Ao contrário de lamentar os 8% de intenção de votos que obteve na prévia eleitoral (Instituto Mapa/Grupo RIC/ ADI-SC/SC Portais), divulgada na semana passada, Merisio preferiu fazer comparações.

Primeiro, com um fato que marcou a história política catarinense. Na campanha de 2010, no mês de julho, o governador Raimundo Colombo tinha apenas 12% das intenções de voto.

E, contrariando todas as estimativas, saiu vitorioso já no primeiro turno. Outra comparação é com o resultado de 4% de um mês atrás (Paraná Pesquisas). Afinal, o índice subiu. (Fonte: Coluna Pelo Estado)