Categoria: Educação (Página 1 de 14)

Alerta sobre abertura de creches na informalidade

O Conselho Municipal de Educação de Lages, ao convidar a imprensa conversar na manhã desta terça-feira (2), foi para expor um fato que pode acarretar em problemas para os pais.

User comments

A referência é quanto à abertura de creches ou escolas de educação infantil sem estarem de acordo com as exigências estruturais, e muito menos sem projetos pedagógicos, ou alvarás.

A crise tem forçado a demissão de pedagogos ou de pessoas com alguma experiência nesse campo, o que pode estar estimulando a abertura desses estabelecimentos educacionais.

User comments

Esta é a denúncia ou a exposição que o CMEL fez aos jornalistas, com o objetivo de alertar aos pais e responsáveis diante de uma questão delicada: a de deixar as crianças em locais não condizentes com a legislação.

Baseado em seu regimento interno, o Conselho tem função deliberativa, consultiva e principalmente fiscalizatória, visando acompanhar as ações da Secretaria Municipal de Educação, além das creches municipais e particulares.

Por outro lado, o Município mantêm 76 creches registradas, mais de 20 privadas e regulamentadas, mas não há como saber o número exato das particulares que atuam no mercado informal.

User comments

No que tange a movimentação política neste período eleitoral, nas escolas, o Conselho só age mediante denúncias documentadas, especialmente se há envolvimento de candidatos.

Nesse caso, a orientação é para que a denúncia seja dirigida diretamente ao Tribunal Regional Eleitoral.

Nenhuma denúncia chegou de que candidatos estariam fazendo campanha em escolas chegou oficialmente ao conhecimento dos conselheiros, que, no entanto, sabem que isso pode ocorrer nas escolas.

Uniplac é Top of Mind pela 16ª vez

top1As representantes do Grupo RBS Régia Fávero (Diário Catarinense) e Karla Tausendfrend (RBS TV) entregaram em mãos ao Reitor da Uniplac, Luiz Carlos Pfleger a comunicação oficial do Top of Mind 2015, que terá sua vigésima edição em evento alicerçado em pesquisa do Instituto MAPA e promovo pelo Jornal A Notícia/Grupo RBS, durante o mês de julho.

A Universidade do Planalto Catarinense foi apontada pela população catarinense como a marca mais lembrada no segmento Universidade/Faculdade em nível regional.

Em 2015 foram entrevistadas 1.000 pessoas em 26 municípios de maior Índice Potencial de Consumo do Estado de Santa Catarina, durante o mês de abril, sendo assim indicadas por meio de base científica as marcas mais presentes na mente dos consumidores.

.

Curso de Pedagogia

Nos dias 01 e 2 de junho a Universidade do Planalto Catarinense passou pela avaliação do Ministério da Educação – MEC para autorização de funcionamento do curso de Pedagogia na modalidade de Educação à Distância (EAD).

pedagogiaNa imagem estão a Coodenadora de Educação a Distância, Profa. Sabrina Bet, as avaliadoras do MEC, Dra Mariná e Dra Maria, a coordenadora do Curso de Pedagogia em EAD, Profa. Arlene Arruda, o Reitor da Uniplac Prof. Luiz Carlos e a procuradora Institucional da Uniplac, Profa. Ana Rigo.

A Universidade agora aguardará o posicionamento final do MEC quanto à autorização, que deve ser anunciado ainda no mês de junho.

Vândalismo prejudica mais uma escola em Lages

Como é complicado. O vandalismo está sem controle. Marginais invadem as repartições públicas e destroem o patrimônio com naturalidade.

vandalos

O prior é que os atos de vandalismo em escolas da Serra Catarinense causam prejuízos de R$ 300 mil por ano ao governo do Estado, somente com consertos de estragos provocados por vândalos nas escolas da região.

vandalos2

Um fato recente, ocorrido no último dia 30 de maio, atingiu a Escola de Educação Básica Frei Nicodemos, no bairro Petrópolis, em Lages.

Os criminosos invadiram o ginásio em plena luz do dia, furtaram materiais esportivos e queimaram um armário com documentos dos alunos e professores.

vandalos1

A mesma escola já havia sido alvo de um incêndio proposital há dois anos, quando foram queimados móveis, livros e cadernos em uma sala de aula.

(Informações e fotos: Pablo Gomes

Nota oficial da secretaria de Estado da Educação

A partir da próxima segunda-feira, 8, as atividades serão retomadas normalmente em todas as unidades escolares da rede pública estadual seguindo o calendário regular já existente.

Na semana que vem a secretaria de Estado da Educação irá publicar portaria com as diretrizes para reposição das aulas, após discussão junto ao Ministério Público e equipes das Gerências Regionais de Educação, que irão coordenar o trabalho junto às escolas.

Na segunda-feira, 8, será realizada a assinatura do termo de acordo e a primeira reunião da Comissão que irá discutir o novo Plano de Carreira do Magistério.

