Mais uma vez a Sapecada da Canção Nativa não decepcionou, pelo contrário, arrepiou e emocionou o público que não perdeu a grande final desta 25ª edição, na noite desta terça-feira (13). Este é maior festival de música nativista do Brasil e está entre os maiores da América Latina.

Um grande público acompanhou de perto e viu a vitória da canção “O Silêncio e a Campereada”, na voz de Luiz Marenco, avalizada pelos sete jurados. 

A exuberância poética

A Festa Nacional busca a diversidade de gêneros durante dez dias de programação, mas esta noite foi dedicada com ênfase aos artistas que escrevem suas histórias em linhas de vivência das lidas rurais, da simplicidade e dos costumes de antigamente, num misto de juntar as próprias experiências ao gosto popular de quem vive na região de Serra.

Aplausos, assobios e gritos de Sapucai embalaram a noite da plateia, em sua maioria pilchada com o figurino apropriado à altura do espetáculo.

Com letras rebuscadas, comuns ao dicionário castelhano dos antepassados, as produções têm apelo emocional e descrevem as raízes da Serra e do Rio Grande do Sul.

Os vencedores:

1º lugar: O Silêncio e a Campereada

Letra: Sergio Carvalho Pereira

Música: André Teixeira

Ricardo Comassetto

Intérprete: Luiz Marenco

Ritmo: Milonga

 

2º lugar: La D’Onde eu Venho

Letra: Rogério Villagran

Música: André Teixeira

Intérprete: André Teixeira

Ritmo: Chamamé

3º lugar: Nos Campos do Amaricá

Letra: Gujo Teixeira

Valério Teixeira

Música: Cristian Camargo

Intérpretes: Joca Martins e Rogério Melo

Ritmo: Chamamé

Música Mais Popular: Memoriais da Nossa Origem

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues

Música: Daniel Silva

Intérpretes: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Ritmo: Toada

 

Melhor Intérprete: Pirisca Grecco, com Saudade é Fundo de Campo

Melhor Instrumentista: Juan Losano Carrera (quenna), com Rancho de Barro

 

Melhor Letra: O Silêncio e a Campereada

Letra: Sergio Carvalho Pereira

Música: André Teixeira

Ricardo Comassetto

Intérprete: Luiz Marenco

Ritmo: Milonga

 

Melhor Arranjo: Saudade é Fundo de Campo

Letra: Gujo Teixeira

Música: Cristian Camargo

Intérprete: Pirisca Grecco

Ritmo: Toada

Melhor Melodia: Rancho de Barro

Letra: Xirú Antunes

Música: Kiko Goulart

Intérprete: Quarteto Coração de Potro

Ritmo: Canção

 

Melhor Conjunto Vocal: Nos Campos do Amaricá

Letra: Gujo Teixeira

Valério Teixeira

Música: Cristian Camargo

Intérpretes: Joca Martins e Rogério Melo

Ritmo: Chamamé

Melhor Tema Campeiro: Potrilho, Potro e Pingaço

Letra: Evair Suarez Gomez

Música: Juliano Gomes

Intérprete: Ita Cunha

Ritmo: Chamarrita

 

Melhor Tema sobre a Região Serrana: Memoriais da Nossa Origem

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues

Música: Daniel Silva

Intérpretes: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Ritmo: Toada

 

Palco Nativista nesta quarta-feira

Nesta quarta (14), 6º dia da Festa Nacional do Pinhão, as atrações do Palco Nativista serão Daniel Silva e Grupo Candieiro.

Fotos: Marcelo Pakinha