Contato

Faça contato comigo:

E-mails:

pchagas@brturbo.com.br

paulochagasvargas@gmail.com

vidaenatureza@brturbo.com.br

Fone: (49) 9148 4045

7 Comentários

  1. Ivanise

    From: zizisul@hotmail.com
    To: gereduc27@sed.sc.gov.br
    Subject: situação urgente na Escola Basica de Lages (colégio Industrial)
    Date: Tue, 11 Sep 2012 11:45:37 +0000

    Bom dia;
    Liguei hoje cedo pra Gered, mas ninguém me atendeu.
    A situação é a seguinte;
    Meu filho é aluno da sexta série desta escola, estuda pela manhã….o que vem acontecendo é que faz mais de uma semana que meu filho ñ tem aula de português, e hoje , ñ teve educação física…
    um dos motivos seria que a professora está doente. Claro, que ela tem direito de cuidar de sua saúde, mas dentro do colégio, quem cuida destes alunos, se eles são obrigados a ficarem dentro do colégio sem fazer nada. A escola ñ libera os alunos pra casa. São obrigados a ficar na escola até meio dia qdo bate o sinal final. Seria pra dar a impressão de que a escola deu aula até o horário certo.Quero pensar que seja por segurança dos alunos. Muitos deles, ficam felizes de ser liberados, assim como deve ter pais que nem sabem da situação da falta de professores dentro do colégio.
    Então pergunto: vão repor estas aulas, ou assim como no período de greve, mais uma vez o prejudicado será o aluno.

    Aguardo resposta urgente.

    Uma ressalva, já estive no colégio conversndo com coordenadoras à respeito disso.

    Essa é a cópia do email que mandei para Ministério público e ouvidoria

    Relato de uma mãe cidadã;
    Gostaria de solicitar ajuda para que a situação da Escola de Educação Básica de Lages, antigo Colégio Industrial, possa se resolver o mais breve possível. Ou pelo menos nós, pais e alunos, que tenhamos uma solução para a falta de professores nesta escola. Um problema que vem se arrastando a muito tempo. Só nesta semana, meu filho que frequenta a sétima série, ficou sem aula dois dias. Um deles, hoje, que não teve as primeiras duas aulas. E assim, sucessivamente vem ocorrendo. Ou por conta dos atestados, ou por falta, etc…Sem professores substitutos, quem vai repor as aulas que não estão sendo ministradas? Querem tapar o sol com a peneira! Dizer que tem atividades em laboratório, biblioteca, etc…Meu filho vai para escola, estudar português, geografia, matemática…Não serão estas aulas na biblioteca que vão sanar a dificuldade de aprendizado em outras matérias, por falta de professor.
    O colégio mesmo admite, que falta profissionais nestas salas de atividades extras, para acompanhar os alunos.Ficam soltos no pátio. Quando são faltas nas aulas finais, não são liberados para ir pra casa. Tem que aguardar o sinal das 12h, ou os pais irem buscar no portão.Claro, até as 12h a responsabilidade pelo aluno é da escola.
    Já liguei e mandei email para GERED, a muito tempo, mas até hoje aguardo retorno. Mandei email para Ouvidoria Geral do Estado; http://www.sed.sc.gov.br
    http://www.ouvidoria.sc.gov.br/cidadao
    Não questiono os atestados, ou o trabalho dos professores, pois sei que estão lá se dedicando, mesmo com precárias condições de espaço físico, mal remunerados, abalados psicológicamentee que muitas vezes não tem o respeito que merecem, nem de pais, nem de alunos.
    Ninguém está livre de ter que se afastar, ter algum problema de saúde, ou com seu familiar, mas quem irá substituí-lo? O aluno não pode ser prejudicado, e está sendo. Quem me dará respostas?
    Sou apartidária, e escrevi tudo isso, não para me promover, ou denegrir algo ou alguém. Escrevo para convidar também outros pais, alunos,comunidade, para que não deixem nosso querido Colégio Industrial perecer! Mobilizem-se!
    http://www.clmais.com.br/informacao/59754/sem-ter-professores-substitutos-estudantes-ficam-sem-aula

    Recorro a todas as mídias,num pedido de socorro. Foi veiculada uma matéria na terça feira! Creio eu, que educar, é formar cidadãos éticos e críticos, que saibam reivindicar seus direitos, é assim que educo meu filho! Ou seria melhor, formar cidadãos alienados? Na quarta-feira, meu filho foi hostilizado por uma coordenadora do colégio após veiculação,chamado de fofoqueiro. Que tipo de ensino público nós temos?
    Ele é incômodo no colégio, porque sempre me fala qdo estão sem professor. Me falou também que qdo a reportagem chegou, foram impedidos de sair da sala, mesmo sem ter professor na mesma. O que queriam esconder? A Tal coordenadora qdo questionada por mim, sobre isto, mostrou-se incomodada. De uma simples reivindicação, isso pode virar caso de polícia. Não vou aceitar perseguição ao meu filho, por ele me falar da realidade do seu colégio!