Uniplac recebe comissão de avaliação do MEC

Nestes primeiros dias de junho a Universidade do Planalto Catarinense passa por avaliação da comissão do Ministério da Educação – MEC para autorização de funcionamento do curso de Pedagogia na modalidade de Educação à Distância (EAD).

avaliação

A Uniplac já tem um processo de desenvolvimento de disciplinas dentro de alguns de seus cursos na modalidade semipresencial e desde 2012 vem desenvolvendo estrutura, tecnologia e recursos humanos para atuação em EAD.

O curso de Pedagogia presencial é um dos cursos pioneiros da instituição e com a soma de sua experiência, da qualidade de seu colegiado e sua demanda no mercado. Ele foi o primeiro a ser credenciado para oferta na nova modalidade.

A partir da autorização do MEC deste primeiro curso, os demais cursos também poderão construir seus projetos em EAD e serem ofertados.

A avaliação acontece nestes dias 01 e 02 de junho.

Firmado convênio entre ACIL e Uniplac

O campo da educação ganha mais um importante instrumento, especialmente no que tange ao estímulo ao aperfeiçoamento profissional, no meio acadêmico.

O convênio recém assinado entre a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) e a Associação Empresarial de Lages (ACIL) contempla com 10% de desconto todos os funcionários das empresas associadas que desejam fazer uma pós-graduação.

No pensamento dos dirigentes da entidade, muitos recrutadores nas empresas levam em conta a especialidade dos profissionais contratados, em alguma área do conhecimento.

Portanto, ter uma pós-graduação pode ser decisivo na hora de uma promoção ou até mesmo para manter um emprego.

O benefício é valido por um ano para todas as áreas de pós-graduação que tiveram início em 2015. Por isso, não contempla alunos já matriculados.

Para ter direito ao desconto o interessado deverá solicitar na Secretaria da ACIL uma declaração de que a empresa na qual ele trabalha faz parte do quadro associativo da entidade, anexando à ela sua Carteira de Trabalho ou holerite.

Novo Curso de Medicina

Retomo o quase esquecido assunto sobre a criação de mais um Curso de Medicina, em Lages. O tema foiGiovane4 amplamente debatido, com sugestões de vários segmentos, mas, no entanto, foi deixado de lado.

Não sei por quais razões o debate perdeu a continuidade. Sabe-se que muitos são contra.Porém, a discussão deve ter prosseguimento.

Como a proposta de implantação no CAV/Udesc foi abortada, lembro que o Centro Universitário Facvest está com estrutura pronta para assumir a responsabilidade e implantar um novo Curso de Medicina.

O dirigente da Instituição, Giovane Broering, tem lutado sozinho em torno do objetivo. Difícil entender por que razão os principais interessados no assunto, não o procuram.

Poderiam, pelo menos, se inteirar com ele sobre o processo, e ver se há alguma forma de ajudar. Em breve, Lages vai contar com uma nova ala do Hospital Tereza Ramos e vai precisar de novos profissionais.

Poderiam ser contratados, pelo menos, os aqui formados.

Municípios poderão ter falta de recursos da Educação

Assunto tratado na última quinta-feira (30), na Amures, durante o Fórum de Secretários Municipais de Educação (Forsema) cria uma séria preocupação aos municípios, quanto ao acesso de recursos do Governo Federal.

educação amuresNa ocasião foi lembrado que o orçamento da Educação que era de R$ 109 bilhões sofreu um corte de R$ 9 bilhões.

E, como o governo não pode mexer nas transferências constitucionais obrigatórias retirou recursos do educaçãoPAR, que destina recursos para gestão educacional, formação de professores e dos profissionais de serviço e apoio escolar e dentre outros, dinheiro para infraestrutura física das escolas.

A boa notícia é de que os recursos programados para este ano serão liberados apenas aos que estavam empenhados. E a má notícia é de que os demais só a partir de 2016.

O pior é que poderão faltar recursos até mesmo para o transporte escolar, que pode entrar em colapso.

A conta é simples. O Governo Federal não repassa ao Estado, e o Estado não repassa aos municípios.

Sendo assim, os municípios terão que “rebolar” para manter as questões da educação em dia.

(informações e fotos: Oneres Lopes)

Professores em greve podem ter desconto nos salários

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina assegurou à Secretaria Estadual da Educação o direito de descontar os dias não trabalhados do salário dos professores em greve.

O desembargador Jorge Luiz de Borba se manifestou, nesta quinta-feira, 30, na “ação declaratória de legalidade de greve” proposta pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação na Rede Pública de Ensino do Estado de Santa Catarina (Sinte).

Ele determinou que somente podem ser aplicadas sanções administrativas aos grevistas em casos de abusos no movimento paredista e respaldou a possibilidade de “descontar dos vencimentos dos grevistas os dias não trabalhados”.

Página 1 de 14