Tag: Bairro Guarujá (Página 1 de 4)

Manifesto e roubo do sino

No sábado (13) a Associação de Moradores do bairro Guarujá, em Lages, organizou um protesto contra a onda de crimes na comunidade, ou seja, para clamar por mais segurança e pedir o retorno da base da Polícia Comunitária. Pouca gente participou, pelo que se sabe.

Pois, como um deboche ao protesto, a ousadia dos ladrões deixou muita gente estarrecida, ao constatar, no outro dia, domingo (14), que o sino da Igreja havia desaparecido. Roubado.

O sino, fabricado em bronze e cobre, foi retirado, sem que ninguém percebesse, durante a madrugada de sábado para domingo. Restou apenas o registro da ocorrência.

(Foto: Blog Milton Barão)

Polícia Militar atenta aos crimes no Guarujá

A assessoria de imprensa da Polícia Militar de Lages acaba de enviar ao Blog os números de furtos registrados pela corporação em 2017, somente no bairro Guarujá.

A PM, ao identificar o problema, intensificou o policiamento naquela região desde o mês de julho com operações diurnas e noturnas. O resultado foi a apreensão em flagrante por crime de furto 16 pessoas no ano passado.

Conforme o Comando, a Polícia Militar entende ser prudente uma base operacional adequada na principal avenida do bairro com o objetivo de facilitar outros processos de policiamento além do policiamento ostensivo, bem como, maior proximidade com a comunidade.

Na estatística, dentre os 10 bairros com maior número de roubos, o Guarujá é o sexto.

Por outro lado, a Polícia Militar contesta os números da criminalidade divulgados pela Associação de Moradores. Afirma que não houve nenhuma tentativa de sequestro, por exemplo.

O gráfico mostra a realidade hoje quanto à criminalidade no bairro Guarujá

Seja como for, o manifesto deste sábado (13), está mantido, e terá acompanhamento muito de perto, pela Polícia Militar.

Guarujá clama por segurança

Cansada e com medo do avanço da criminalidade no bairro, a comunidade do Guarujá, em Lages, está organizando um manifesto neste sábado à tarde (13).  Fará uma passeata pelas principais ruas clamando por mais segurança.

O ato se justifica, segundo a Associação de Moradores, pelo crescente número de ocorrências e a sensação de insegurança.

O presidente da Associação, Luis Borges relata que não suportam mais as ocorrências como furtos, arrombamentos e até mesmo assaltos à mão armada. Conforme diz, problemas que têm se tornado corriqueiros.

A comunidade quer de volta a Base fixa da Polícia Militar no Guarujá, desativada há três anos. Desde que fechou, as ocorrências têm sido cada vez mais frequentes e os moradores e comerciantes se sentem acuados, de mãos atadas.

Conforme ainda Borges, as pessoas estão com medo de andar pela rua à noite. Os comerciantes estão fechando suas lojas mais cedo e a sensação de insegurança aumenta a cada dia. O que se quer é dar um basta. E a passeata é justamente para reivindicar mais segurança.

A Polícia Militar e a Prefeitura, através da Diretran vão acompanhar a movimentação do ato pacífico.

Alguns números da criminalidade no bairro, dos últimos dias:

Arrombamentos furto realizado: 104

Assaltos: 11

Tentativas de assalto: 12

Tentativas de sequestro: 6

(Foto da PM de Lages: Catarinas)

Nova pavimentação de rua

Aos poucos, o plano de pavimentação de ruas em Lages está ganhando corpo. Nesta segunda-feira (2), foi assinada a Ordem de Serviço para a pavimentação da Rua Emílio Blum, no bairro Guarujá.

A Rua tem 431 metros de extensão,e interliga as avenidas das Torres e 31 de Março, facilitando o acesso dos moradores à BR-282, na altura do Lages Garden Shopping, e vice-versa.

Como de costume, assim que a ordem foi assinada, as máquinas já deram início ao serviço que deverá ficar pronto no prazo de até seis meses.

