Categoria: Saúde (Página 1 de 20)

Farmácia Popular em Lages será fechada

Após cerca de nove anos em funcionamento, a unidade da Farmácia Popular em Lages encerrará suas atividades no final deste mês.

O motivo é a interrupção de repasses do governo federal, que anunciou a medida, válida para todo o país, devido aos altos custos de fiscalização, armazenamento e distribuição de medicamentos.

Com a mudança, o Ministério da Saúde irá aumentar o valor mensal por habitante destinado à compra de remédios de R$ 5,10 para R$ 5,58.

A Fundação Osvaldo Cruz (FIOCRUZ), executora do programa, irá doar todo o mobiliário e os medicamentos em estoque para a Atenção Básica do município.

Os quatro funcionários que atuavam na Farmácia, por serem efetivos da prefeitura, serão remanejados para outros setores.

Fotos: Marcelo Pakinha

Vacina Pentavalente

Chega a SC a vacina Pentavalente que é oferecida para crianças, e aplicada em três doses: aos dois, aos quatro e aos seis meses de idade. Ela protege as crianças contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e da meningite causada por Haemophilus influenzae.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (Dive) informa que já estão sendo distribuídas para as gerências regionais de saúde.

As gerências regionais de saúde são responsáveis pelo repasse das vacinas aos municípios. Por isso, a população deve entrar em contato com as secretariais municipais de saúde para confirmar se as doses já foram entregues aos postos de saúde da sua cidade.

“Outubro Rosa” transformado em lei

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara aprovou o projeto de lei de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) que transforma em lei a campanha do “Outubro Rosa”, que são atividades de conscientização sobre o câncer de mama.

De acordo com a proposta, as ações serão realizadas, anualmente, durante o mês de outubro, como já acontece.

A iniciativa determina que devem ser desenvolvidas atividades incluindo, dentre outras, iluminação de prédios públicos com luzes de cor rosa, promoção de palestras, eventos, atividades educativas e veiculação de campanhas de mídia.

Agora o projeto tem tramitação conclusiva nas comissões.

Foto: Agência Câmara

Sobre transferência da Central de Regulação

A Associação Empresarial de Lages, preocupada com a mudança da Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Lages para Chapecó, ouviu na reunião do dia 10/07, a coordenadora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Lages, Dra. Ellen Neto de Souza.

Atualmente, a Central de Regulação de Lages atende toda a região da Amures, inclusive, com a parceria do helicóptero Águia 4.

A constatação é de que a transferência da Central de Regulação para Chapecó, poderá dificultar o atendimento da equipe, pelo fato da falta de conhecimento sobre a região, e deliberar os atendimentos.

Ninguém em Lages entende a mudança. Os empresários vão reforçar o pedido para que isso não aconteça.

“Não podemos perder algo tão essencial para o bom funcionamento do SAMU. Não podemos retroceder e sim continuar evoluindo. Contem com nosso apoio”, declarou Sadi Montemezzo.

Enquanto se reclama da saúde em Lages…

Em apenas um mês mais de 1.700 pessoas faltaram às consultas médicas agendadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. Esse tem sido um problema recorrente.

O dado é referente apenas ao mês de junho, segundo a Secretaria de Saúde, que fez o levantamento nas 28 Unidades de Saúde.

Considerando que cada médico realiza em média dez atendimentos por período, esse número de faltantes significaria deixar dois médicos ociosos durante um mês inteiro.

Algumas pessoas se queixam da falta de médicos, mas todas as Unidades estão assistidas. Há 49 equipes, a maioria com médicos da Família que cumprem jornada de 40 horas semanais, e alguns médicos de produção que atendem as Unidades que não possuem médicos efetivos. Por isso, as Unidades estão sendo orientadas a expor em murais a quantidade de pacientes faltantes para conscientizar a população.

O relatório aponta, ainda, que no primeiro semestre foram realizadas 74.468 consultas médicas, as quais incluem os cuidados continuados dos grupos prioritários (hipertensos, diabéticos, gestantes, saúde mental, idosos e crianças menores de dois anos) e consultas gerais (excluindo preventivos, procedimentos, vacinas e consultas odontológicas e de sinais vitais). Também foram realizadas outras 17.426 consultas de enfermagem (classificação de risco, prescrição de cuidados e outros procedimentos).

 Fotos: Toninho Vieira

Sábado tem Sesc “Cidadão do Bem” em Lages

O Sesc em Santa Catarina uniu parceiros e voluntários para realizar o projeto “Cidadão do Bem” no próximo sábado, 15 de julho, em Araranguá, Concórdia, Criciúma, Joinville, Lages, Palhoça e Pescaria Brava, em Laguna.

Na ocasião, serão oferecidos gratuitamente serviços básicos e essenciais para toda a população, como orientações de confecção de documentos, orientações jurídicas e de crédito, corte de cabelo, ações de saúde preventiva, atividades recreativas e culturais, além de informações sobre a atuação do Sesc nas áreas de Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência.

Em Lages o evento acontece na EEB Maria Quitéria – Av. Segundo Batalhão Rodoviário, 873, Bairro Conta Dinheiro, das 13h às 17h.

A Prefeitura é parceira através das Secretarias Municipal de Política para a Mulher e Assuntos Comunitários; Saúde; Assistência Social e Habitação; Emprego e Renda; Serviços Públicos e Meio Ambiente; Segurança e Trânsito; além da Fundação Cultural (Escola de Artes); da  Gerência de Proteção Animal, do Centro de Controle de Zoonoses e Diretran.

Lages terá cirurgias cardíacas a partir de agosto

Recentemente, a diretoria da ACIL, se reuniu com o Dr. Fernando Castanheira, diretor executivo do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres – HNSP.

O cirurgião vascular que está à frente do Hospital desde 2016, revelou aos empresários que em meados de agosto o HNSP passará a realizar cirurgias cardíacas e de acidente vascular cerebral – AVC.

Castanheira informou que o Hospital está sendo adequado para poder realizar estas cirurgias, que também serão realizadas pelo Sistema Único de Saúde – SUS. Os aparelhos necessários já foram adquiridos e irão aumentar os leitos da UTI de 17 para 30.

Segundo ele, se um paciente que sofrer um AVC for atendido em até 4h30min, ficará sem sequelas.

Atualmente os pacientes cardíacos da Serra Catarinense são encaminhados principalmente para Rio do Sul.

(Informações e fotos: Sheila Rosa)

Energia elétrica mais barata aos hospitais

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou nesta quarta-feira (05), por unanimidade, parecer de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) favorável ao Projeto de Lei 38/15, que cria a tarifa social de energia elétrica para os hospitais públicos e filantrópicos prestadores de serviço do SUS (Sistema Único de Saúde) que possuem o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS), emitido pelo Ministério da Saúde.

As entidades de assistência social também serão beneficiadas pela medida, que é avaliada por Carmen Zanotto, em seu voto, como meritória para minimizar as dificuldades financeiras por que passam essas instituições.

A iniciativa beneficia aquelas instituições que têm 60% de seus serviços disponibilizados ao Sistema.

O projeto de lei prevê que os hospitais públicos e filantrópicos terão direito no mínimo, 50% de desconto nas tarifas de energia elétrica; e as entidades de assistência social terão direito a desconto de entre 20% e 50%.

Fotos: Robson Gonçalves/ PPS

Página 1 de 20