Tag: ACIL (Página 1 de 27)

Rotatórias como opção para o trânsito fluir

O diretor executivo de Segurança de Trânsito de Lages, Jacinto Bet, esteve conversando com os amigos da Acil, e falou sobre as mudanças a serem feitas visando a fluidez do trânsito.

A cidade de Lages, todos sabem, não tem planejamento e por ela transitam hoje mais de 105 mil veículos.

Entre as medidas para melhorar a circulação de veículos, estão a construção de uma rótula para o cruzamento da Rua Getúlio Vargas com a Avenida Luís de Camões, além de uma fuga de saída em frente ao Hospital Seara do Bem e outra rótula em frente ao Parque de Exposições Conta Dinheiro.

 Muitas das ações podem ser pequenas, mas de grande importância. Ele cita por exemplo, o recuo das faixas de pedestres que ficam nas esquinas, pois, hoje os motoristas precisam parar em cima das faixas para ter visibilidade se a passagem está livre.

Além disso, também estão previstas a implantação de passagens em elevado onde há grandes fluxos de veículos como em frente a Caixa Econômica e Facvest, na Avenida Marechal Floriano, que já recebeu um elevado.

A Av. Papa João XXIII também deverá sofrer alterações. Estudo neste sentido já está sendo feito.

Aliás, sobre as rotatórias, penso que mais da metade dos semáforos em Lages poderiam ser substituídos por elas rótulas.

(Informações e fotos: Puel Assessoria)

Contadores esclarecem dúvidas no Calçadão

O Núcleo de Contadores da ACIL (NUCONT), em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-SC), com o Sindicato dos Contabilistas de Lages (Sindicont Serra) e com o sindicato das Empresas Contábeis de SC (Sescon) realizaram, na manhã desta sexta-feira (07/04) a campanha “Declare Certo”.

A iniciativa, que foi realizada no calçadão da Praça João Costa, visou esclarecer dúvidas da população sobre a prestação de contas com a Receita Federal, através da declaração do Imposto de Renda.

 Segundo eles, a Receita Federal possui inúmeras formas de fazer cruzamento das informações do contribuinte.

.

Apelo

Um apelo que também foi repassado à população durante o dia de campanha é para que o contribuinte, tanto pessoa física quanto jurídica, deixe parte de seus impostos em Lages, em prol das crianças e dos idosos, para o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (FMDPI) e/ou para o Fundo Municipal para Infância e Adolescência (FIA).

 A orientação é para que os interessados conversem com seus contadores a fim de fazer a alteração, a qual é permitida em lei.

Para pessoa jurídica de lucro real, o valor a ser deixado na cidade é de 1%, já para pessoa física o percentual sobe para 6% do imposto devido, ou ainda, 3% para pessoa física, no período de 01 de janeiro a 30 de abril.

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2017 termina no último minuto do dia 28 de abril.

(Informações e fotos: Puel Assessoria)

Possibilidade da criação de juizado empresarial

Ao participar da reunião semanal da diretoria da ACIl, esta semana, o juiz de direito Sílvio Orsatto, do juizado especial, detalhou aos empresários sobre a lei da arbitragem e sobre a necessidade de criação de um juizado empresarial em Lages.

Conforme explicou, há inúmeros processos de questões empresariais como cobranças de crédito mal concedido, por exemplo, que acabam indo parar no juizado especial.

Esse juizado, por sua vez, é destinado a resolver outras questões como as de violência na cidade e, com a sobrecarga, torna-se moroso e foge da finalidade primeira.

Outra ideia sugerida pelo magistrado é colocar em prática a lei da arbitragem, criada em 1996.

A lei prevê que determinados casos possam ser julgados por árbitros, ou seja, profissionais de qualquer área que possuam experiência técnica específica. A ideia é julgar por bom senso.

A indicação dos árbitros poderia partir da ACIL, por exemplo, com lista de nomes e a especialidade de cada um para ser analisada. Os casos que não tiverem acordo por meio dos árbitros seriam decididos por regras técnicas e não caberiam recurso.

.

Coopertropas

Nesta mesma reunião na ACIL, também estiveram presentes representantes da  Coopertropas, cooperativa de produção de carne da região serrana.

Eles apresentaram um pouco do trabalho da entidade que conta, atualmente, com 34 cooperados e abate por mês cerca de 90 novilhos precoces.