Os recursos destinados para esta obra, no valor de R$ 440.729,20, são oriundos de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto, com a contrapartida do município.

Na ocasião, o prefeito Antonio Ceron anunciou também a pavimentação do trecho da rua Vera Cruz, acesso à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Guarujá.

Fotos: Marcelo Pakinha

A volta das Sessões Itinerantes

Depois de muito tempo, o ano de 2017 terá a primeira Sessão Itinerante, aprovada pelos vereadores, atendendo proposição do vereador Chagas (foto).

A Sessão será no Bairro Guarujá, prevista para o dia 11 de outubro, nas dependências da Associação de Moradores do bairro.

O pedido visa a aproximação da comunidade com os trabalhos que a Câmara de Lages desenvolve. Além disso, torna-se uma oportunidade para serem debatidos assuntos do interesse da comunidade local.

(Foto: Nilton Wolff – Ascom Câmara de Vereadores)

Projeto Colheita Feliz

A Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca lança, nesta terça-feira (27), o Projeto Colheita Feliz. Será a partir das 9h30, no Vila Esperança, bairro Guarujá, em área anexa à Cozinha Comunitária.

O lançamento deste projeto estava antes programado para o dia 26 de maio, mas foi cancelado na ocasião por causa da enchente.

Com o período de muita chuva, os canteiros da horta comunitária do Vila Esperança tiveram de ser replantados, devido ao apodrecimento das raízes. O projeto prevê também o cultivo de hortas escolares e caseiras.

Cozinha Comunitária será mantida pela Prefeitura

O procurador geral do Município de Lages, Agnelo Miranda, obteve na tarde desta segunda-feira (29), a decisão da tutela de urgência ordenando que o Grupo Espírita Obreiros da Nova Era – GEONE, se abstenha imediatamente e nem crie obstáculos ao uso da Cozinha Comunitária.

A decisão inclui a manutenção todos os móveis, máquinas e utensílios, ao uso por parte do Município, para preparar e servir alimentos diariamente de 200 a 400 pessoas, no almoço e no jantar. O imóvel está localizado no bairro Guarujá, loteamento Vila Esperança.

Em caso de descumprimento, a Instituição deverá pagar multa diária de R$ 200,00. Até recentemente a cozinha estava funcionando normalmente de forma compartilhada com o Município. Uma equipe técnica da Secretaria de Assistência Social e Habitação dará continuidade ao projeto.

Foto: Divulgação

Presidentes de Associações e suas necessidades

As reuniões com os presidentes das Associações de Bairros têm exatamente este propósito, ou seja, ouvir as necessidades das comunidades, e depois, dar encaminhamento nas buscas das soluções.

Entre os pedidos, revitalização de campos de futebol, praças de lazer para as crianças, patrolamento, necessidade de tubulação, reforma de academias, eliminação de depósitos de lixo e limpeza em geral, além de pavimentação de ruas, estiveram na relação de solicitações.

Todos os casos foram anotados. A responsabilidade da intermediação entre as secretarias, é da Secretaria de Políticas para Mulher e Assuntos Comunitários, comandada por Marli Nacif.

A reunião desta quarta-feira (29) foi a terceira até então. Em breve acontecerá a quarta.

O prefeito Antonio Ceron, na conversa com os líderes comunitários falou o enorme esforço que vem sendo feito para ajustar as contas da Prefeitura.

Segundo ele, em menos de três meses o Município conseguiu pagar cerca de R$ 12 milhões em dívidas com fornecedores, parcelar inúmeras outras, e que foram refinanciados R$ 6 milhões com o Badesc.

Por fim, do total de R$ 37 milhões das dívidas somente com fornecedores, R$ 18 milhões já foram equacionados. Além disso, com a reforma administrativa foi possível economizar R$ 3,2 milhões até este curto período de gestão.

Fotos: Greik Pacheco

Página 1 de 4

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén