vez, no Supermercado Martendal.

degustação truta no Martendal

O evento que começou nesta sexta-feira (26), e tem continuidade neste sábado (27). A carne do peixe contém uma verdadeira fonte natural de proteínas, vitaminas, sais minerais e ácidos graxos, entre eles, o ômega-3.

A proposta da degustação é oportunizar também a divulgação de todos estes benefícios que o a carne da truta propicia à saúde. O evento faz parte do projeto Semana dos sabores. Como se vê, os apreciadores da carne do peixe estão descobrindo os benefícios específicos da carne do peixe.

Escassez do salmão abre mercado para a truta

Para quem não sabe, o salmão está em falta no mercado devido a um problema na importação diretamente da Costa Sul do Chile.

truta

Diante desse problema, a truta produzida na Serra Catarinense passa a ser a opção para a mesa de consumidores nos principais restaurantes do Estado.

Há males que vem para o bem. Nisso tudo, a Belo Peixes está de olho nesse filão do mercado. Aliás, a truta já está sendo buscada na Serra.

A carne da truta, além de mais barata é muito parecida com o salmão, igualmente saborosa e nutritiva.

belo PeixeA partir da instalação da indústria de processamento, em Lages, que absorve principalmente a truta, a produção tem crescido.

E somente no âmbito da indústria, 14 produtores estão ligados à Associação Catarinense de Truticultores (Acatruta).

São eles que garantem a autossuficiência para abastecer a indústria Belopeixes, em cerca de 2,5 toneladas por semana. A produção é crescente.

Pelo menos mais 30 novos produtores deverão se associar à entidade, exatamente pela perspectiva de alta no consumo da truta em todo o Sul do Brasil.

Como se vê, o setor, embora em meio a crise no país, está crescendo.

Página 1 de 3