O negócio que surgiu por meio de um programa do governo do Estado há cerca de quatro anos, transformou-se, em 2016, em cooperativa e está agregando valor ao produtor rural tanto pela valorização comercial do produto quanto pela criação de uma marca da carne serrana.

Os animais são abatidos toda quarta e quinta-feira e a carne é comercializada no supermercado Martendal nos mesmos dias. 

Hospital recupera o fôlego financeiro

Em tempos que se ouve falar só em crise e dívidas recebo a informação de que  o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres reverteu a precária situação financeira.

Pelo que consta foi graças ao trabalho do diretor financeiro Fábio Lages, que assumiu o cargo há oito meses.

Ele participou da última reunião da ACIL, esta semana e contou sobre as transformações internas que vem passando a entidade beneficente.

Conforme explicou, o Hospital vinha com déficit de quatro ou cinco anos. Além da boa gestão, ele revelou que foram tomadas medidas emergenciais e cortes em despesas, e de que recebeu recursos oriundos de emendas parlamentares, inclusive de Ronaldo Benedet e de Carmen Zanotto.

Sobre a necessidade emergencial é a da ampliação dos leitos de UTI. Atualmente existem 10 e a taxa de ocupação é de 100%.

Ele acredita que dificilmente terão apoio financeiro do governo do Estado, pois os investimentos estão indo para a conclusão das obras do Tereza Ramos.

(Informações e foto: Puel Assessoria)

Colombo inaugura novo auditório da ACIL

O governador Raimundo Colombo foi recepcionado pelo presidente da ACIL, Sadi Montemezo e pelo prefeito de Lages Antonio Ceron, e pela presidente da Câmara de Vereadores, Aida Hoffer, na noite desta quinta-feira (23).

O auditório da entidade foi reformado com recursos do Governo do Estado, via Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), com R$ 700 mil.

Uma palestra do governador Raimundo Colombo sobre os desafios do atual cenário econômico e político do país marcou a abertura do novo auditório da Associação Empresarial de Lages (Acil).

O local tem capacidade para 300 pessoas sentadas e conta com sistema de climatização, som, iluminação, camarim, saída de emergência e acessibilidade.

A Acil foi fundada em agosto de 1940 atuando junto a empresários da Serra Catarinense e vem se firmado como m das mais importantes entidades de classe da região, trabalhando pelo fortalecimento da atividade empresarial, do associativismo, além de estar ligada aos principais projetos de expansão econômica da Serra.

.

Palestra do governador

Colombo destacou o protagonismo da sociedade ao cobrar um Estado mais eficiente e a importância de surgirem líderes, em todos os segmentos, comprometidos com a construção de um novo modelo.

O governador argumentou que o Estado, por um conjunto de ações, como maior rigor nos gastos, investimentos em setores estratégicos e pela decisão de não aumentar impostos, será o primeiro a sair da crise.

“Graças a esse esforço, e não só do Governo, mas de todo o catarinense que trabalha e não se curva diante das dificuldades, conseguimos ser competitivos, para atrair novos investimentos. Somos uma potência no agronegócio e em tantos outros indicadores, e por isso não vamos desanimar. Há um processo de mudança em curso e teremos que ser fortes e responsáveis para construir a ponte do futuro sobre essas adversidades”, concluiu.

Informações: Francieli Dalpiaz – Fotos: Paulo Chagas

Coruja: crítico ferrenho do Governo do Estado

Talvez um dia o deputado estadual Fernando Coruja (PMDB) possa explicar as razões que o levam a criticar fortemente o governador Raimundo Colombo. A gente, de fora, não entende. Obviamente, ele tem suas razões.

Coruja já trilhou o mesmo caminho eleitoral em Lages, ao lado do PSD. É também parte da bancada de situação na Assembleia. É deputado porque outros parlamentares foram chamados para compor o colegiado do Governo. São da mesma cidade. Sendo assim, fica cada vez mais difícil entender.

coruja na acil

Esta semana, ele foi convidado pela ACIL, na reunião semanal. Ele falou aos empresários sobre sua atuação no legislativo catarinense, principalmente sobre questões da saúde e fez duras críticas ao governo Colombo.

 “Acho que o Governo de SC deve muito para Região Serrana” (…) “aqui na região não teve nenhuma grande modificação. Falta uma ação que pudesse mudar o destino econômico da nossa região”, enfatizou ele, sugerindo que os empresários deveriam cobrar mais do governo.