  2. Amigo Paulo, Lamento informar o falecimento hoje às 08;45 hs do professor WILSON CÉSAR FLORIANI. Ex Coordenador Regional de Educação da 7a. UCRE – Lages na década de 70, ex Deputado Estadual e Servidor da Secretaria de Estado da Fazenda. Estava internado há algum tempo no Hospital de Caridade e estará sendo velado no Jardim da Paz em Florianópolis, onde será sepultado nesta sexta feira às 09 horas. Foi ele, meu primeiro chefe na área da Educação em Santa Catarina, quando aqui chegamos em 1974 eu e meus colegas Wanderlei Soares da Silva (hoje morador de Joinville) e Nelson Susumu Kauano – o Tium (hoje residente em Tupã/SP).

  3. Lori

    Por favor verifique e denuncie a má organização do Bazar da APAE.
    Sou plenamente a favor de que as instituições que necessitam encontrem mecanismos para arrecadar recursos, pois em muito podem melhorar sua situação, mas tendo um espaço interno coberto, com sombra e deixar dezenas de pessoas na calçada, em pleno sol, por duas e até três horas é um verdadeiro absurdo! Além do mais o tempo de espera para adentrar no Ginásio também está sendo imenso (5horas), com um pouquinho mais dá para chegar ao Paraguai. O mínimo que a instituição deve fazer é tratar com mais respeito aqueles que estão aderindo a sua proposta, você não acha?

  4. Amigo Paulo. Assisti teu comentário sobre o temporal que atingiu parte da cidade na noite de quarta feira e lamento muito mais uma vez. Que as pessoas atingidas possam se recuperar rapidamente. Mas meu contato tem um único objetivo repassar uma receitinha que tem funcionado muito bem comigo, mesmo depois de passar pelos 62 anos e ainda ter visão distante absolutamente perfeita (graças a Deus).
    A presbiopia que nos leva a ter dificuldade para leitura de perto, especialmente com letras mais miúdas vem com a idade (normalmente acima dos 40) mas, pode ser superada com uma única lente de contato gelatinosa usada em um dos olhos (você vai verificar em qual deles melhor se adapta). Uma caixinha vem com 6lentes e prá mim tem durado uns 6 meses. Fale com seu oculista, confirme o grau do óculos (é o mesmo para as lentes) e experimente. No início você terá que adaptar o cérebro para conseguir “separar” a visão distante para um dos olhos e a de perto para o outro com a lente, mas é rápido e você só irá usar a lente quando precisares (um programa na TV, um evento em que tenhas que fazer uma leitura, por exemplo…etc). Experimente e veja que interessante. Faço isso há pelo menos uns 5 anos e confesso que gostaria de ter descoberto isso antes. Um forte abraço e logo logo subo a serra para revê-los. Abraçã
    o forte e chinchado em todos os amigos/irmãos Serranos.

  5. Mario Tomasi

    Olá Amigo e Compadre Paulo,
    Obrigado pelo registro de nossa estada aí em Lages no sábado
    passado.
    As portas da nossa Chapecó permanecem abertas e na espera de seu retorno.
    Sei que estas muito bem no Planalto, porem o Oeste também merece profissionais da qualidade e talento iguais aos seus.
    Grande abraço Irmão.

  6. oneres

    Boa Noite!!!

    O Inter de lages vai ser a alegria dos outros clubes…que baita vergonheira!!!!
    Se fosse pra ser assim…então não tivesse SUBIDO!!!!

    QUE BARBARIDADE!!!!

  7. Marco Aurélio Zaror Cordeiro

    Oi Paulo, bom dia.
    Obrigado pelo espaço na sessão QUEM É QUEM. Vindo de vc não é novidade, que sempre nos apóia, mas é uma alegria ser lembrado por tão ínclito amigo…
    Abraço.
    Marco Aurélio Zaror Cordeiro

Deixe uma resposta