Certamente nas atuais circunstâncias, não daria para convidar os dois para sentarem na mesma mesa.

João Alberto Duarte, da ADR Lages, ao ser questionado em um programa de rádio, disse que não fugiria de um debate com o deputado para falar das ações do Governo em Lages e na Serra Catarinense.

(Informações e foto: Puel Assessoria)

Empresa assume a comercialização do Shopinhão

Neste ano, a comercialização dos espaços do Shopinhão ficará por conta da empresa Art Group, que já atua na venda dos estandes de alimentação e bares da Festa Nacional do Pinhão.

shopinhão

Há anos essa operação era feita pela Associação Empresarial de Lages (Acil). Depois de reunião com a organização do evento e envio de proposta à Gaby Produções, a entidade declinou da parceria.

A justificativa para a desistência da Acil se deu em função do custo de aluguel e das dificuldades de comercialização dos espaços.

shopinhão1

Para locar espaço no Shopinhão 2017 os interessados devem entrar em contato com a ART GROUP pelos telefones (48) 33747999 ou (48)991894202 com Catiane ou pelo e-mail vendas@artgrupo.com.

Informações: Catarinas Comunicação / Fotos: Nilton Wolff

Prêmio Mulheres de Sucesso 2017

Cinco mulheres que vão receber o prêmio Mulheres de Sucesso pelo Núcleo da Mulher Empreendedora da Acil, no próximo dia 8 de março, representam os diferentes setores da economia lageana: o comércio, a indústria, o profissional liberal, a responsabilidade social e o setor de serviços.

Na categoria Indústria a homenageada escolhida foi Lucia Rosa, da Minusa Tratorpeças. Lageana, 50 anos.

A empresária escolhida como representante do comércio foi Paula Ramos. 32 anos. Atua no ramo de calçados em Lages com a multimarcas Atualle Calçados.

Como representante na categoria profissional liberal, o destaque foi a dentista Mônica Orsatto, de 45 anos.

Em serviços, o destaque deste ano vai para Neisa Brascher do Centro de Estética Neisa Brascher. Ela tem 42 anos.

Em Responsabilidade Social, o nome escolhido foi Edeltraudt Campos (Dona Edi). Hoje é presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer em Lages e presta um trabalho social de extrema relevância para a sociedade Lageana.O jantar de premiação será realizado no dia 8 de março, no auditório da ACIL, a partir das 19h30min. 

Balanço da gestão ao Fórum de Entidades

Ao se reunir com o Fórum Empresarial num café, na manhã desta sexta-feira (24), na ACIL, o prefeito Antonio Ceron expôs as ações em dois meses de gestão, e pediu apoio sobre encaminhamentos na cidade.

café

O prefeito reforçou a necessidade de tomar medidas de contenção e colocar a casa em ordem.

O enxugamento de funcionários, por exemplo, já conseguiu uma economia de quase R$ 700 mil mensais, e ainda o cumprimento de determinação judicial na chamada de concursados e seletivos.

A explanação foi longa. Citou também a proposta de dar autonomia na gestão dos recursos da Semasa, os investimentos em infraestrutura, caso das obras da Ponte Grande, a revitalização do Mercado Público, do Centro, e a decisão de construir um Centro Administrativo.

Há muito que fazer, como a manutenção da antiga Tractebel, e continuar a geração de energia à base de biomassa.

café1

Já em relação ao futuro do “Lages Business Park”, o prefeito pediu aos representantes do Fórum que manifestassem seus posicionamentos sobre dar ou não continuidade ao projeto.

Outro assunto que esteve em pauta foi a área da saúde. Ao comentar o cenário que identificou a partir das visitas diárias às Unidades de Saúde, o prefeito reafirmou sua preocupação com a qualidade do atendimento aos cidadãos.

Uma sugestão que partiu do Fórum para resolver ou reduzir a falta de alguns equipamentos seria a prefeitura apresentar as demandas ao Ministério Público, que já costuma reverter os valores arrecadados com as multas de Termos Circunstanciados, para ações sociais

O vice-prefeito Juliano Polese e o secretário de Desenvolvimento e Turismo Mário Hoeller de Souza também participaram do encontro.

Fotos: Greik Pacheco

Página 1 de 27